30 de abril de 2019

A SEMANA NACIONAL DO CHORO CONTINUA COM TUDO E TRAZ MAIS SHOWS GRATUITOS, A PARTIR DA PRÓXIMA SEXTA.


A Semana Nacional do Choro 2019 continua com tudo e traz, a partir da próxima sexta feira, outros 6 shows gratuitos com o melhor do gênero mais original do Brasil. 

A festa agora acontece em parceria com a Idear Produções, dentro do projeto BH CHORO que comemora sua 11ª edição. 

Os shows ocorrem nos dias 3 a 5 de maio, em três locais distintos. Confira a programação completa.

Na sexta, o palco será montado na Praça Afonso Arinos, com shows a partir das 18 horas. 
A Orquestra Já Te Digo abre as apresentações da noite e, na sequenciao Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte, integrado por seus músicos associados sobe ao palco convidando a flautista Juliana D`Ávila.




Orquestra Já Te Digo faz sua segunda apresentação no evento. E volta na sexta trazendo sua alegria contagiante, em mais um final de semana chorão.


Orquestra Já Te Digo animou o segundo dia da Semana Nacional do Choro e volta com tudo na próxima sexta (3).

A orquestra é um projeto inédito iniciado em 2016 que pretende levar para as ruas a beleza e a alegria dos arranjos e composições  de Pixinguinha, através da sonoridade típica da época das rádios, evocando a memória afetiva dos sons do passado. É uma orquestra de rádio, de baile, de choros, polcas e maxixes, de sambas de antigos carnavais, de música de rua, de praças e coretos.

A obra de Pixinguinha é uma de suas especialidades. Sua proposta é apresentar um trabalho inédito na cidade de Belo Horizonte: tocar arranjos e composições do “pai do choro”, na sua formação original, revelando a sonoridade típica do seu conjunto de amigos, conhecido como «o pessoal da velha guarda» e que só conhecemos muitas vezes com os chiados das antigas gravações.

Formada por músicos de extensa atividade no campo da música brasileira, seja no choro, no samba, como nas fanfarras e gafieiras, na próxima sexta, a Orquestra se apresentará com a seguinte escalação: Artur Pádua (voz e apresentação),  Marcelo Chiaretti (flautim), André Marques (clarinete), Juventino Dias (primeiro trumpete), Gleisson Queiroz (segundo trumpete), Wesley Procópio (bombardino), Aldo Bibiano (Tuba), Agostinho Paolucci (violão), Du Macedo (cavaquinho), Analu Braga ( percussão) e Fernando Monteiro ( bateria).

Presente em toda a programação,  Grupo de Choro do Clube do Choro de BH traz ao palco seus músicos associados e convidados. 



O Clube do Choro de Belo Horizonte tem as suas origens nas reuniões semanais das quintas-feiras, no Bar do Bolão, no bairro Padre Eustáquio, onde vários músicos, amadores e profissionais, se reúnem, desde 1993 até hoje, em maravilhosas rodas de choro, abertas a todos os apreciadores de boa música. Nestas reuniões surgiu a ideia da fundação do Clube do Choro de Belo Horizonte, instituição sem fins lucrativos que, como quadro inicial de 23 fundadores, passou a existir a partir de 31 de maio de 2006.

Desde então, eles se mantém como uma instituição totalmente voltada para o incentivo e a divulgação da música – e em especial, o gênero choro–através de atividades de instrumentistas, compositores e intérpretes, que se dedicam ao estudo e apresentações de audições musicais em casas de espetáculos, bares e espaços culturais.

O grupo de choro é integrado por sócios músicos, profissionais e amadores. Nestes 13 anos de existência a instituição conquistou seu lugar no cenário cultural e musical do Estado de MG.

SERVIÇO
SEMANA NACIONAL DO CHORO - BH CHORO
Atrações:
-Orquestra Já Te Digo (18 horas)
-Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte (20 horas)
Data: 03 de maio (sexta)
Horário: 18 às 21 horas
Local: Praça Afonso Arinos (Av. João Pinheiro com Av. Augusto de Lima)
Entrada: Gratuita

29 de abril de 2019

Minas ao Luar Especial Semana Nacional do Choro 2019 aconteceu no fim de semana, trazendo grandes shows e muita alegria para BH.

Através da parceria do Clube do Choro de Belo Horizonte e SESC MG, o projeto Minas ao Luar Especial Semana Nacional do Choro teve início da última sexta feira (26) e reuniu grandes instrumentistas em três palcos instalados pela cidade. O evento promoveu espetáculos gratuitos que aconteceram também no sábado e domingo. A programação ofereceu atrações com grandes  artistas locais, além de trazer a BH, outros instrumentistas de renome nacional e internacional.

Na primeira noite do evento, o público prestigiou os shows que aconteceram na Praça ABC, lotando a calçada em frente ao Dalva Butiquim.

Túlio Araújo e o Choro Amoroso convidaram o flautista Bruno Teixeira no show de abertura e surpreenderam aqueles que ainda não conheciam o seu approach moderno. O grupo não se acomoda com o repertório tradicional do Choro, mas vai além e funde influências da música instrumental contemporânea mundial, evoca em suas apresentações artistas e mestres consagrados como Pixinguinha, Jacob do Bandolim e Altamiro Carrilho em releituras inusitadas e interpretações criativas de composições próprias. Foi  puro sucesso.         

Na sequencia, o Clube do Choro de BH se apresentou com seu grupo de instrumentistas associados. 

Na formação estavam Jonas Vitor no Sax, Geraldo Magela no violão, Rodrigo Alonso no cavaquinho, Frederico Lazarini no pandeiro, Hélio Pereira no bandolim e Cícero Gonzaga no acordeon. Os clássicos do Chorinho estavam no roteiro e os solos de flauta ficaram por conta da convidada Mariana Bruekers.
No sábado, a festa do Choro tomou conta da Savassi. A Orquestra Já Te digo se apresentou convidando o flautista Marcelo Chiaretti. A orquestra une o sopro de tuba, bombardino, dois trumpetes, flautim e clarineta à base de violão, cavaquinho, pandeiro, bateria e voz. Trata-se de um trabalho inédito em Minas Gerais e que procura fazer reverberar as pesquisas de reatualização do acervo musical brasileiro de forma autônoma e criativa. O público provou e aplaudiu.

O grupo de Choro do Clube do Choro voltou a se apresentar na segunda noite do evento e veio acompanhado da flautista Raissa Anastásia. O Chorinho seguiu com tudo.


Ontem, das 9 às 13 horas, o  palco montado na Praça Duque de Caxias reuniu músicos de grande expressão no cenário artístico nacional e internacional. O show de encerramento do Minas ao Luar - Especial Semana Nacional do Choro 2019 contou com a o prestígio da população que compareceu a Santa Tereza para apreciar mais este grande evento, com entrada gratuita.


Odette Ernest e Andrea Ernest emocionaram o público
com grandes interpretações dos clássicos do Choro.
Foto: Anderson Costa
A programação de domingo teve início com  o Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte,  formado por músicos associados, convidando o flautista Pedro Alvarez.

Na sequencia, o Grupo Choro da Mercearia se apresentou com Sílvio Carlos (7 cordas), Raíssa Anastásia (flauta), Marcos Ruffato (bandolim), Du Macedo (cavaquinho), Analu Braga (pandeiro) e seu convidado especial, o flautista carioca Alexandre Romanazzi.

A grande atração do dia ficou por conta da “Família Ernest”, com a presença das flautistas, mãe e filha, Odette Ernest Dias e Andrea Ernest Dias que com toda sua importância no cenário da música brasileira, trouxeram ainda maior destaque e  brilho a esta edição da Semana Nacional do Choro.

Finalizando o terceiro dia do evento, uma grande e emocionante apresentação reuniu os flautistas convidados para a celebração do instrumento destaque deste edição, quando executaram juntos "Carinhoso" do grande mestre, compositor e flautista, Alfredo da Rocha Vianna Filho, o Pixinguinha. A esta apresentação, especialmente, o público aplaudiu de pé e cantou junto, em uníssono.

A Semana Nacional do Choro continua nos dias 3, 4 e 5 de maio, com seis shows também imperdíveis. Desta vez através do BH Choro, em parceria com a Idear Produções. Chame os amigos e continue prestigiando a programação da Semana Nacional do Choro 2019.



Os flautistas Mariana Bruekers, Marcelo Chiaretti, Odette Ernest Dias, Andrea Ernest Dias, Alexandre Romanazzi, Bruno Teixeira, Raissa Anastásia e Pedro Alvarez reunidos para a execução solo de Carinhoso no grande encerramento do Minas ao Luar Especial Semana Nacional do Choro.

28 de abril de 2019

Semana Nacional do Choro: super show em Santa Tereza traz instrumentistas consagrados em uma homenagem especial à flauta.

Nesta edição da Semana Nacional do Choro, a flauta é o destaque. E neste domingo (28), o super show que acontece no palco montado em Santa Tereza trará grandes atrações para reverenciar este instrumento. Entre elas, a flautista Odette Ernest, internacionalmente consagrada, que se apresentada com sua filha e também flautista, Andrea Erneste.

O terceiro dia do evento, que acontece promovido através do Minas ao Luar - Especial Semana Nacional do Choro, trará também ao palco o Grupo Choro de Mercearia, que convida o flautista carioca Alexandre Romanazzi. O Grupo de Choro do Clube do Choro de BH volta a se apresentar e, desta vez,  tendo como convidado o flautista Pedro Alvarez.

O espetáculo deste domingo tem um momento especial quando se reunirão no palco Odete Ernest, Alexandre Romanazzi, Mariana Bruekers, Raissa Anastásia, Andrea Ernest e Pedro Alvarez para uma grande apresentação em conjunto e em homenagem à flauta.  Imperdível.

A semana continua em maio, deste vez dentro da programação do BH Choro, com seis shows, em três dias e dois locais distintos. Continue acompanhando e prestigiando a programação.

SERVIÇO
Data: 28 de abril (domingo)
Local: Praça Duque de Caxias (Santa Tereza)
Horário: a partir das 9 horas
Programação: Com transmissão direta pela Rádio Itatiaia, no programa Hora do Coroa, apresentado pelo comunicador Acir Antão.
9 horas: Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte, convida o flautista Pedro Alvarez
10 horas: Grupo Choro da Mercearia convida o flautista Alexandre Romanazzi, (RJ).
11 horas: A“Família Ernest”, com a presença das flautistas, mãe e filha, Odete Ernest e Andrea Ernest, acompanhadas por regional com nomes consagrados no choro nacional.
12 horas: Show de encerramento com a homenagem ao instrumento Flauta reunindo Odete Ernest, Alexandre Romanazzi, Mariana Bruekers, Raissa Anastásia, Andrea Ernest e Pedro Alvarez.
Entrada: gratuita

27 de abril de 2019

Neste sábado, o palco da Semana Nacional do Choro estará na Savassi e com shows gratuitos.

Neste sábado (27), o palco da Semana Nacional do Choro 2019 estará na Savassi e vai vibrar ao som da Orquestra Já te Digo,  que faz a abertura deste segundo dia do evento. 

Na sequencia, a apresentação do Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte, com seus músicos associados, garante ainda mais chorinho para sua noite.

Marcelo ChiarettiRaissa Anastásia são os flautistas solistas convidados de hoje e levam ao palco, o instrumento destaque desta edição.

Programe-se, chame os amigos e prepare-se para uma maratona de Chorinho. A Semana Nacional do Choro acontece nos dias 26, 27 e 28 de abril, dentro do Projeto Minas ao Luar Especial  (SESC MG)  e prossegue nos dias 3,4 e 5 de maio com o Projeto BH Choro (Idear Produções). 

SERVIÇO
SEMANA NACIONAL DO CHORO
- Orquestra Já te Digo convidando o flautista Marcelo Chiaretti
- Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte convidando a flautista Raissa Anastásia.
Data: 27 de abril (sábado)
Horário: 17 horas
Local: Praça Diogo Vasconcelos (quarteirão fechado da rua Antônio de Albuquerque, entre a praça e a rua Paraíba)
Entrada: gratuita

26 de abril de 2019

SEMANA NACIONAL DO CHORO 2019 COMEÇA HOJE , TRAZENDO SHOWS IMPERDÍVEIS.

A Semana Nacional do Choro 2019 começa hoje com grandes atrações e entrada gratuita. O show de abertura será com com Túlio Araújo e Choro Amoroso que convidam o flautista Bruno Teixeira. Em seguida, a apresentação será do Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte, integrado por seus músicos associados, convidando a flautista Mariana Bruekers.

Programe-se, chame os amigos e prepare-se para uma maratona de Chorinho. A Semana Nacional do Choro acontece nos dias 26, 27 e 28 de abril, dentro do Projeto Minas ao Luar Especial e prossegue nos dias 3,4 e 5 de maio com o Projeto BH Choro. 

O evento acontece neste ano, através de parcerias do Clube do Choro de BH, SESC/MG e Idear Produções.



SERVIÇO
SEMANA NACIONAL DO CHORO - Show de abertura 
- Túlio Araújo e Choro Amoroso convidando o flautista Bruno Teixeira.
- Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte convidando a flautista Mariana Bruekers.
Data: 26 de abril (sexta-feira)
Horário: 18h30
Local: Praça ABC (em frente ao Dalva Botequim)

25 de abril de 2019

GRANDE ESPETÁCULO TRAZ INSTRUMENTISTAS CONSAGRADOS A BH E DÁ CONTINUIDADE À SEMANA NACIONAL DO CHORO 2019.


A Semana Nacional do Choro 2019, uma parceria entre o Clube do Choro de BH, SESC MG e Idear Produções, começa amanhã (26) e traz também, no sábado e domingo, diversas atrações gratuitas para os amantes do Chorinho. Neste fim de semana, os shows acontecem dentro do Projeto Minas ao Luar Especial e se estenderão, através do BH Choro que acontece de 3 a 6 de maio. 

Amanhã, o show de abertura , acontece na Praça ABC (em frente ao Dalva Botequim - Rua Ceará, 1548), a partir da 18h30. As atrações serão Túlio Araújo e Choro Amoroso que convidam o flautista Bruno Teixeira. Em seguida, a apresentação será do Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte, integrado por seus músicos associados, convidando a flautista Mariana Bruekers.

No sábado (27), o show tem início às 17 horas e será com a Orquestra Já Te Digo que se apresenta em grande estilo, convidando o flautista Marcelo Chiaretti. Na sequencia, o Choro continua com máxima alegria. Será a vez do Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte ocupar o palco, convidando a flautista Raissa Anastásia.

Domingo (28) será o dia de grandes atrações que acontecerão no super palco montado na Praça Duque de Caxias, em Santa Tereza. A programação com início às 9 horas terá transmissão ao vivo pela Rádio Itatiaia, no programa A Hora do Coroa, apresentado pelo radialista e Presidente do Clube do Choro de BH, Acir Antão.

O Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte, formado por instrumentistas associados abrirá o espetáculo convidando o flautista Pedro Alvarez (Cabral)

Pedro Alvarez (Cabral) - Foto: Maria Cristina Alvarez Leite
Desde 2010, Pedro Alvarez apresenta-se como flautista, sempre tendo o choro como principal referência. Formou-se nas rodas de Choro de Belo Horizonte, dentre as quais se destaca a que acontece no Bar do Salomão desde 2009, no bairro Serra. Participou de vários eventos culturais e apresentações em diversas cidades como: Tiradentes, Ouro Preto, Belo Horizonte, Betim, Contagem, Visconde do Rio Branco, São Luís do Maranhão, Porto Velho, Guajaramirim e Lisboa.

Nesses encontros conheceu vários músicos e passou por diversos grupos de Choro, primeiramente nos conjuntos Canela de Ema e Horas Vagas e, posteriormente, o Conjunto Isto é Nosso, Regional do Salomão e Regional da Serra. Apresentou-se em eventos e rodas de choro com alguns consagrados músicos como Zé da Velha e Silvério Pontes, Paulão 7 cordas, Hamilton de Holanda, João Camarero, Paulinho Pedra Azul, Antônio Rocha, Regional Imperial, Eduardo Neves, Yamandu Costa, dentre outros.

O espetáculo continua com Choro da Mercearia convidando o flautista Alexandre Romanazzi.

Choro da Mercearia - Foto Natália Gomes
O grupo Choro da Mercearia é composto por músicos reconhecidos na cena mineira: Sílvio Carlos (7 cordas), Raissa Anastásia (flauta), Marcos Ruffato (bandolim), Du Macedo (cavaco) e Analu Braga (pandeiro). Surgido em 2017, com apresentações semanais na extinta Mercearia Maria Flor, no bairro Santa Tereza, as rodas sempre foram marcadas por um clima leve e animado, e ainda acontecem semanalmente, às terças-feiras, no Butiquim do Walter, com crescente adesão da classe musical mineira e do público.


Alexandre Romanazzi
Alexandre Romanazzi- Foto: Netinho Albuquerque
Gravou com grandes nomes da MPB, tais como Nelson Sargento, Monarco, Herivelto Martins, Moreira da Silva, Carmem Costa, Jamelão, Mário Lago, Beth Carvalho, Dona Ivone Lara, Zeca Pagodinho, Dudu Nobre, Martinho da Vila, Braguinha, Carlos Poyares, Altamiro Carrilho, Guilherme de Brito, Mestre Marçal, Zeketi, João Nogueira, Délcio Carvalho, Noca da Portela, Ney Lopes, Wilson Moreira, Elton Medeiros e Zezé Gonzaga entre outros. Fez parte da Banda do Luiz Melodia com o show Estação Melodia, do espetáculo Histórias de Um João de Barro da Bia Bedran, do Conjunto Samba Bom e do Conjunto Instrumental Pé de Moleque. Hoje faz parte do Conjunto Forró do Kiko, Grupo Folclórico e Carnavalesco Cordão do Boitatá, Conjunto Gafieirando e do Coletivo Choro Na Rua, que se apresenta em praças e nas ruas do Rio de Janeiro e de todo o Brasil.

FAMÍLIA ERNEST - o grande destaque nesse domingo. 

O grande destaque da programação neste domingo é a flautista Odette Ernest, nome importante da história do choro no Brasil e que tem notória representatividade neste estilo musical prioritariamente masculino. A partir das 11 horas, a atração será a “Família Ernest”, com a presença das flautistas, mãe e filha, Odete Ernest e Andrea Ernest, acompanhadas por regional com nomes consagrados no choro nacional.
Odette Ernest e Andrea Ernest - os destaques neste domingo. Foto: divulgação.

Marie Thérèse Odette Ernest Dias (Paris, 2 de fevereiro de 1929) é uma concertista e flautista francesa que chegou ao Brasil aos 20 anos para integrar a Orquestra Sinfônica Brasileira e a Orquestra Sinfônica Nacional, participou de momentos importantes da história musical do Brasil, e dedica-se até hoje à pesquisa e ensino de música, além das atividades como instrumentista.

Naturalizada brasileira, Odette Ernest estudou flauta transversal, história da música e estética no Conservatoire National Superieur de Paris, onde obteve em 1951 o primeiro prêmio em flauta e a primeira medalha de estética. Conquistou por unanimidade a primeira medalha de flauta no Concurso Internacional de Genebra (Suíça) e, em 1952, a convite do maestro Eleazar de Carvalho, veio para o Brasil para tocar na Orquestra Sinfônica Brasileira, permanecendo até 1969.

Fez parte das orquestras da Rádio Tupi, da Rádio Mayrink Veiga, da Rádio Nacional e da TV Globo. Participou de gravações com inúmeros artistas da música popular, inclusive da histórica gravação, em 1958, de músicas de Tom Jobim por Elizeth Cardoso. Exerceu as funções de solista de orquestra, recitalista e camerista, sendo inclusive fundadora da Camerata do Rio. Atuou como professora do Conservatório Brasileiro de Música e dos Seminários de Música Pró-Arte (RJ).

De 1974 a 1994, residindo em Brasília, foi titular da Universidade Federal de Brasília por notório saber, atuando como professora de flauta, estética e musicologia. Atuou também como professora visitante da Universidade do Texas, em Austin, nos Estados Unidos, em 1982; como professora visitante na Universidade Federal de Minas Gerais em 1992; e como professora convidada pela Fundação de Educação Artística em Belo Horizonte.

Mãe dos instrumentistas Carlos, Jaime, Elizabeth, Cláudia e Andréa Ernest Dias, toca frequentemente em duo com Elza Kazuko Gushikem (piano), com Jaime Ernest Dias (violão), Roberto Rutigliano (bateria) ou Bridget Moura Castro (piano).

Nesse domingo, a "FAMÍLIA ERNEST" estará representada também pela flautista Andrea Ernest.
Durante 28 anos foi flautista solista da Orquestra Sinfônica Nacional–UFF (1991 a 2019). Atualmente integra os grupos Trio 3-63, Abstrai Ensemble, Banda Ouro Negro, Carlos Malta & Pife Muderno e o Duo Andrea Ernest Dias & Elodie Bouny. Fez parte da Orquestra Pixinguinha e Orquestra de Música Brasileira, do Quinteto Pixinguinha e da Banda de Câmara Anacleto de Medeiros. Doutora em flauta pela Universidade Federal da Bahia e autora do livro Moacir Santos, ou os Caminhos de um Músico Brasileiro (Edições Folha Seca/CEPE, 2014/2016). Idealizadora e diretora artística do Festival Moacir Santos.

FLAUTA O INSTRUMENTO EM DESTAQUE.

Na edição 2019 da Semana Nacional do Choro, a flauta será o instrumento de destaque. A programação trará um elenco de flautistas que irão abrilhantar todas as apresentações e o show de encerramento das apresentações no domingo será para referenciar este importante instrumento nas formações e composições do Choro. Para isto, se encontrarão no palco, Odete Ernest, Alexandre Romanazzi, Mariana Bruekers, Raissa Anastásia, Andrea Ernest e Pedro Alvarez.

A semana continua em maio, deste vez dentro da programação do BH CHORO, com seis shows, em três dias e dois locais distintos. Continue acompanhando e prestigiando a programação.



24 de abril de 2019

SEMANA NACIONAL DO CHORO PROMOVE FIM DE SEMANA COM MUITO CHORINHO EM BH.

A Semana Nacional do Choro 2019 têm início na próxima sexta feira (26)  e estende-se até o dia 5 de maio, em seis dias de evento. Os shows deste final de semana, com entrada franca, acontecem dentro do projeto Minas ao Luar - Especial Semana Nacional do Choro. 

Na SEXTA (26) , o  SHOW DE ABERTURA, acontece na Praça ABC (em frente ao Dalva Botequim - Rua Ceará, 1548), a partir da 18h30. As atrações serão Túlio Araújo e Choro Amoroso que convidam o flautista Bruno Teixeira. 
Em seguida, a apresentação será do Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte, integrado por seus músicos associados, convidando a flautista Mariana Bruekers.


No SÁBADO (27), o  show tem início às 17 horas, na Praça Diogo Vasconcelos (quarteirão fechado da rua Antônio de Albuquerque, entre a praça e a rua Paraíba)  e será com a Orquestra Já Te Digo que se apresenta em grande estilo, convidando o flautista Marcelo Chiaretti.

Orquestra Já Te Digo - Foto: Divulgação

A Orquestra Já te digo possui som de banda de música que passa com tuba e flautim, bombardino, trompetes, clarinete e sons de violão e cavaquinho, percussão, bateria e muitos cantos e melodias. Trata-se de um trabalho inédito em Minas Gerais e procura fazer reverberar as pesquisas de reatualização do acervo musical brasileiro de forma autônoma e criativa. Criada em 2016 e desde então atuando na cena, participando de shows, trilhas, concertos e apresentações na rua, a Orquestra é formada por músicos e musicistas de extensa atividade no campo da música brasileira, seja no choro, no samba, como nas bandas militares, orquestras sinfônicas e conjuntos de jazz e gafieiras.

Marcelo Chiarretti - Foto: Pedro Valle
Marcelo Chiaretti
Marcelo é compositor, arranjador, flautista e professor de música. Formado em composição pela Universidade Federal de Minas Gerais, com mestrado pela Universidade Paris 8 em Musicologia, Criação e Sociedade e doutorado em finalização pela mesma instituição. Ampliou sua formação musical com importantes músicos do choro e do samba, da música instrumental e do jazz europeu, assim como também com os mestres das bandas de pífanos do Nordeste, procurando se aprofundar nessas linguagens musicais. Como artista residente no projeto de Residências Musicais - Territórios de Invenção, trabalhou ao lado da grande flautista Odette Ernest Dias fazendo pesquisas nos acervos históricos de Diamantina, ministrando aulas e criando arranjos para professores do conservatório e estudantes de música. Atualmente é professor da Fundação de Educação Artística de Belo Horizonte, escola em que trabalha desde 2002 e onde desenvolve trabalho como diretor musical e pedagógico no programa de bolsas - Projeto Música sem Barreiras.

Na sequencia, o Choro continua com máxima alegria. Será a vez do Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte, integrado por seus músicos associados,  ocupar o palco, convidando a flautista Raissa Anastásia.

Clube do Choro de BH  sob o comando de Acir Antão- Foto: Divulgação
O Clube do Choro de Belo Horizonte tem as suas origens nas reuniões semanais das quintas-feiras, no Bar do Bolão, no bairro Padre Eustáquio, onde vários músicos, amadores e profissionais se reúnem, desde 1993 até hoje, em maravilhosas rodas de choro, abertas a todos os apreciadores de boa música, bom papo e agradável convivência. O grupo se mantém como uma instituição totalmente voltada para o incentivo e a divulgação da música – e em especial, o gênero choro – através de atividades de instrumentistas, compositores e intérpretes, que se dedicam ao estudo e apresentações de audições musicais em casas de espetáculos, praças, bares e espaços culturais. Nestes 12 anos de existência a instituição vem se apresentando regularmente em praças e teatros da cidade, estado e até do exterior. Em 2018 já foram realizadas 48 apresentações. O presidente da instituição é o radialista Acir Antão que, também, comanda, no papel de mestre de cerimonias, as apresentações do grupo de choro sempre com sucesso de público e alta qualidade artística.

Raissa Anastásia - Foto: Divulgação
Raissa Anastásia é Mestre em Performance Musical (UFMG), Bacharel em Flauta Transversal (UEMG), Bacharel em Flauta Doce (UEMG) e Licenciada em Artes com ênfase em Música (UNIMONTES). Raissa também foi vencedora dos Prêmios Jovem Instrumentista BDMG (2005) e Jovem Música BDMG (2006).
Na sua trajetória como Flautista, vem atuando e se destacando como uma grande intérprete de choro, frequentando as principais rodas de choro mineiras e festivais de choro pelo Brasil.  Raissa vem acumulando experiência ao longo da carreira se renovando frequentemente e participando por vários festivais de música pelo país, como o Festival de Música de Curitiba, Festival de Música de Pelotas, Festival Internacional Sesc de Música, CIVEBRA e outros. 
A artista vem se descobrindo uma grande multi-instrumentista, além das Flautas, Raissa também domina Violão, Bandolim, Pandeiro e Gaita. Atualmente é professora da Universidade do Estado de Minas Gerais, atuando principalmente nos seguintes temas: flauta, performance, campo artístico, analise e barroco.


No DOMINGO (28), a programação continua de 9h às 13h , com o Minas ao Luar especial na Praça Duque de Caxias em Santa Tereza. As atrações serão Clube do Choro de Belo Horizonte convidando o flautista Pedro Alvarez (Cabral), Grupo Choro da Mercearia convidando o flautista Alexandre Romanazzi, A“Família Ernest”, com a presença das flautistas, mãe e filha, Odete Ernest e Andrea Ernest, acompanhadas por regional com nomes consagrados no Choro nacional. 
E o grande show final será a homenagem à Flauta, instrumento destaque desta edição, contando com presenças no palco do grande elenco de flautistas convidados.
Programe-se e chame os amigos. Mais detalhes da programação completa você acompanha aqui ou pelo Facebook.


23 de abril de 2019

VAMOS CELEBRAR!


Hoje é  Dia Nacional do Choro, data para celebrar com toda a alegria musical, o gênero mais original do Brasil. E esta semana irá nos trazer muitos motivos para festejar. Prepare-se, pois a partir de sexta começam as atrações da SEMANA NACIONAL DO CHORO 2019  em BH. 
Juntos vamos celebrar o aniversário de Alfredo da Rocha Viana Filho, o  Pixinguinha, nosso mestre maior do Choro. Serão seis dias de shows gratuitos, com grandes instrumentistas e em diferentes lugares da cidade.

Confira a PROGRAMAÇÃO COMPLETA e chame os amigos. 


22 de abril de 2019

SHOW DE ABERTURA DA SEMANA NACIONAL DO CHORO 2019 ACONTECE NA PRÓXIMA SEXTA, COM ENTRADA FRANCA.



Pelo terceiro ano consecutivo, a parceria entre o Clube do Choro de Belo Horizonte e o Sesc MG possibilita a realização da Semana Nacional do Choro, em Belo Horizonte. Nas edições anteriores, o evento promoveu um número expressivo de shows, em diferentes locais da Capital e proporcionou ao público, dezenas de atrações gratuitas com instrumentistas de destaque no cenário nacional e internacional. E em 2019 não será diferente.

A Semana Nacional do Choro 2019 têm início no dia 26 e  estende-se até o dia 5 de maio, em seis dias de evento. O show de abertura, acontece na próxima sexta, a partir da 18h30, na Praça ABC (em frente ao Dalva Botequim - Rua Ceará, 1548) e acontece dentro do projeto Minas ao Luar - Especial Semana Nacional do Choro. 

Nessa noite, as atrações serão Túlio Araújo e Choro Amoroso que convidam o flautista Bruno Teixeira.  
E em seguida, a apresentação será do Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte, integrado por seus músicos associados, convidando a flautista Mariana Bruekers.


TÚLIO ARAÚJO E CHORO AMOROSO CONVIDAM O FLAUTISTA BRUNO TEIXEIRA

Túlio Araújo e o Choro Amoroso - Foto: divulgação
Túlio, que não esconde sua base musical vinda do Baião de Luiz Gonzaga e do Rojão de Jackson do Pandeiro, teve seu real contato com o Choro em 2015, quando morando na Califórnia precisou realmente aprender as artimanhas do estilo para pagar suas contas. Desde então, vem percebendo algo comum em todas as rodas: o Pandeiro, mesmo sendo um dos instrumentos imprescindíveis para que elas aconteçam, é também o instrumento menos explorado. Foi assim que teve a ideia de juntar, num septeto, cabeças musicais pensantes de diferentes vertentes, unindo-se para criar uma nova roupagem do Choro, absorvendo influências como o Jazz, o Baião, o Soul, o Blues e a música afro-brasileira.

CLUBE DO CHORO DE BELO HORIZONTE CONVIDA A FLAUTISTA MARIANA BRUEKERS.

Grupo de Choro do Clube do Choro de BH - Foto: Anderson Costa

O Clube do Choro de Belo Horizonte tem as suas origens nas reuniões semanais das quintas-feiras, no Bar do Bolão, no bairro Padre Eustáquio, onde vários músicos, amadores e profissionais se reúnem, desde 1993 até hoje, em maravilhosas rodas de choro, abertas a todos os apreciadores de boa música, bom papo e agradável convivência. O grupo se mantém como uma instituição totalmente voltada para o incentivo e a divulgação da música – e em especial, o gênero choro – através de atividades de instrumentistas, compositores e intérpretes, que se dedicam ao estudo e apresentações de audições musicais em casas de espetáculos, praças, bares e espaços culturais. Nestes 12 anos de existência a instituição vem se apresentando regularmente em praças e teatros da cidade, estado e até do exterior. Em 2018 já foram realizadas 48 apresentações. O presidente da instituição é o radialista Acir Antão que, também, comanda, no papel de mestre de cerimonias, as apresentações do grupo de choro sempre com sucesso de público e alta qualidade artística.
Mariana Bruerkes - Foto:Fernando Pereira

Mariana Bruekers
Mariana Bruekers possui mestrado em Pedagogia Musical pelo Royal Conservatoire/ Holanda, graduação em Licenciatura em Música e Bacharelado em Flauta Transversal pela Universidade Federal de Minas Gerais. Como Flautista foi vencedora do Jovem Músico BDMG em 2008 e 2010.
Participou de diversos festivais como Festival de Choro de Paris (França, 2015), Festival Internacional de Flautistas (Holanda, 2015), Breda Jazz Festival (Holanda, 2014), Viva Brasil Festival (Holanda, 2014), Festa da Música (Belo Horizonte, 2010). Integra os grupos: Trio Bola Preta (com o qual gravou o CD "Saideira", em 2014, e "Chorando pelo Mundo", em 2019), Flutuar Orquestra de Flautas (com a qual gravou o CD "Flutuar no Horizonte", em 2010), a Banda Sagrada Profana e o Coletivo Abre a Roda: Mulheres no Choro.

Programe-se e chame os amigos. Mais detalhes da programação completa você acompanha aqui ou pelo Facebook.


17 de abril de 2019

Semana Nacional do Choro 2019 promoverá seis dias com shows gratuitos. Confira a programação.


A Semana Nacional do Choro 2019 terá início no próximo dia 26 de abril, com a participação de artistas locais e de outros Estados, em seis dias de espetáculos gratuitos, em locais diferentes. O evento acontece neste ano, através de parcerias do Clube do Choro de BH com os projetos culturais “Minas ao Luar Especial”, promovido pelo SESC/MG e “BH Choro”, uma realização da Idear Produções.


Os shows programados para os dias 26, 27 e 28 irão levar o Chorinho ao grande público, através do projeto MINAS AO LUAR ESPECIALConfira a programação completa:

26/04 (SEXTA-FEIRA) 
Local: Praça ABC (em frente ao Dalva Botequim)
Horário: 18h30
Programação: O show de abertura será com Túlio Araújo e Choro Amoroso que convidam o flautista Bruno Teixeira
Em seguida, a apresentação será do Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte, integrado por seus músicos associados, convidando a flautista Mariana Bruekers.

27/04 (SÁBADO) 
Local: Praça Diogo Vasconcelos (quarteirão fechado da rua Antônio de Albuquerque, entre a praça e a rua Paraíba)
Horário: 17h00
Programação: O show de abertura será com a Orquestra Já Te Digo que se apresenta convidando o flautista Marcelo Chiaretti
Em seguida, a apresentação do Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte, integrado por seus músicos associados, convidando a flautista Raissa Anastásia.

28/04 (DOMINGO) 
Local: Praça Duque de Caxias (Santa Tereza)
Horário: 9h00 às 12h00
Programação: Com transmissão direta pela Rádio Itatiaia, no programa Hora do Coroa, liderado pelo comunicador Acir Antão.
9 horas: Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte, convidando o jovem flautista Pedro Alvarez (Cabral). 
10 horas: Grupo Choro da Mercearia se apresenta tendo como convidado o flautista Alexandre Romanazzi, (RJ). 
11 horas: A“Família Ernest”, com a presença das flautistas, mãe e filha, Odete Ernest e Andrea Ernest, acompanhadas por regional com nomes consagrados no choro nacional. 
12 horas: Grande Show de Encerramento, com a homenagem ao instrumento Flauta, contará com presenças no palco de Odete Ernest, Alexandre Romanazzi, Mariana Bruekers, Raissa Anastásia, Andrea Ernest e Pedro Alvarez.

A semana continua, no mês de maio, deste vez dentro da programação do BH CHORO, com seis shows, em três dias e dois locais distintos:

03/05 (SEXTA-FEIRA) 
Local: Praça Afonso Arinos (Av. João Pinheiro com Av. Augusto de Lima)
Horário: 18h00
Programação:  O show de abertura será com a Orquestra Já Te Digo (18 horas).
Em seguida, às 20 horas, a apresentação será do Grupo de Choro do Clube do Choro de Belo Horizonte, integrado por seus músicos associados, convidando a flautista Juliana D`Ávila.

04/05 (SÁBADO) 
Local: Praça Duque de Caxias (Santa Tereza)
Horário: 17h00
Programação: O show de abertura será com o Clube do Choro de Betim (17 horas) e na sequência sobe ao palco o Clube do Choro de Niterói (18h30).

05/05 (DOMINGO) 
Local: Praça Duque de Caxias (Santa Tereza)
Horário: 16h00
Programação: A abertura da noite será com o Grupo Isto é Nosso (16 horas)Em seguida, o encerramento ficará por conta da Orquestra de Choro da UFMG (17h30). 

Mais uma vez, a diretoria do Clube do Choro de Belo Horizonte consegue manter viva a tradição de comemorar, condignamente, a data máxima dos chorões, o dia nacional do Choro (23/04), aniversário do “Pai do Choro” Alfredo da Rocha Viana, o Pixinguinha. Programe-se, chame os amigos e a família para esta participar desta programação imperdível. 

Mais detalhes da programação completa você acompanha aqui ou pelo Facebook.

A Roda de Choro no Betão já está preparada e começa às 19 horas.

A Roda de Choro no Bar do Betão já está preparada e, logo mais , a partir das 19 horas, a turma se reúne para ouvir o melhor do gênero, executado por instrumentistas de primeira grandeza: Daniel Capu, Artur Pádua, Gustavo Monteiro, Daniel Nogueira e Marcos Flávio prometem uma noite especial no Anchieta. Programe-se.

SERVIÇO
Roda de Choro do Betão 
Data: 17 de abril (quarta)
Horário:19 horas
Local: Bar do Betão - Av. Francisco Deslandes, 10 - Bairro Anchieta - BH
Informações: (31) 3658-8440

CHORINHO NO SANTA MALOCA

Hoje (17) tem Chorinho no Santa Maloca e a a roda começa às 19 horas.
Nesta quarta, a noite no casarão charmoso em Santa Tereza conta com a presença luxuosa de Daniel Toledo, Pedro Alvarez, Pablo Dias e Túlio Araujo.  
Programe-se e chame os amigos.

SERVIÇO
Chorinho na Maloca
Data: 17 de abril 2019 (quarta)
Horário: 19 horas
Local: Santa Maloca - Rua Mármore, 418. Santa Tereza.



15 de abril de 2019

SEMANA NACIONAL DO CHORO 2019 TRAZ A FLAUTA COMO INSTRUMENTO EM DESTAQUE.

Flautistas consagrados internacionalmente e jovens talentos se apresentarão como solistas ao lado de orquestras e regionais


Pesquisadores apontam a flauta como um dos instrumentos mais antigos da história e como o primeiro a ser usado como solista no ambiente do Choro. O flautista e compositor Joaquim Antônio da Silva Callado esteve entre os pioneiros do Choro, e muitos o consideram como o criador do gênero ou como o pai dos chorões. Seu grupo, que ficou conhecido como "O Choro de Calado", era constituído por um instrumento de solo, no caso sua flauta de ébano, dois violões e um cavaquinho. A esta composição instrumental dos primeiros grupos, baseada na trinca flauta, violão e cavaquinho se atribuiu o nome pau e corda, por serem de ébano as flautas usadas. 

A história nos apresenta, além de Callado, outros grandes compositores flautistas para reverenciarmos. “Cada momento da história do Brasil tem um flautista que é o símbolo desse momento”, como aponta o professor e flautista Antônio Carrasqueira. Desta forma, Patápio Silva e Pixinguinha, estiveram entre os pioneiros da história do Choro, seguidos por outros tantos flautistas brasileiros admiráveis no cenário nacional e internacional como Altamiro Carrilho, Toninho Carrasqueira, Léa Freire e Odette Ernest Dias, citando alguns. 

Na edição 2019 da Semana Nacional do Choro que acontece dias 26 a 28 de abril e 3 a 5 de maio em BH, a flauta será o instrumento de destaque. A programação trará um elenco de flautistas que irão abrilhantar todas as apresentações: Odette Ernest Dias (RJ), Andrea Ernest Dias (RJ), Alexandre Romanazzi (RJ), Mariana Bruekers (BH), Raissa Anastásia (BH), Pedro Alvarez (BH), Bruno Teixeira (BH) e Marcelo Chiaretti (BH). Instrumentistas consagrados internacionalmente e representantes da nova e talentosa geração se apresentarão como solistas, ao lado de orquestras e regionais que fazem a cena do Choro belo horizontino uma das mais expressivas do Brasil. 

Aguarde em breve a programação completa da Semana Nacional do Choro 2019 e, enquanto isto, assista o episódio “Flauta” da série Brasil Toca Choro, uma produção original da TV Cultura . 


Neste episódio, o Brasil Toca Choro, apresentado pela atriz Maria Bia você assiste interpretações de músicas dos compositores: Patápio Silva, Altamiro Carrilho e Antônio Callado, entre outros. O programa traça um panorama histórico do primeiro gênero de música instrumental urbana tipicamente brasileira, o chorinho, contando, para isso, com a participação dos mais virtuosos e criativos intérpretes do ritmo.

SEMANA NACIONAL DO CHORO 2019 - UMA PARCERIA CLUBE DO CHORO DE BH, SESC MG E IDEAR PRODUÇÕES. 

12 de abril de 2019

O Regional da Serra continua com tudo, nas rodas de Choro das sextas feiras.

O Regional da Serra continua com tudo, nas rodas de Choro das sextas feira e, nesta semana, estará novamente nos presenteando com suas sensacionais versões das melhores músicas do estilo. Formado pelos jovens músicos mineiros Daniel Toledo (violão sete cordas); Pablo Dias (cavaquinho); Daniel Nogueira (pandeiro) e Pedro Alvarez (flauta), o grupo é uma das referências da nova geração de chorões de BH. 
A roda acontece a partir das 20 horas, no Do Beer. Programe-se.

SERVIÇO
Roda de Choro com Regional da Serra
Data: 12 de abril 2019 (sexta)
Horário: 20 horas
Local: Do Beer - Rua Cícero Ferreira, 99 - Bairro da Serra - BH
Informações: (31) 3785-7374

11 de abril de 2019

Quinta com Choro e Chopp.



Thamiris Cunha (clarineta), Marcos Ruffato (bandolim), Rafael Desidério (cavaquinho), André Milagres (7 cordas) e Sandra Leão (pandeiro) se reúnem nesta quinta (11) para mais uma roda de Choro. 

O evento acontece na Cervejaria Medeiros, na Floresta e começa às 20 horas, Programe-se e chame os amigos.


SERVIÇO
Roda de Choro na Medeiros
Data: 11 de abril (quinta)
Horário: 20 horas
Local: Cervejaria Medeiros - Rua Tabaiares, 26 - Floresta
Couvert artístico: R$5,00
Informações: (31) 99127-8386

10 de abril de 2019

Roda de Choro do Betão recebe os veteranos de música da turma 1999 UFMG.

Oba! Quarta é dia de Choro no Bar do Betão com um grupo de feras do Chorinho. 

E hoje, com várias canjas especialíssimas: a turma de música de 1999 da UFMG, composta por músicos de primeira como Mauricio Ribeiro, Pedro Aristides, Vinícius Augustus, Nilton Moreira, Marcelo Chiaretti, Sérgio Rocha, André Limão, Wilson Lopes, Werner Silveira, Luciana Alvarenga, Marcelo Madureira, dentre outros, tem um encontro marcado para comemorar 20 anos de formatura. 

Então, tem muita alegria e Chorinho para festejar. Não perca.



SERVIÇO
Roda de Choro do Betão - especial 20 anos da turma de música 1999 UFMG.
Data: 10 de abril (quarta)
Horário:19 horas
Local: Bar do Betão - Av. Francisco Deslandes, 10 - Bairro Anchieta - BH
Informações: (31) 3658-8440

Festival Cultura na Sexta reúne o melhor do Samba e do Choro.

O Festival Cultura na Sexta tem o prazer de apresentar o melhor do samba e do Choro com Davi da Figueira e Grupo Roda do Padreco, em show que acontece às 19 horas, no Armazém do Campo.

Davi da Figueira é intérprete do bom samba de raiz, com um repertório que vai desde Cartola e Noel, passando por João Nogueira e Paulinho da Viola, D. Ivone Lara, chegando a Zeca Pagodinho e Toninho Geraes. O sambista convida a tradicional roda de Choro do bairro Padre Eustáquio, formada de estudantes de música da UEMG, a "Roda do Padreco"que  traz no seu repertório Pixinguinha, Chiquinha Gonzaga, Jacob do Bandolim, dentre outros, para uma noite que promete ser das melhores. 
 
SERVIÇO
Show com Roda do Padreco e Davi da Figueira
Data: 12/04/2019 (sexta)
Horário: 19 horas
Local: Armazém do Campo - Av. Augusto de Lima, 2136 (esquina com Av,do Contorno)
Informações:(31) 3267-3005

9 de abril de 2019

Programa Globo Horizonte destaca a trajetória profissional de José Lucena Vaz, patrono do violão na universidade brasileira.


O programa Globo Horizonte do último domingo (7) trouxe uma entrevista de Renata do Carmo ao professor José Lucena Vaz, um dos patronos do violão na universidade brasileira. O programa destacou a trajetória profissional e o recital realizado em homenagem aos seus 75 anos de Lucena. Mestre de grandes violonistas brasileiros, o programa contou com a participação dos violonistas Juarez Moreira, Gilvan de Oliveira, Celso Faria,  Weber Lopes, Carlos Walter e Eduardo Barreto.  
As histórias contadas pelo protagonista e seus discípulos você confere aqui, no programa gravado no Conservatório UFMG e que trouxemos na íntegra.


8 de abril de 2019

VEM AÍ A SEMANA NACIONAL DO CHORO 2019

Reunindo dezenas de instrumentistas e grande público, a Semana Nacional do Choro tornou-se um evento de sucesso em BH. Foto: Anderson Costa

Com a participação de artistas locais e de outros Estados, em espetáculos gratuitos, a SEMANA NACIONAL DO CHORO 2019 acontece neste ano, através de parcerias do Clube do Choro de BH com os projetos culturais “Minas ao Luar”, promovido pelo Sesc/MG e “BH Choro”, uma realização da Idear Produções. 

Em abril, os shows programados para os dias 26, 27 e 28 irão levar o Chorinho ao grande público, através do projeto “Minas ao Luar Especial”, com várias apresentações nas Praças ABC no Funcionários, Diogo Vasconcelos na Savassi e Duque de Caxias em Santa Tereza. A semana continua, no mês de maio, deste vez dentro da programação do “BH Choro”, nos dias 3, 4 e 5, com seis shows que acontecem nas Praças Afonso Arinos (Centro) e Duque de Caxias (Santa Tereza). 

Neste ano, a flauta será o instrumento de destaque e a programação trará os flautistas Odette Ernest Dias (RJ), Andrea Ernest Dias (RJ), Alexandre Romanazzi (RJ), Mariana Bruekers (BH), Raissa Anastásia (BH), Pedro Alvarez (BH), Bruno Teixeira (BH) e Marcelo Chiaretti (BH) se apresentando ao lado de orquestras e regionais que fazem a cena do Choro belo horizontino uma das mais expressivas do Brasil. Orquestra Já te digo, Túlio Araújo e Choro Amoroso, Choro da Mercearia, Conjunto Isto é Nosso, Orquestra de Choro da UFMG, Clube do Choro de Niterói (RJ), Clube do Choro de Betim (MG) e o Grupo de músicos Associados do Clube do Choro de BH levarão outros grandes instrumentistas para os palcos do evento. 

Mais uma vez, a diretoria do Clube do Choro de Belo Horizonte consegue manter viva a tradição de comemorar em grande estilo, a data máxima dos chorões, o dia nacional do Choro (23/04) quando celebramos o aniversário do Mestre Alfredo da Rocha Viana, o Pixinguinha. 

Acompanhe pelo nosso site e redes sociais, toda a programação e a cobertura completa deste evento que vai agitar BH com muito Chorinho e alegria de sobra.

COLEÇÃO PARTITURAS BRASILEIRAS ON LINE

O songbook lançado pela Funarte já disponibiliza 22 volumes para download. 


A Fundação Nacional de Artes - Funarte lançou para download aberto cerca de 1.200 partituras iniciais cedidas por mais de 15 instituições e alguns compositores. O Songbook Online Internacional está disponível no link em português, inglês, espanhol e francês.

Além disso, será distribuído pelo Itamaraty às Embaixadas e Consulados do Brasil no exterior para uso em ações de divulgação da música brasileira junto a instituições de ensino e ao público em geral.

Até o momento, a coleção inclui: 7 volumes de Música Popular, 12 volumes de Música de Concerto e 3 volumes de Bandas de Música. 
Uma preciosidade para ter ao alcance das mãos e dos ouvidos.