SEJA VOCÊ TAMBÉM UM ASSOCIADO DO CLUBE DO CHORO DE BH. MAIORES INFORMAÇÕES LIGUE (31)3422-4433.

27 de junho de 2022

Roda de Choro com Regional da Serra celebra hoje o aniversário do flautista Evandro Archanjo.


A roda de Choro que do Regional da Serra nesta segunda-feira (27) será muito especial. A noite será reservada para celebrar o aniversário do grande flautista, Evandro Archanjo. Ele se reúne, aos músicos Daniel Toledo (violão de 7 cordas), Daniel Nogueira (pandeiro), Pablo Dias (cavaquinho) e Pedro Alvarez (flauta transversal) para o festejo musical que acontecerá a partir das 19h30, na Espetaria América, em Santa Efigênia. Programe-se e estenda esse convite aos seus amigos.

SERVIÇO
Roda de Choro e Samba com Regional da Serra
Data: 27 de junho - segunda-feira
Horário: 19h30
Local: Restaurante e Espetaria América - Av. do Contorno, 3301 - Santa Efigênia.

24 de junho de 2022

Projeto "Seresta & Serenata – Popular e Imperial" estreia em Mariana.

Clube do Choro de Belo Horizonte participou da programação que incluiu cortejo de bandas locais e shows com artistas de renome internacional.


Super palco montado na Praça da Sé em Mariana - Foto: Actionbhz

No ultimo sábado (18), a cidade de Mariana viveu uma intensa agenda cultural que incluiu a 1ª edição do projeto "Seresta & Serenata - Popular e Imperial", que deu o tom para a série de mais outras quatro que acontecerão até outubro deste ano, sempre nos finais de semana de lua cheia promovendo
shows na Praça da Sé e palestras no Cine Teatro Municipal.

O projeto com patrocínio do Instituto Cultural Vale, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, oferecerá 21 apresentações musicais gratuitas, entre bandas, serestas e serenatas, além de palestras temáticas realizadas no dia dos eventos. 

As apresentações no último sábado começaram com um cortejo de bandas, formado pela Sociedade Musical São Caetano e Sociedade Musical São Sebastião de Passagem, saindo do Terminal e do Colégio Benevides, chegando ao palco da Praça da Sé, às 20 horas.

Sociedade Musical São Caetano, a  primeira banda da região dos Inconfidentes - Foto Actionbhz

Com fundação em 7 de abril de 1836, a banda de música civil monsenhor-hortense, a Sociedade Musical São Caetano é a primeira banda da região dos Inconfidentes de que se tem relato, sendo, também, a 4ª mais antiga do Brasil e a 3ª do Estado. Em seus quase dois séculos de atividade ininterrupta, a “Baronesa”, como é carinhosamente conhecida a Banda São Caetano, promove ensino gradativo e gratuito de música, contribuindo social e culturalmente para o toda a região, além de abrilhantar festividades e solenidades pelas montanhas e vales do Brasil afora. Em virtude de sua rica história, a Banda São Caetano é reconhecida como patrimônio imaterial do estado de Minas Gerais, com regência, atualmente, de Djalma Silva Pinheiro, e sub-regência de Arjuna Rama Moreira.

Corporação Musical São Sebastião de Bandeirantes abrindo o evento com um belo cortejo - Foto: Actionbhz

Sob regência do maestro Alex Oliveira e composta por 26 músicos, a Corporação Musical São Sebastião de Bandeirantes foi fundada em 29 de setembro de 1868, no antigo arraial de São Sebastião, hoje, Bandeirantes. A corporação passou por períodos de pouca ou nenhuma atividade, durante os quais se mantiveram guardados muitos instrumentos, documentos e partituras salvos por antigos moradores e músicos. Sofreu, em 1930, com um incêndio que queimou maior parte do seu acervo, voltando às atividades na década de 50. Em 1991, deu vida a uma nova geração de músicos, que continuaram os trabalhos e, hoje, se encontram semanalmente para estudos e ensaios.

Após o cortejo e apresentação vibrante das bandas locais,  Turibio Santos, considerado um dos principais violonistas clássicos da atualidade, criador da Orquestra Brasileira de Violões, abriu as apresentações sobre o grande palco montado na Praça da Sé. Para esse show, o artista convidou a pianista Maria Teresa Madeira e a soprano Carol Mcdavit.

Turíbio Santos abrindo as atrações da noite - Foto: Actionbhz

Turíbio Santos é considerado pela crítica e pelos especialistas como um dos maiores violonistas clássicos da atualidade. Sua carreira já o fez percorrer o mundo várias vezes, com críticas brilhantes nos principais centros musicais. Turíbio tem intensa atividade junto aos músicos brasileiros, tendo redescoberto e regravado os compositores João Pernambuco, Garoto e Dilermando Reis. 
Já dividiu o palco com grandes celebridades musicais, como Yehudi Menuhin, M. Rostropovitch, Victoria de Los Angeles, J. P. Rampal; e foi acompanhado por orquestras como a Royal Philharmonic Orchestra, English Chamber Orchestra, Orchestre National de France, Orchestre J. F. Paillard, Orchestre National de L'Opéra de Monte-Carlo, Concerts Pasdeloup, Concerts Colonne, Orquestra Sinfônica Brasileira, e outras.

Turíbio Santos - Foto: Actionbhz
Turíbio Santos permanece atuante e já realizou em grandes feitos pela música brasileira, criando orquestras, como membro em Academias ou presidindo grandes instituições musicais. Em maio de 2015, foi convidado por seus conterrâneos para fazer parte da Academia Maranhense de Letras. Além disso, ele é membro-fundador do Conseil D'Entraide Musicale, da UNESCO.

Atualmente além de seus concertos Turibio Santos é consultor do projeto social “Villa-Lobos e as Crianças”, remanescente de outros projetos por ele criados desde 1986.
Turíbio Santos é tudo isso e muito mais. Ele representa com grandiosidade a música brasileira e o que ela tem de melhor.

Carol McDavit - Foto:Actionbhz
Carol McDavit
é Doutora em Música pela UNIRIO e Mestre em Música pela Manhattan School of Music de Nova York, atuou como solista das principais orquestras sinfônicas do Brasil. Como camerista, realizou centenas de recitais no país e no exterior, com ênfase especial na música brasileira e americana, tendo estreado várias primeiras audições. 
Carol é professora de canto e ópera do Instituto Villa Lobos na UNIRIO no Rio de Janeiro, onde coordena e dirige o projeto Ópera na UNIRIO. Ela tem cantado das temporadas líricas dos teatros mais importantes do Brasil e ministrado oficinas e cursos de canção brasileira na Alemanha, na França, na Finlândia, no Canadá e nos EUA.
Seus CDs incluem obras sacras do Pe. José Mauricio, o oratório Colombode Carlos Gomes e coletâneas de canções brasileiras em duo com a pianista Maria Teresa Madeira e com o violonista Turíbio Santos, ao lado de quem participou nesse show.

Maria Teresa Madeira abrilhantando o evento com sua brilhante interpretação ao piano. Foto Actionbhz

O público que lotou a Praça da Sé teve ainda o prazer de ouvir de perto uma das mais importantes pianistas brasileiras, a renomada Maria Teresa Madeira.

Desde o início, a intensa e multifacetada carreira musical de Maria Teresa encontra-se marcada por experiências importantes, seja no campo artístico, seja no campo acadêmico. Bacharel em piano pela Escola de Música da UFm grandes mestres com quem se aperfeiçoou em interpretação. Como solista já esteve à frente de orquestras como a Sinfônica Brasileira, Petrobras Sinfônica, Orquestra Sinfônica da Universidade Federal de Mato Grosso, Cedar Rapids Symphony, University of Iowa Chamber Orchestra, Banda Sinfonica da Cidade de Córdoba (Argentina), Banda Sinfonica da Faculdade de Música do Espírito Santo. 
Como camerista, uma atividade que também lhe é muito cara, apresentou-se ao lado de alguns dos mais importantes artistas do país e já realizou várias estreias mundiais e locais de obras, algumas delas a ela dedicadas. 
Maria Teresa já realizou recitais e concertos nos EUA e na Europa sempre priorizando a divulgação da música brasileira – sua discografia conta com mais de 30 CDs seja como solista, ou camerista. 
Foi professora do curso de graduação do Conservatório Brasileiro de Música e atualmente é professora da UniRio, ministrando aulas no curso de Bacharelado.
Sua trajetória sempre esteve ligada à música de Ernesto Nazareth, seja nos diversos concertos em que apresenta suas obras, seja nos CDs que gravou inteiramente dedicados a ele, tais como “Sempre Nazareth” (Kuarup, 1997), e “Ernesto Nazareth Vol.1 e Vol.2” (Sonhos e Sons, 2003), este último indicado ao Grammy Latino.  Ela Recebeu em outubro de 2020, junto com a saxofonista Maria Bragança, o prêmio de Melhor Instrumentista pela Rádio Inconfidência de Minas Gerais com o CD “Duas Marias”.

Grupo de Músicos do Clube do Choro de BH sob o comando de Acir Antão. Foto: Actionbhz

Clube do Choro de Belo Horizonte foi outra esperada atração da noite. Comando pelo seu Presidente, o comunicador Acir Antão, que já completou mais de cinco décadas a microfone da Rádio Itatiaia, o Clube do Choro de BH recebeu como convidado especial, o seu associado, cantor e compositor  Paulinho Pedra Azul. Ele acaba de completar 40 anos dedicados à música e celebrada por cantar e tocar às suas origens no Vale do Jetiquinhonha. 

Registrado como Paulo Hugo Morais Sobrinho, na cidade de Pedra Azul, no norte de Minas Gerais . O nome artístico veio justamente do nome de sua cidade. Paulinho Pedra Azul é o segundo artista mineiro mais popular no estado, segundo pesquisas feitas pela Associação de Músicos, Arranjadores e Regentes. Não há dúvida alguma que Paulinho é um poeta das canções e das telas pintadas: são mais de 200 quadros.­
Paulinho Pedra Azul gravou uma coletânea, de quatro CDS intitulados (Primavera, Verão, Outono e Inverno), com 65 faixas. É um dos mais importantes artistas mineiros. Com mais de 150 parceiros musicais, em que ele sempre foi o letrista, tem 30 álbuns lançados de forma independente. E para comemorar seus 40 anos de carreira está lançando o primeiro livro de contos, “Eu Conto”, pela Editora Caravana e um CD duplo, com coletâneas, com 40 músicas remasterizadas.

O público residente e visitante que lotou a Praça da Sé aplaudiu calorosamente as atrações. Foi uma noite memorável, que promete se repetir e levar até Mariana outros grandes nomes da música brasileira e muito entretenimento cultural para a localidade. As próximas edições estão programadas para  23 de julho, 13 de agosto, 24 de setembro e 8 de outubro de 2022.

O projeto "Seresta & Serenata - Popular Imperial" é viabilizado por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio do Instituto Cultural Vale Vale, e apoio cultural da Prefeitura Municipal de Mariana, Instituto Roque Camêllo e Clube do Choro de Belo Horizonte. Realização: Idear Produção.

CONFIRA O ÁLBUM DE FOTOS DA ESTREIA DO PROJETO SERESTA & SERENATA - POPULAR E IMPERIAL - Crédito das Fotos: Actionbhz


Fred Lazarini e Nixon Fonseca são os músicos convidados na estreia do Projeto "Regional da Serra Convida".

 

O Regional da Serra continua firme com as rodas de Samba e Choro que agitam as noites de sexta-feira, no Buteco D'Avenidinha. E agora com uma novidade: o Projeto "Regional da Serra Convida" trará, a cada apresentação, um ou mais músicos convidados. 
Hoje quem chega junto para tocar ao lado de Pedro Alvarez (flauta), Daniel Toledo (violão 7 cordas) e Ronaldo Emerenciano (pandeiro) serão os parças Frederico Lazarini na percussão e Nixon Fonseca no cavaquinho. 
Pensa numa roda imperdível... é essa que começa logo mais, às 19h30. Programe-se e leve os amigos.

SERVIÇO
Regional da Serra Convida - Frederico Lazarini e Nixon Fonseca 
Data: 24/06 (sexta-feira)
Horário: 19h30
Local: Buteco D'Avenidinha - Av. Alphonsus Guimarães,349 - Santa Efigênia - BH
Informações e reservas (31) 3140-0783/ butecodavenidinha@gmail.com
Couvert artístico: R$10,00

Sonoroso estreia hoje nas rodas do Butiquim Vila Rica.

O grupo Sonoroso estreia hoje sua participação nas rodas de Choro promovidas nas sextas-feiras, no tradicional Butiquim Vila Rica. 
O grupo é formado pelos músicos Alexandre Bacalhau no violão 7 cordas, Leandro Silva no bandolim, Robson no cavaquinho e Rafael no pandeiro e traz um repertório repleto de composições de grandes mestres da música brasileira. 
Programe-se e convide também os amigos. A apresentação começa às 19 horas.


SERVIÇO
Roda de Choro com Grupo Sonoroso
Data: 24/06/2022 (sexta)
Horário: 19 horas
Local: Butiquim Vila Rica (Antigo Bar do Bolão) - Rua Vila Rica, 637 – Padre Eustáquio – BH


23 de junho de 2022

Projeto Choro & Samba promovido pelo Clube do Choro de BH estreia em Mariana, com grande sucesso de público.

Choro & Samba - Edição Mariana estreando com sucesso. Foto: Actionbhz

A última sexta feira, 17 de junho foi uma noite para entrar para a história dos eventos culturais do município de Mariana. Com o patrocínio da Prefeitura Municipal, apoio cultural do Instituto Roque Camello e produção da Idear Produção Cultural & Artística, o Clube do Choro de Belo Horizonte realizou a 1ª edição do projeto Choro & Samba. A programação levou aos residentes e visitantes do município, entretenimento musical de primeiríssima grandeza, valorizando e difundindo dois autênticos gêneros musicais brasileiros, interpretados por grandes artistas.

Com a Praça Sé lotada por um público animado, o conhecido grupo "Zé da Guiomar" abriu o grande palco às 21 horas, trazendo um repertório do melhor do nosso samba com inserções na bossa nova e no Choro. 
O grupo "Zé da Guiomar" foi quem abriu a programação. Foto: Actionbhz

Marcos Flávio (trombone), Henrique Martins (violão 7 Cordas), Cleydiano Machado (cavaquinho), Juninho Braga (vocal), além de Totoven Ladeira, Rodrigo Martins e Alexandre Stoke na percussão, compuseram a formação. Como sempre, o grupo exibiu um instrumental eficiente, arranjos criativos e um repertório cuidadosamente escolhido, que mescla temas próprios e clássicos de várias épocas e tendências. O que agradou em cheio a plateia que ocupou todas as cadeiras disponíveis e também a escadaria da Catedral Basílica da Igreja Nossa Senhora da Assunção.

Acir Antão, Presidente do Clube do Choro comandando o palco. Foto: Actionbhz

O Clube do Choro de Belo Horizonte foi a atração que deu sequencia ao espetáculo. Com16 anos de existência, a entidade conquistou seu lugar no cenário cultural e musical tanto na capital como no interior do Estado. O grupo de Choro são várias formações dos mais dos 50 sócios músicos, profissionais e amadores que convertem seus talentos individuais em um coletivo de grande capacidade artística e promotora de espetáculos de enorme sucesso, a exemplo do alcançado na apresentação da última sexta-feira (17).  
Público seleto e animado prestigiando o evento.
 Foto: Actionbhz

A satisfação do público mobilizado para este espetáculo e os aplausos calorosos são fatores que comprovam a importância da missão do Clube, como uma instituição totalmente voltada para o incentivo e a divulgação da música brasileira – e em especial, o gênero Choro.

Nesta apresentação o grupo musical do Clube do Choro de BH foi composto por Cícero Gonzaga (acordeon), Juliana D'Ávila (flauta), Robson (cavaquinho), Rubim (bandolim), Sílvio Carlos (violão 7 cordas), Frederico Lazzarini (pandeiro), João (saxofone) e Nilton (percussão). 
Além de executar composições instrumentais de grandes mestres da música brasileira, o grupo também acompanhou a cantora Giselle Couto, que subiu ao palco como convidada especial nessa apresentação.

Giselle Couto foi a convidada do Clube do Choro de BH.
Foto: Actionbhz
Giselle Couto iniciou sua trajetória musical na região dos Inconfidentes onde graduou-se em música pela Universidade Federal de Ouro Preto. Porém, muito antes disso, já era figura cativa dos palcos e bares das Gerais. Sua carreira no Samba começa em 2002, com o grupo Samba na Ladeira em Ouro Preto. Em 2013, foi uma das residentes do Samba da Madrugada em Belo Horizonte. Presença constante nas rodas de Samba e Choro mais significativas do cenário mineiro, ela se destaca, com interpretações cheias de personalidade.

Além da presença de seu Presidente, o comunicador e mestre de cerimônias Acir Antão, o Clube do Choro de BH foi representado pela presença de seu Diretor Administrativo, Paulo Ramos (também responsável pela  produção executiva e artística e do evento) e pelo Diretor Cultural, Amilton Faria. Além de membros da diretoria, vários associados também prestigiaram o evento. 

Noite de estreia com cenário e trilha musical para guardar na memória. Foto: Actionbhz


O cenário da histórica cidade de Mariana e seu público caloroso foi perfeito para essa grande estreia. A noite fria de inverno foi aquecida por vibrantes aplausos ao melhor da música brasileira .E o pedido de bis ainda ecoa no ar...




CONFIRA O ÁLBUM DE FOTOS DA ESTREIA DO CHORO & SAMBA - EDIÇÃO MARIANA - Crédito das Fotos: Actionbhz

22 de junho de 2022

Banda Choro Negro se apresenta hoje em mais mais uma edição imperdível do "Choro de Quintal".

A Banda Choro Negro volta a se apresentar nesta quarta feira (22/06) em mais uma edição do "Choro de Quintal", uma promoção do Quintal da Play localizado no bairro Carlos Prates.

O Choro Negro Samba/Choro reúne o melhor desses dois universos tão próximos. Mais do que isso: quebra as barreiras entre os gêneros musicais, trazendo para a superfície no Choro os ritmos afro-brasileiros que sempre existiram em seu interior.

Em sua formação, o grupo  conta com a expertise e experiência e talento de sambistas renomados em Belo Horizonte, como Felipe Magnata (voz e pandeiro) e Pablo Andrade (cavaco), a versatilidade de André Botelho (violão 7 cordas), e como elemento principal, a grande beleza das interpretações melódicas de Thamiris Cunha (clarinete e voz).

O show começa às 19 horas, mas chegue antes para aproveitar a promoção com rodada dupla de drinks e chopp até o início do show. Não perca.

SERVIÇO
Projeto Choro de Quintal com Grupo Choro Negro
Data: 22/06 (quarta-feira)
Horário: 20 horas
Local: Quintal da Play. Rua Perdões 259 - Carlos Prates
Couvert Artístico: R$ 12,00

21 de junho de 2022

O cavaquinista José Carlos Choairy, associado e membro do Conselho Deliberativo do Clube do Choro de BH é agraciado com o importante Diploma "Mestres do Choro".

 

José Carlos na cerimôna de diplomação, ao lado de Pedro Cantalice e Ronaldinho do Cavaquinho. 

Em 28 de maio deste ano, o Memória do Cavaquinho Brasileiro, juntamente com o Instituto Waldir Azevedo, homenageou o grande cavaquinista, sócio e membro do Conselho Deliberativo do Clube do Choro de BH, José Carlos Choairy. Ele foi agraciado com o Diploma "Mestres do Choro" em concorrido evento realizado em Conservatória (RJ), local que respira música e abriga a sede do Instituto, onde ocorreu a cerimônia oficial.

Ronaldinho do Cavaquinho Diretor do Instituto Waldir Azevedo, junto com Pedro Cantalice, primeiro graduado em cavaquinho no Brasil e também organizador do Acervo Digital Memória do Cavaquinho Brasileiro foram os responsáveis pela indicação e organização desta belíssima homenagem .

O Instituto Waldir Azevedo tem como uma das missões, a preservação da memória e acervo do músico Waldir Azevedo, ícone do cavaquinho brasileiro. Em consonância com os aspectos históricos que tangem esse instrumento, o Acervo Digital Memória do Cavaquinho Brasileiro se dedica à pesquisa e divulgação de diferentes trajetórias do cavaquinho no Brasil. E José Carlos Choairy já faz parte dessa importante linha do tempo.

As homenagens a José Carlos Choairy, carinhosamente conhecido como "Zé Chorão", começaram logo cedo, na praça principal de Conservatória, durante a tradicional roda de Choro nas manhãs de sábado, organizada pelo Grupo "Choro em Conserva". Zé Carlos se apresentou como solista, demonstrando a todos os presentes,  seu imensurável talento musical e sua habitual alegria.

A Cerimônia Oficial foi realizada às 17 horas, na sede do Instituto Waldir Azevedo, onde José Carlos foi diplomado e proferiu seu discurso, agradecendo aos organizadores, lembrando de pessoas importantes em sua trajetória musical e transparecendo toda sua alma cheia de alegria e emoção.

Mais uma vez, o Clube do Choro de Belo Horizonte, sua diretoria, associados e amigos se encheram de orgulho e grande satisfação por ter em seu convívio, esse maranhense que escolheu nossa cidade como palco para sua grande obra como "Mestre do Choro". Parabéns Zé Carlos por mais essa merecida homenagem.

(Na foto ao lado vemos Zé Carlos compartilhando sua alegria com os amigos do Clube do Choro, durante o evento Feijoada Musical realizada em 12 de junho, como parte das comemorações de 16 anos da entidade.)

ASSISTA AGORA A COBERTURA COMPLETA DO EVENTO:

20 de junho de 2022

Orapranois inaugura a semana com um happy hour musical no Fátima Boutequim.


A programação do Fátima Botequim inaugura a semana com uma super programação em seu happy hour. Nesta segunda (20/06), o conjunto Orapranois se apresenta a partir das 19 horas  trazendo Frederico Lazarini no pandeiro, Geraldo Magela no violão 7 cordas e Rodrigo Alonso no cavaquinho e um super repertório de Choro e Samba. E para deixar tudo ainda melhor, o Fátima vai oferecer rodada dupla de chopp e festival de caldo! Imperdível.

SERVIÇO
Conjunto Orapronois - Roda de Choro e Samba
Data: 20/06/ 2022
Horário: 19 horas
Local: Fatima Botequim - Rua Ceará, 1548
Informações: (31) 3282-2343

18 de junho de 2022

Tem Biruta no D'Avenidinha!

Neste sábado (18/06), o Grupo Biruta se apresenta no Buteco D'venidinha. 

A formação estará completa, trazendo muito Choro e Samba com Thiago Balbino (bandolim , trombone e voz), Lu Dietze (pandeiro e voz), Marcelo Issa (violão 7 cordas), Marcos Soares (Cavaquinho e Voz) e Matheus Petrus (trompete). 

Entra no clima, convide os amigos e aproveite a noite com os melhores. A apresentação começa às 19horas.

SERVIÇO
Choro e Samba com grupo Biruta
Data: 18/06 (sábado)
Horário: 19 horas
Local: Buteco D'Avenidinha - Av. Alphonsus Guimarães,349 - Pompéia

17 de junho de 2022

Super evento musical marca a abertura do projeto Choro & Samba - Edição Mariana. Os shows com entrada gratuita acontecem hoje, na Praça da Sé.

 


A grande pedida musical para esta sexta-feira acontece em Mariana - MG, agitando a Praça da Sé, a partir das 21 horas, em um evento gratuito. O Clube do Choro de Belo Horizonte, em parceria com a Prefeitura Municipal daquele município promove hoje a primeira edição do projeto Choro & Samba - Mariana, apresentando shows com os grupos Zé da Guiomar e Clube do Choro de Belo Horizonte.

O conhecido grupo Zé da Guiomar é quem abrirá o palco desta edição do Choro & Samba, às 21 horas. Com Márcio Souza (voz e violão), Valdênio (cavaquinho), Totove Ladeira (percussão), Marcos Flávio (trombone), Alexandre Batista (percussão) e Rodrigo Martins (percussão) em sua formação, o grupo apresenta um repertório do melhor do nosso samba com inserções na bossa nova e no choro.

Dando sequencia ao espetáculo, o grupo de instrumentistas associados ao Clube do Choro de BH sobe ao palco às 22h30, apresentando um repertório impecável do mais autêntico gênero musical urbano brasileiro. O grupo de Choro são várias formações dos mais dos 50 sócios músicos, profissionais e amadores que convertem seus talentos individuais em um coletivo de grande capacidade artística e promotora de espetáculos de enorme sucesso. Ao longo dos seus16 anos de existência, a instituição conquistou seu lugar no cenário cultural e musical da cidade com centenas de apresentações realizadas na capital e no interior do estado.

Clube do Choro de BH e Grupo Zé da Guiomar são atrações da noite de estreia do Projeto Choro & Samba, em Mariana (MG). Fotos: divulgação

Choro & Samba é uma realização do Clube do Choro de BH, com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Mariana, produção da Idear Produção Cultural & Artística e apoio cultural do Instituto Roque Camello. O projeto pretende manter a sazonalidade mensal, o que proporcionará um calendário de muitas atrações musicais para população marienense e visitantes daquela histórica e turística cidade mineira.

Programe-se, convide os amigos e familiares e não perca essa super programação musical com o melhor da música brasileira.

SERVIÇO
Choro & Samba - Edição Mariana
Data: 17 de junho 2022 - Sexta-feira
Horário: Zé da Guimar - 21 horas / Clube do Choro de BH - 22h30
Local: Praça da Sé - Mariana - MG
Evento Gratuito

Regional da Serra em mais uma imperdível apresentação no Buteco D'Avenidinha.

 
O Regional da Serra faz nesta sexta-feira (17) mais uma das suas concorridas rodas de Choro no Buteco D'Avenidinha. O grupo se apresenta a partir das 19 horas, mantendo cativas as cadeiras no palco daquele reduto cheio de afeto e amigos, localizado no bairro Pompéia.

Daniel Toledo (violão de 7 cordas), Daniel Nogueira (pandeiro), Pablo Dias (cavaquinho) e Pedro Alvarez (flauta transversal) formam o grupo que tornou-se uma das referências da nova geração de chorões da capital mineira e prometem para hoje, mais uma apresentação imperdível. Programe-se e convide os amigos.

SERVIÇO
Roda de Choro & Samba com Regional da Serra
Data:17 de junho (sexta-feira )
Horário: 19 horas
Local: Buteco D'Avenidinha - Av. Alphonsus Guimarães,349 - Pompéia
Couvert artístico: R$10,00
Informações: butecodavenidinha@gmail.com

Grupo As Chorosas se apresenta hoje trazendo seu tempero próprio e de muito bom gosto à interpretação de clássicos de grandes mestres.

"As Chorosas" voltam a se apresentar nesta sexta (17/06), a partir das 20 horas, no Cantin D'or Noir. O grupo tem em sua formação base as instrumentistas: Priscila Norberto, Poliana Soares, Mariana Martins, Christiane Cordeiro, Marina Gomes e Deise Oliveira. Hoje, eles recebem como convidada, a pandeirista Manu Dias.

O grupo As Chorosas nasceu da paixão de mulheres instrumentistas pelo choro e tem como objetivo abrir para os amantes do gênero, formando assim grandes rodas para a prática e troca musical democrática, em um ambiente prazeroso e acolhedor. 

As componentes do grupo misturam toques da música moderna latentes em suas vivências com a essência do Choro.  Elas acrescentam pitadas de frevo, jazz e foxtrote, propondo novas soluções harmônicas na somatória de ritmos, resultando assim em um som alegre e audacioso e com tempero próprio à interpretação de clássicos de bambas como Pixinguinha, Ernesto Nazareth, Waldir Azevedo e Jacob do Bandolim. O repertório inclui também composições autorais de muito bom gosto. Outro diferencial do grupo é que as instrumentistas tocam de olho na partitura, o que lhes acrescenta o charme da erudição, sem deixar de lado o improviso.  Programe-se e vá conferir e ouvir ao vivo essa apresentação imperdível.

SERVIÇO
Grupo "As Chorosas" convida Manu Dias
Data: 17/06/2022 (sexta-feira)
Horário: 20h00
Local: Cantim D´or Noir - Av. do Contorno, 3588 - Santa Efigênia
Couvert: R$15,00
Informações e reservas: (31) 99707-8090

Roda do Padreco promove hoje em um "arraial chorado".

O coletivo Roda do Padreco reúne há 8 anos um grupo eclético e talentoso formado por acadêmicos da UEMG e outros instrumentistas de valor. Desde janeiro de 2019 os encontros tem acontecido no Butiquim Vila Rica, antigo Bar do Bolão e vem assim mantendo a tradição daquele reduto do Choro em BH. O repertório é sempre maravilhoso e a turma se supera para tornar imperdível todo novo encontro.

Nesta sexta (17/06), a partir das 19 horas, a Roda do Padreco faz uma edição especial com uma roda de Choro aberta, no melhor clima de festa junina. Então... convide os amigos e não perca esse "arraial chorado".

SERVIÇO
Roda do Padreco Especial Festa Junina
Data: 17/06/2022 (sexta)
Horário: 19 horas
Local: Butiquim Vila Rica (Antigo Bar do Bolão) - Rua Vila Rica, 637 – Padre Eustáquio – BH
Couvert: contribuição espontânea

15 de junho de 2022

Projeto Choro & Samba - Edição Mariana estreia na próxima sexta-feira com shows imperdíveis e gratuitos.


Dando sequência aos eventos comemorativos dos seus 16 anos de fundação, o Clube do Choro de Belo Horizonte realiza na próxima sexta feira (17/06) o projeto Choro & Samba - Edição Mariana. A programação terá início às 21 horas, na Praça da Sé, com shows dos grupos Zé da Guiomar e Clube do Choro de Belo Horizonte.

O evento é uma realização do Clube do Choro de BH, com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Mariana, produção da Idear Produção Cultural & Artística e apoio cultural do Instituto Roque Camello. O projeto pretende manter a sazonalidade mensal, o que proporcionará um calendário de muitas atrações musicais para população marienense.

O conhecido grupo Zé da Guiomar é quem abrirá o palco desta edição do Choro & Samba. Com Márcio Souza (voz e violão), Valdênio (cavaquinho), Totove Ladeira (percussão), Marcos Flávio (trombone), Alexandre Batista (percussão) e Rodrigo Martins (percussão) em sua formação, o grupo apresenta um repertório do melhor do nosso samba com inserções na bossa nova e no choro.

Zé da Guiomar é quem abre o palco do Choro & Samba - Mariana  Foto: divulgação
O Zé da Guiomar iniciou sua trajetória em 2000 e se tornou um dos principais responsáveis pelo fortalecimento e renovação do samba na capital mineira e um dos mais bem sucedidos grupos do nosso Estado. Em suas apresentações ele exibe um instrumental eficiente, arranjos criativos e um repertório cuidadosamente escolhido, que mescla temas próprios e clássicos de várias épocas e tendências.

O grupo  já dividiu os palcos com grandes artistas da música brasileira e se prepara para lançar no primeiro semestre de 2022 o álbum "Zé da Guiomar 20 ANOS", o primeiro em formato audiovisual, que é o quinto capítulo de uma história discográfica iniciada em 2005, com o disco homônimo, e que teve em “O Samba Tá”, de 2008, seu segundo ato, “Samba Feiticeiro”, de 2012, dedicado ao samba produzido na Bahia, o terceiro, e “Carta na Manga”, álbum de 2017, o quarto da carreira. Os CD’s se converteram em imediato sucesso de vendas para os padrões da cena independente e atualmente encontram-se todos esgotados.

Clube do Choro de BH é uma das atrações da noite de estreia em Mariana. Foto: Divulgação

A segunda atração da noite de estreia será um super show com o grupo de instrumentistas associados ao Clube do Choro de BH, que sobe ao palco às 22h30.

Nestes 16 anos de existência a instituição conquistou seu lugar no cenário cultural e musical da cidade com centenas de apresentações realizadas na capital e no interior do estado. O grupo de Choro são várias formações dos mais dos 50 sócios músicos, profissionais e amadores que convertem seus talentos individuais em um coletivo de grande capacidade artística e promotora de espetáculos de enorme sucesso.

O Clube do Choro de Belo Horizonte tem as suas origens nas reuniões semanais das quintas-feiras, no Bar do Bolão, no bairro Padre Eustáquio, onde vários músicos, amadores e profissionais, se reúnem, desde 1993 até hoje, em maravilhosas rodas de choro, abertas a todos os apreciadores de boa música, bom papo, agradável convivência, regadas a cervejas geladas. Nessas reuniões surgiu a ideia da fundação do Clube do Choro de Belo Horizonte, instituição sem fins lucrativos que, com o quadro inicial de 23 fundadores, passou a existir a partir de 31 de maio de 2006. 

Desde então, ele se mantém como uma instituição totalmente voltada para o incentivo e a divulgação da música – e em especial, o gênero choro – através de atividades de instrumentistas, compositores e intérpretes, que se dedicam ao estudo e apresentações de audições musicais em casas de espetáculos, bares e espaços culturais.

Programe-se, convide os amigos e familiares e não perca essa super programação musical.

SERVIÇO
Choro & Samba - Edição Mariana
Data: 17 de junho 2022 - Sexta-feira
Horário: Zé da Guimar - 21 horas / Clube do Choro de BH - 22h30
Local: Praça da Sé - Mariana  - MG
Evento Gratuito

14 de junho de 2022

Grupo Choro do Baticum é a atração de hoje no Conexões Musicais do Conservatório UFMG. O evento tem entrada franca.



Nesta terça-feira (14/06), às 20h, o Conexões Musicais do Conservatório UFMG convida o grupo Choro do Baticum. O Projeto Conexões Musicais / Roda de Choro é uma produção do Conservatório UFMG e tem o apoio consultivo do prof. Marcos Flávio, diretor da Orquestra de Choro da Escola de Música da UFMG.

O Choro do Baticum nasceu em 2019 em Belo Horizonte e se apresenta semanalmente em espaço cultural de mesmo nome, sempre às quintas feiras. 
Formado por Artur Pádua (violão), Gustavo Monteiro (violão 7 cordas), Pablo Dias (cavaquinho), Daniel Nogueira (pandeiro, Ciro Cordeiro (ritmo), Thiago Balbino (bandolim) e Pedro Mota (trompete), o conjunto traz no repertório clássicos do gênero e choros pouco conhecidos, com dinâmica e entrosamento, o que resulta numa sonoridade única. 
Programe-se e não perca. A entrada é franca.

SERVIÇO
Conexões Musicais - Roda de Choro apresenta: Choro do Baticum
Data: 14 de junho de 2022 – Terça-feira
Horário: 20 horas
Local: Conservatório UFMG – Av. Afonso Pena, 1534 – Centro BH/ MG
Entrada: franca
Informações: (31)3409-8300

O "Abre a Roda - Mulheres no Choro" está de volta, no Santo Boteco!


Hoje (14/06) é dia de reencontrar com elas, as instrumentistas do Abre a Roda - Mulheres no Choro que retornam às apresentações de terça-feira, no Santo Boteco. O coletivo se reúne, a partir das 19 horas e com o propósito de dar sequência ao propósito de fomentar, ampliar e democratizar o acesso e a participação de mulheres nas rodas de Choro. 
Programe-se e vá se reunir com as instrumentistas e compositoras da capital mineira, prestigiando e fortalecendo esta cena musical que lança o olhar sobre elas. Chame os amigos e leve seu instrumento, pois a roda é aberta e imperdível.

SERVIÇO
Abre a Roda Mulheres no Choro no Santo Boteco
Data: 14/06/2022 - terça-feira
Horário: das 19 às 22 horas
Local: Santo Boteco - R. Major Lopes, nº 4 - Bairro São Pedro - BH
Informações e contato: https://www.instagram.com/santobotecobh/


13 de junho de 2022

Feijoada Musicada do Clube do Choro de BH proporciona uma tarde de reencontros e muita alegria ao som da melhor música brasileira.

Clube do Choro de BH com músicos associados e convidados garantindo uma tarde com a melhor música brasileira

Uma tarde de reencontros entre amigos e muita alegria ao som da melhor música brasileira. Esse foi o cenário da Feijoada Musicada promovida pelo Clube do Choro de Belo Horizonte, no evento ocorrido ontem (12/06), no estacionamento do Mercado Central de Belo Horizonte.

Convidados da Feijoada Musicada no Estacionamento do Mercado Central. 

Dezenas de associados, seus familiares e vários amigos convidados puderam compartilhar de momentos muito especiais, depois de um longo período de distanciamento imposto pela Pandemia. Foi visível a satisfação de todos com as atrações musicais, o elogiado buffet servido pelo Restaurante Jorge Americano e o atendimento de excelência oferecido pela equipe de apoio. Esse foi mais um dos eventos que compõe a série comemorativa dos 16 anos de fundação do Clube do Choro de Belo Horizonte.

O palco do evento foi aberto pelo "Zé da Guiomar", um dos grupos mais bem sucedidos de Minas Gerais e que oferece em sua performance um instrumental eficiente, arranjos criativos e um repertório cuidadosamente escolhido, que mescla temas próprios e clássicos de várias épocas e tendências. Márcio Souza (vocal e violão), Valdênio Martinho (cavaquinho), Marcos Flávio (trombone), Gustavo Monteiro (7 cordas), Totove Ladeira (percussão), Alexandre Batista (percussão) e Rodrigo Martins (percussão) estão na formação e balançaram o público com muito ritmo no início da tarde.


Músicos associados ao Clube do Choro de BH
Na sequencia, o grupo de instrumentistas associados ao Clube do Choro de BH trouxe o gênero musical urbano mais autêntico do Brasil para sonorizar a roda domingueira. Cícero Gonzaga (acordeon), Sílvio Carlos (violão 7 cordas), Oszenclever Camargo (pandeiro), José Carlos Choairy (cavaquinho), Hélio Pereira (bandolim), Carlos Walter (violão) e Mário de Castro (clarinete) apresentaram clássicos do Choro, incluindo composições de grandes mestres como Pixinguinha, Jacob do Bandolim entre outros.

O Presidente do Clube do Choro de BH, Acir Antão foi o mestre de cerimônias. Além de apresentar as atrações musicais, ele também conduziu a homenagem póstuma prestada ao associado João Dias. Na ocasião, estiveram presentes a viúva, Vera Lizardo Dias, além de suas filhas e outros familiares que receberam com emoção todo o respeito manifesto através das palavras elogiosas proferidas pelo Presidente, dos aplausos calorosos dos colegas e o carinho representado pelas flores ofertadas à querida Dona Vera. 
Os cumprimentos do Clube do Choro de BH também foram apresentados aos familiares pelos membros da diretoria ali presentes: Paulo Roberto Ramos (Diretor Administrativo Financeiro), Amilton Costa de Faria (Diretor Cultural) e Hamilton Gangana (Diretor de Comunicação). Além deles, também os membros do Conselho Deliberativo: Jonas Cruz, Oszenclever Camargo de Carvalho, José Carlos Correa Choairy e Hélio Pereira.

A viúva do saudoso Sr. João Dias, Dona Vera Lizardo e sua filha Lydia receberam 
as homenagem em nome dos familiares presentes. 
 
O Buffet servido pelo Restaurante Jorge Americano incluiu a feijoada completa e acompanhamentos que receberam excelente avaliação dos convidados.

Música, artes plásticas e gastronomia reunidas. À esquerda, o flautista e professor Marcelo Chiaretti prestigiando o evento com sua família. À direita, a artista plástica Bernadete Fiorini exibindo sua belíssima arte tendo ao fundo os pratos recém servidos e prontos para a degustação junto com seu marido, o Luthier Gianfranco Fiorini que também prestigiou o evento.

Grupo Samba e Choro de Quintal
abrilhantando o evento
A programação seguiu até o início da noite com show também do grupo "Samba e Choro de Quintal" que convidou o público para a pista de dança, promovendo uma apresentação no estilo big band dançante.
Formado pelos instrumentistas associados ao Clube do Choro de BH, Marcos Flávio (Trombone) e Ramon Braga (Percussão), além dos companheiros, Cleidiano Machado (Cavaquinho), Henrique 7 Cordas (Violão) e Juninho Braga (voz), o grupo garantiu um show envolvente, dançante e bem fundamentado nos maiores compositores e interpretes dos dois gêneros, samba e choro, com interpretações e arranjos próprios. A alegria contagiou a todos os presentes.

As celebrações dos 16 anos do Clube do Choro de BH continuam e, ainda nesta semana, o Clube do Choro de BH promove mais um evento. Desta vez, no município de Mariana onde ocorrerá a 1ª edição do Choro e Samba. Fiquem ligados e acompanhem toda a programação por aqui.

A Feijoada Musicada celebrando os 16 anos de fundação do Clube do Choro de Belo Horizonte contou com o APOIO CULTURAL do Mercado Central de Belo Horizonte, Restaurante Jorge Americano, Idear Produção Cultural e Artística e Cachaça Engenho da Cana, além do PATROCÍNIO do Rei da Feijoada, Frigorífico Imperatriz, Postos Vila e Transimão.