27 de dezembro de 2017

Warley Henrique encerra as rodas de Choro 2017 do O Muringueiro.


Nesta quinta (28), a partir das 19 horas, o cavaquinista Warley Henrique comanda a última roda de Choro de 2017 no "O Murigueiro".

SERVIÇO
Roda de Choro no o Muringueiro recebe: Trio Bola Preta
Data: 28 de dezembro 2017 (quinta)
Horário: 19 horas
Local: O Muringueiro - Rua Juacema, 416 - Bairro da Graça
Informações: (31) 99319-5525

21 de dezembro de 2017

O Muringueiro recebe o Trio Bola Preta para mais uma roda de Choro.


Nesta quinta, a partir das 19 horas O Muringueiro recebe o Trio Bola Preta para mais uma noite com roda de Choro.  
O Trio Bola Preta surgiu na Holanda a partir do encontro de três músicos com diferentes formações, mas que cultivavam uma mesma paixão pelo Choro e pela música brasileira. Depois de passar por algumas formações, atualmente o Trio é composto por Mariana Bruekers (BH/MG) na flauta transversal, Francisco Medina (Lisboa/Portugal) no violão de 7 cordas e Natália Mitre (BH/MG) no pandeiro. O som do trio combina as diferentes influências dos músicos com outros ritmos e estilos como o Fado, Salsa, Tango, Maracatu, Frevo e Baião em arranjos de choros tradicionais, contemporâneos e composições próprias. Programe-se.

SERVIÇO
Roda de Choro no o Muringueiro recebe: Trio Bola Preta
Data: 21 de dezembro 2017 (quinta)
Horário: 19 horas
Local: O Muringueiro - Rua Juacema, 416 - Bairro da Graça 
Informações: (31) 99319-5525

19 de dezembro de 2017

Clube do Choro de BH celebra 2017 com seus associados e muitos convidados em grande festa no Automóvel Clube.

Músicos associados durante as apresentações no domingo. Foto: Valdez Maranhão
O Clube do Choro de Belo Horizonte promoveu no último domingo (17) sua tradicional festa de congraçamento de final de ano, que aconteceu como celebração de mais um período de grandes acontecimentos e projetos de sucesso promovidos por todo o Estado. O evento ocupou os salões do Automóvel Clube de Minas Gerais e contou com a presença estimada de 300 pessoas, entre sócios, familiares e convidados, que participaram de um delicioso almoço, ao som do melhor do Chorinho, em sua mais perfeita tradução.

Os salões do Automóvel Clube foram ocupados por 300 convidados . Fotos Action BHZ e Valdez Maranhão


Coronel Jonas Cruz no momento da homenagem - Foto: ActionBHZ
A festividade, além de promover a confraternização de associados do Clube e amigos presentes, entre eles o Secretário Estadual de Cultura, o Jornalista Ângelo Osvaldo, também teve o propósito especial de celebrar os 70 anos do Coronel Jonas Cruz, aniversariante deste domingo. Jonas é sócio fundador do Clube do Choro de Belo Horizonte e o presidiu nos primeiros 10 anos de sua existência. Atualmente, como presidente do Conselho Fiscal, permanece atuante em todos os momentos do clube.

Para marcar este momento, o compositor mineiro Gervásio Horta compôs especialmente o "Samba do Coronel", tema cantado em coro comandado pelo radialista e atual presidente do clube, Acir Antão, quando o homenageado entrou pelo salão, acompanhado por familiares. 
A letra "Faço continência pro coronel antes de comer a feijoada/Faço continência pro coronel que comanda o choro da rapaziada/faço continência pro coronel Jonas Cruz/Faço continência, mas só canto a primeira/A segunda parte eu não sei onde pus" faz referência ao prato tradicional de muitos eventos do Clube: a deliciosa feijoada completa, tantas vezes presente nos eventos realizados pelo Coronel Jonas, e cujo sabor inigualável é também uma patente.

O homenageado Marcos Flávio tocando ao lado de seus companheiros de Clube.
Foto: Action BHZ
A importância do estudo e pesquisa do Choro como gênero musical, também pautou as homenagens deste domingo. O Professor e trombonista Marcos Flávio Aguiar, cuja tese de doutorado defendida no dia anterior, sob o título "O estilo de Zé da Velha no CD Só Gafieira!: práticas de performance do trombone no choro", esteve presente para receber a homenagem preparada pelo Clube em reverência à importância do trabalho acadêmico e de difusão do Choro realizado por este associado. 

Paulinho Pedra Azul, sócio do Clube cantou em homenagem aos 120 anos de BH
Foto: Valdez Maranhão
Se unindo ao homenageado Marcos Flávio, vários outros músicos ocuparam o palco durante toda a tarde. O músico carioca Silvério Pontes, parceiro de Zé da Velha por mais de 30 anos, foi o convidado especial do evento, tendo também integrando o grupo que se apresentou no dia anterior, ocasião da defesa de tese de Marcos Flávio. Também marcaram presença, dentre vários outros, os violonistas Silvio Carlos e Magela, a flautista Juliana D`Ávila, o clarinetista Leonardo Barreto e os cavaquinhistas José Carlos Choairy, Dudu Braga, Luiz Guilherme e Warley Henrique, além do acordeonista Cícero Gonzaga e a brilhante presença de Marcelo Batista –Marcelão- ao trombone, Na percussão tivemos o revezamento dos pandeiristas Oszenclever Camargo, Luiz Otávio Savassi, Ramon Braga, Frederico Lazarini e Maury Fischer. Ainda na percussão presença de Dr. Ivan Cunha Melo e Assis. 
No comando do microfone, além do Presidente Acir Antão, as cantoras Lígia Jacques, Clélia Santos, Maria Luiza e o cantor associado Paulinho Pedra Azul que cantou em homenagem à cidade de Belo Horizonte que acaba de completar 120 anos.

Silvério Pontes , convidado especial, no palco com os músicos associados.
Foto: Valdez Maranhão.
Para elevar o clima natalino, o Clube promoveu o sorteio de variados brindes entre os associados presentes. Os contemplados levaram consigo eletroeletrônicos, utilitários e acessórios como lindos Chapéus Panamá e também algumas unidades da produção especial e limitada da Cachaça do Cel. Jonas, produzida pela Fazenda Córrego das Almas, em Peçanha-MG.

Todos os sócios presentes receberam um presente do clube, contendo uma edição completa e encadernada da dissertação "O estilo e Zé da Velha no CD Só Gafieira!: práticas de performance do trombone no choro", além dos CDs "Choro Bone" (2015) e "Coletânea" (2013) ambos do trombonista Marcos Flávio Aguiar.

Acir Antão e o Secretário Estadual de Cultura, Ângelo Osvaldo .
Foto Valdez Maranhão
Complementando o kit, o CD "Clube do Choro ao Vivo" que traz o registro de faixas do show comemorativo de 10 anos do Clube do Choro de BH (Palácio das Artes), além de faixas gravadas durante turnê realizada neste ano, em projeto itinerante por Minas Gerais, entre outras composições registradas no Programa Hora do Coroa (Acir Antão). Aqueles sócios que não puderam comparecer receberão este presente em casa.

Dissertação e CDs recebidos por todos os sócios.




O evento contou com a produção artística do Diretor Cultural, Paulo Ramos. Patrocínio de “Rei da Feijoada” (Mercado Central), “Frigorifico Imperatriz”, empresa de transportes “Transimão” e a loja de instrumentos musicais a “Serenata- O Shopping do Músico”. Apoio Cultural do Automóvel Clube de Minas Gerais, “Action BHZ Produções Fotográficas” e repórter fotográfico “Valdez Maranhão”.
Realização da Diretoria do Clube de Belo Horizonte: Acir Antão, Presidente; Paulo Ramos, Diretor Cultural; Oszenclever Camargo, Diretor Adm-Financeiro e Amilton Faria, Diretor de Comunicação.





Veja abaixo alguns flashes do evento e visualize AQUI a galeria com a  cobertura fotográfica completa.






18 de dezembro de 2017

Roda de Choro da Boa Vizinhança.


Nesta terça feira, 19 de dezembro, a partir das 19 horas, a Mercearia Maria Flor promove mais uma roda de Choro  e promete o melhor do gênero musical para Santa Tereza e toda vizinhança.
Programe-se.

SERVIÇO
Roda de Choro na mercearia Maria Flor
Data: 19 de dezembro 2017
Horário: 19 horas
Local: Rua Dores do Indaiá, 114 - Bairro Santa Tereza - BH
Couvert: R5,00

15 de dezembro de 2017

Marcos Flávio Aguiar defende tese de doutorado neste sábado, no Conservatório UFMG.

Marcos Flávio Aguiar - Foto: Divulgação

O Professor  Marcos Flávio Aguiar Freitas defende neste sábado (16), às 15 horas, no Conservatório UFMG, sua tese de Doutorado sob o títul O estilo de Zé da Velha no CD Só Gafieira!: práticas de performance do trombone no choro.
A Banca Examinadora será composta pelos professores doutores: Fausto Borém de Oliveira – UFMG (orientador). Lélio Eduardo Alves da Silva – UFBA, Sérgio de Figueiredo Rocha – UFSJ, Leonardo Barreto Linhares – UFSJ e Antônio Lincoln Campos de Andrade – UFMG.

Como convidados  estarão presentes a dupla Zé da Velha e Silvério Pontes que acompanham Marcos Flávio em performance musical, quando serão executadas as seguintes obras: Bebê (Hermeto Paschoal), Trenzinho do Caipira (Villa Lobos), Ária da 4ª Corda ( J.S. Bach), Paraquedista/Brasileirinho (José Leocádio /Waldir Azevedo) e Transcrições do CD "Só Gafieira" (1995): Acariciando; Flor de Abacate, Cinco Companheiros, Doce de Coco, Eu hein?, Sonoroso e Chorinho da Gafieira.

SERVIÇO
Defesa de Tese de Doutorado: O estilo de Zé da Velha no CD Só Gafieira!: práticas de performance do trombone no choro. - Marcos Flávio Aguiar
Data: 16/12/17 (sábado)
Horário: 15:00 h
Local: Conservatório UFMG – Av. Afonso Pena, 1534 – Centro BH/MG

Espaço Lona se despede de 2017 com muito Chorinho.


Acontece hoje, a partir das 19 horas, no Espaço Lona, o Chorinho de 2017. A programação que pretende promover a despedida do ano com muita alegria e irá trazer show com o Chorinho Regional da Serra , intervenções circenses com Esmeralda e Lorota, malabares de foco e luz com sufoco, pole burlesco com Débora Mozzeli, e muito mais alegrias.
Programe-se.

SERVIÇO
Chorinho de 2017 no Espaço Lona
Data: 15 de dezembro
Horário: 19 horas
Local: Espaço Lona - Rua Genoveva de Souza, 236 Sagrada Família - BH/MG
Ingressos:R$10,00 (na bilheteria do evento, somente em dinheiro) - Bar e cozinha aceitam cartão de débito.
Informações: (31) 2535-0236


12 de dezembro de 2017

MGS dá início às comemorações dos seus 64 anos com show do Saulo Laranjeira.

O show é gratuito e acontecerá na Praça Afonso Arinos,dia 15 dezembro.


Para dar início às comemorações dos seus 64 anos, que é celebrado dia 18 de janeiro, a MGS apresenta o show “Palco Arrumação” com Saulo Laranjeira e convidados. O festejo acontece na próxima sexta feira (15) e terá além do show cênico-musical do menestrel Saulo Laranjeira e banda, espetáculo de dança com a companhia Garcia e Lorca Multiart, a dupla Romano e Rocerí, a cantora Dona Jandira, e um convidado especial da MGS. O Apresentador Maitre é Gonzaga Medeiros. A ação acontece através de recursos da Lei Rouanet de incentivo à cultura.

SAULO LARANJEIRA é apresentador do Programa Arrumação/Rede Minas, desde 1987, e colunista da rádio CBN BH. Está no elenco do programa “A Praça é Nossa”/SBT há mais de 20 anos. Na Rede Globo, em 2017 esteve no elenco da novela as 21h, Velho Chico, e na minissérie Filhos da Pátria. Em 2018, seu personagem Kelé Metaleira, está na 3° temporada do “Treme Treme” na Multishow.
O evento também é patrocinado pela Fundação Libertas e além de comemorar o aniversário da MGS, acontece em prol das comemorações dos 40 anos da Fundação, Dia do Aposentado e da revitalização da Praça Afonso Arinos.

SOBRE A MGS
A MGS é uma empresa pública que traz facilidade e eficiência para órgãos públicos há quase 64 anos, por meio de todo o seu conhecimento, experiência e capacidade em prestar os mais diversos tipos de serviços. Atualmente, a Empresa é a maior empregadora de Minas Gerais e conta com quase 20 mil empregados, marcando presença em todo o estado de Minas Gerais e nas principais frentes de atendimento ao cidadão. Os importantes investimentos em gestão, tecnologia e processos tornaram a MGS apta a prestar serviços para órgãos públicos nas esferas municipal, estadual e federal, em todo o território nacional. Conta, ainda, com uma equipe capacitada, orientada para oferecer o melhor atendimento e solução aos clientes e que traz o espírito “deixe com a gente” nas atividades que executa. Conheça mais sobre a MGS no portal da www.mgs.srv.br e nas redes sociais.

SERVIÇO
Palco Horizontes Culturais com Saulo Laranjeira e Convidados
Data: 15 de dezembro (SEXTA-FEIRA)
Horário: 17 horas
Local: Praça Afonso Arinos - Centro BH
Entrada gratuita


7 de dezembro de 2017

Festa de Confraternização do Clube do Choro de BH acontecerá no próximo dia 17 com homenagens e muitas atrações.


O Clube do Choro de BH encerra as atividades de 2017 em grande estilo, promovendo um almoço comemorativo no próximo dia 17 (domingo), quando receberá seus associados e convidados, no Automóvel Clube de Belo Horizonte.
A programação acontecerá nos salões Verde, Privê e Restaurante e será promovida como uma homenagem especial ao fundador e primeiro presidente do Clube do Choro, Sr. Jonas Cruz que completa 70 anos  neste mês e muitos deles dedicados ao crescimento e fortalecimento do Clube.  A homenagem também se estenderá ao sócio e trombonista, Marcos Flávio Aguiar que defenderá perante banca examinadora da UFMG, no dia 16, a tese de doutorado “O estilo de Zé da Velha no CD Só Gafieira - Praticas de Performance do Trombone no Choro". Esta será uma oportunidade de levarmos os cumprimentos a este  grande instrumentista, sócio fundador e acadêmico. Será também uma forma de manifestarmos os agradecimentos pela sua contribuição na divulgação e valorização do gênero musical, o que o torna  merecedor da nossa admiração e aplausos.
Além da tradicional roda de Choro composta por músicos associados, o palco ainda contará com convidados muito especiais como Zé da Velha e Silvério Pontes que tocarão ao lado de Marcos Flávio.
O buffet  oferecerá aos convidados um cardápio bem brasileiro: uma deliciosa e completa feijoada, além de vários petiscos. E completando a festa em clima natalino, os associados receberão o presente anual ofertado pelo Clube , além de participar de sorteios de vários brindes.
Programe-se e esteja conosco em mais este momento de alegria e muito chorinho.

INFORMAÇÕES IMPORTANTES
Data: 17 de dezembro - domingo
Horário: de 12 às 17 horas
Local: Automóvel Clube de Belo Horizonte - 3º andar - Entrada pela pela Av. Álvares Cabral, nº 45 - Centro (Disponível elevador e rampa).
Traje: Esporte fino - Não será permitido o acesso ao convidado trajando bermuda e camiseta.
Voucher: cada associado receberá, em tempo hábil, um voucher, que deverá ser entregue na portaria do restaurante, representando a liberação do custo do buffet.
Buffet: O associado em dia com as mensalidades e um acompanhante, terão acesso gratuito ao buffet de feijoada. 
Acompanhantes extras: O sócio que desejar levar mais de um acompanhante, pagará por cada um acompanhante extra, o valor de R$50,00, diretamente ao restaurante.
Crianças: menores de 10 anos estarão isentos de pagamento de custo de buffet de feijoada.
Bebidas: serão pagas a parte, por cada consumidor, cujo controle será realizado em comandas individuais. Os preços serão os usuais do cardápio do local.
O restaurante poderá atender a “la-carte” aos que desejarem, estando este atendimento sujeito a  valores estipulados pelo cardápio do local a serem pagos pelo usuário do serviço.

Outras informações ou dúvidas ligue: (31) 3422-4659



Missas de Sétimo dia em BH e Abaeté reunirão parentes e amigos em mais uma despedida ao mestre Belini de Andrade.


O falecimento do maestro e compositor Belini de Andrade, ocorrido no último sábado, deixou uma grande saudade naqueles que puderam conviver de perto com sua genialidade ou ainda, mesmo que à distância, aprecia-la pelo mundo. 
Belini é autor de uma vasta e valiosa obra musical e também de muitas lembranças que serão um eterno legado.

MISSAS DE SÉTIMO DIA
Nas celebrações de duas missas que acontecem nesta sexta-feira (8), parentes, amigos e apreciadores de obra musical poderão se encontrar para dedicar suas preces ao saudoso mestre e manisfestar seus sentimentos à família.

Em Belo Horizonte, a missa acontece às 9 horas, na Igreja Santíssima Trindade, localizada na Praça Leonardo Gutierrez, 125 - Bairro Gutierrez.

Em Abaeté, cidade onde o Belini morava, a celebração ocorrerá às 19 horas, na Igreja Matriz Nossa Senhora do Patrocínio, na Praça Manoel Saint Cler, S/N - Centro.


5 de dezembro de 2017

Logo mais o Choro Do Chef é com o Conjunto Isto é Nosso.


Logo mais, a partir das 19 horas, o Conjunto Isto é Nosso comanda mais uma Terça do Chorinho, no Do Chef Espetos. Thiago Balbino (bandolim), Gustavo Monteiro (violão 7 cordas), Artur Padua (violão), Daniel Nogueira (cavaquinho), Ronaldo Pereira (pandeiro) e Pedro Alvarez (flauta) comandam a roda.
Programe-se e prestigie.

SERVIÇO
Roda de Choro com o Conjunto "Isto é Nosso"
Datas: 05 de dezembro (terça-feira)
Horário: 19 horas
Local: Do Chef Espetos São Bento
Endreço: Av. Cônsul Antônio Cadar, 122 - Lj 1 - São Bento -Belo Horizonte
Informações: (31)8496-1060

Projeto Cavaquinho Batuta apresenta espetáculo natalino.

Alunos do Projeto Cavaquinho Batuta - Foto: Divulgação
Acontece no próximo dia 16, no Teatro de Bolso do Mercado Municipal em Uberlândia, o show "Natal de Cavaquinho", um espetáculo do projeto Cavaquinho Batuta. 
O Cavaquinho Batuta, propicia oficinas musicais de forma prática e lúdica, por meio do cavaquinho, para crianças das mais variadas etnias, crenças religiosas e classes sociais. Este trabalho, idealizado por Thiago Santos, possui uma metodologia própria que visa aprimorar a sensibilidade humana, e é uma iniciativa singular que acontece na cidade de Uberlândia - MG.
Este é o terceiro ano do espetáculo, inspirado no CD intitulado "Natal com Cavaquinho", que traz um repertório de músicas natalinas executadas com o instrumento.

SERVIÇO
Projeto Cavaquinho Batuta apresenta: "Natal de Cavaquinho" 
Data: 16 de dezembro 2017
Horário: 20 horas, 
Local: Teatro de Bolso do Mercado Municipal - Rua Olegário Maciel,255  - Centro. Uberlândia - MG
Entrada: R$5,00
Maiores informações: (34) 9 8803-2057

4 de dezembro de 2017

Com tristreza, o Choro mineiro se despede do mestre Belini de Andrade.

O compositor e maestro Belini Andrade que deu nova dimensão ao Choro mineiro.

O dom e a genialidade musical do maestro continuavam intactos, como se ainda fosse o menino de oito anos que ganhara o primeiro instrumento do pai: um cavaquinho. Mas ele já contava 97 anos quando, no último sábado (2), ao badalar da hora do Angelus nos sinos de sua amada Abaeté, o mestre Belini Andrade faleceu, nos deixando a saudade e a influência da prática de uma nova escola de chorinho, modificado em sua estrutura melódica e artística. Dessa forma, ele conferiu uma dimensão mais didática e musical, com mais dificuldade de execução e deixou sua marca como mestre, grande compositor e multi-instrumentista.

Influenciado por Pixinguinha, Benedito Lacerda e Luiz Americano, Belini Andrade compôs – mais de 400 chorinhos, divididos em músicas escritas para flauta doce, flauta transversal, saxofone, clarineta e outros instrumentos. Três dessas composições do maestro foram tema da dissertação de mestrado da flautista mineira Marcela Nunes, defendida na Escola de Música da UFMG, em dezembro de 2013. O estudo se chama Choros para flauta de Belini Andrade: um olhar sobre ‘Morena Marta’, ‘Estrambótico’ e ‘Uma flauta doce’. O maestro também foi tema da tese de doutorado "Os Choros de Belini Andrade:estilo composicional e suas implicações na performance musical" defendida em 2016 pelo saxofonista Leonardo Barreto Linhares, também na Escola de Música da UFMG.

O início de sua carreira no Exército se deu quando se alistou com o intuito de tirar a carteira de reservista, que era pré requisito para trabalhar em um banco do qual recebera proposta. Porém, quando o jovem músico se deparou com uma banda com grande variedade de instrumentos encantou-se, e para integrar-se ao grupo de oitenta músicos teve que perder duas patentes e voltar a ser soldado para participar da banda. Ao longo de sua carreira no exército, Belini foi promovido a sargento e transferido para a Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende (RJ). Posteriormente, foi aprovado no concurso para regente e voltou para Belo Horizonte como tenente e maestro do 12º Regimento de Infantaria. Depois disso, foi promovido a capitão e aposentou-se como major.


A trajetória de Belini Andrade no Choro se mistura com o desenvolvimento do gênero na capital mineira. Além de tocar no exército, o músico tocava em várias orquestras de dança na cidade. Depois que voltou para Abaeté, o maestro fundou a Escola de Música Geraldo Andrade, em homenagem ao pai, e passou a coordenar um grupo vocal de serestas. Ele também deixou sua obra registrada em CDs com o Grupo Flor de Abacate e Lúcia Pereira.
Para sempre, o Choro mineiro terá a marca do mestre Belini.


Programa Estado da Música, Especial Belini Andrade -  apresentado por Acir Antão , atual Presidente do Clube do Choro de BH - Programa exibido no dia 03/10/1996 na REDE MINAS