31 de julho de 2014

CONSERVATÓRIO UFMG ABRE PROGRAMAÇÃO CULTURAL DO SEGUNDO SEMESTRE.


A partir do próximo dia 06 de agosto, quarta-feira, o Conservatório UFMG retoma sua programação de eventos oferecendo à população de Belo Horizonte e região metropolitana uma agenda cultural voltada para a formação de público e a divulgação de novos artistas. Serão espetáculos gratuitos ou a preços populares.
Sede da primeira escola de música da capital, o Conservatório UFMG, além de toda sua tradição, é um local central, de fácil acesso e de grande visibilidade, sendo sua sala de concertos um espaço privilegiado, com excelente acústica.

Neste segundo semestre o Conservatório UFMG apresenta novidades em sua programação cultural como o projeto Palco Livre - sempre as segundas e terças-feiras às 20 horas - que apresenta grupos musicais selecionados por edital e a série de concertos Conexões Musicais, com apresentações de artistas convidados de outras instituições e estados, sempre às quintas-feiras às 20 horas. O tradicional projeto Quarta-Cultural continua às quartas-feiras, apresentando músicos de formação erudita e popular como uma alternativa cultural para o horário de almoço.
E também fazem parte da programação os consolidados projetos de parceria como o Prata da Casa, que são apresentações de trabalhos de alunos e professores da Escola de Música da UFMG e os Concertos de Outono e Primavera da OAP com apresentações de recitais de música erudita e popular.

Conservatório UFMG - Avenida Afonso Pena, 1534 - Centro - BH - MG.

30 de julho de 2014

Sexteto Choros de Câmara faz apresentação na próxima sexta, com entrada franca.


O sexteto Choros de Câmara leva uma inusitada formação: flauta, oboé e violoncelo, violão de 7/ 6 cordas e cavaquinho ao palco do Conservatório UFMG nesta sexta-feira, dia 1º de agosto, às 20h, com o show “Choros de Câmara no Museu”. O projeto tem patrocínio da PBH através do Fundo de Incentivo à Cultura e com isso, garante entrada franca à população. 
Lucas Telles (violão 6 cordas), Agostinho Palucci (violão 7 cordas) Eduardo Macedo (cavaquinho), Marina Cyrino (flauta), Jayaram Márcio (violoncelo) e Victor de Mello Lopes (oboé) apresentam obras de Ernesto Nazareth, Radamés Gnattali, Pixinguinha, Francisco Mignone, Maurício Carrilho e Heitor Villa-Lobos, com a fantástica composição “Sexteto Místico”, assim também como obras dos compositores mineiros: Rafael Martini, Agostinho Paolucci e Victor de Mello Lopes, idealizador do projeto.

SERVIÇO:
"Choros de Câmara no Museu"
Data: 01 de agosto de 2014 – sexta-feira
Horário: 20:00h
Local: Conservatório UFMG ( Av. Afonso Pena, 1534 – Centro BH/MG)
Entrada: gratuita (sujeita à lotação)
Info: (31) 3308-4000

29 de julho de 2014

Uma oportunidade para quem quer sua música tocando na Europa.




O programa radiofônico do Centro de Estudos Brasileiros "Brasil es mucho más que samba", que é emitido através da “Radio Universidad” da Universidade de Salamanca, Espanha e também pela freqüência 89,0 FM de Salamanca, quer conhecer os novos talentos da música brasileira e convida os brasileiros para uma iniciativa de divulgação através daquele programa. Poderão se inscrever músicos e intérpretes brasileiros, residentes no Brasil, tanto de maneira individual quanto coletiva.
Os interessados devem se increver e enviar dados, através de formulário online. Maiores informações aqui ou através do email: brasilesmasquesamba@gmail.com



26 de julho de 2014

Marcos Frederico promove noite com Choro, no Café com Letras.

Nesse domingo, 27 de julho, o Café com Letras Savassi apresenta a partir das 19h30, uma noite com Choro com o músico associado ao Clube do Choro de Belo Horizonte, Marcos Frederico.
Marcos Frederico estudou violão e teoria musical na Fundação Clóvis Salgado. Gravou os álbuns “Sinuca Tropical” (2007), “ONZE” (2011) e “Entoando Loas” (2013). Integrado à cena instrumental contemporânea, ele dá ao choro atualidade e originalidade, garantindo elogios de público e crítica.


SERVIÇO:
Marcos Frederico em "Musica Instrumental"
Data: 27 de julho 2014 (domingo)
Horário: 19h30
Local: Café com Letras - Rua Antônio de Albuquerque, 781 – Savassi – Belo Horizonte/MG.
                                                                     Informações: (31) 3225-9973
                                                                     Entrada: R$12,50 (couvert)

24 de julho de 2014

A Roda de Choro da Escola de Música da UEMG toca no FIV 2014.


O FIV 2014 - Festival de Inverno de Vespasiano acontece de 26 de julho a 2 de agosto e é um grande evento direcionado à formação musical e a apresentações de shows com enfoque nas bandas de música. Sua primeira edição foi em 2009, ocorrendo sempre na primeira semana de julho na cidade de Vespasiano, a 27 Km do centro de Belo Horizonte. Nas suas 4 edições, o Festival cresceu e orgulha-se por propiciar a capacitação de tantos profissionais e amantes da música e também por tornar acessível essa harmoniosa união de música instrumental e popular.
Durantes os 10 dias de festival, são ocupados os espaços culturais da cidade com oficinas e shows. Por meio da parceria com a UEMG, são ministradas oficinas de aperfeiçoamento musical. As apresentações musicais são de vários estilos: samba, rock, rap, música de concerto, pop, incluindo também o Choro que ficará por conta da "Roda de Choro da Escola de Música da UEMG".


Roda de Choro da Escola de Música da UEMG - Foto: Divulgação.
O Choro é um estilo musical que sempre esteve presente nas Escolas de músicas, tradicionalmente eruditas, respeitado e cultuado por professores e alunos. Sua execução é utilizada muitas das vezes como recurso interessante para o desenvolvimento técnico dos músicos, mas nunca deixando de lado o prazer causado pela sua execução. No entanto, não é de muito tempo, a sua inclusão efetiva dentro das escolas, seja como disciplina ou a apenas a realização regular de rodas no ambiente destas.
A Roda de Choro da Escola de Música da UEMG tornou-se regular no ano de 2004, com a entrada de alunos “chorões” para o curso de Licenciatura em Educação Artística. Desde então, vem crescendo o número de adeptos e foi implantada como disciplina eletiva, neste ano de 2010. A participação na roda é aberta a alunos, professores e alguns músicos convidados, sob coordenação do Prof. Marcelo Pereira. A sua realização se dá no espaço aberto do pátio da escola, mantendo a tradição da execução do choro ao ar livre.

O show com a Roda de Choro da Escola de Música da UEMG  acontece dia 31 de julho, quinta feira, às 20hs, na Praça JK (Palco Cimento Liz).

Confira aqui a programação completa do FIV 2014.

23 de julho de 2014

SESC Chorinho e Samba na Praça apresenta Grupo Flor de Abacate.


Pelo terceiro ano consecutivo, o Parque Municipal Américo Renné Giannetti, na região central de Belo Horizonte, recebe o Sesc no Parque. Neste ano, as atividades ocorrem dia 27 de julho (domingo), das 9h às 17h. Entre as várias atrações, o público terá o projeto SESC Chorinho e Samba na Praça, um espaço para a preservação e a difusão de gêneros musicais genuinamente brasileiros. A programação é recheada de novos talentos e de nomes importantes do Choro e do Samba. No próximo domingo, A partir das 14h40, o grupo Flor de Abacate interpretará clássicos brasileiros.

FLOR DE ABACATE
O Grupo Flor de Abacate vem desenvolvendo um trabalho pioneiro em Minas Gerais, de pesquisa, estudo e divulgação da música instrumental brasileira, com destaque para o choro. Composto por músicos mineiros, com formação popular e acadêmica, o grupo se destaca pela interpretação e arranjos inusitados de composições próprias e de autores, como Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Astor Piazzolla, Anacleto de Medeiros, Villa-Lobos, Ernesto Nazareth, Tom Jobim, Edu Lobo, dentre outros.


SERVIÇO:
Sesc Chorinho e Samba na Praça apresenta Grupo Flor de Abacate.
Data: 27 de julho 2014 (domingo)
Horário: 14h40
Local: Parque Municipal Américo Renné Giannetti. Entrada 1: Av. Afonso Pena | Entrada 2: Alameda Ezequiel Dias – Centro – Belo Horizonte/MG
Entrada: Gratuita

22 de julho de 2014

Programe-se: quarta é dia de Choro Nosso na roda.







Toda quarta é dia de ouvir o melhor do Choro de todos os tempos com o grupo Choro Nosso composto por Marcela Nunes (flauta transversal), Renato Muringa ( violão, cavaquinho e bandolim), Agostinho Paolucci (violão) e Daniel Guedes (percussão). 

Programe-se e curta a roda que acontece no Dalva Botequim Musical (rua Ceará, 1568 - Praça ABC - Funcionários, BH) a partir das 18 horas.
Maiores informações: Tel: (31) 3282-2343.


21 de julho de 2014

Flor de Abacate se apresenta no BH Instrumental.

Grupo Flor de Abacate - Foto: Divulgação.
No sábado, 26 de julho, a série BH Instrumental apresenta o grupo Flor de Abacate, na Praça da Saúde (Av. Silva Lobo, S/N - Grajaú), a partir de 11h, com acesso gratuito.
O grupo estreará uma novidade no projeto. Os músicos Marcos Flávio (trombone), Sílvio Carlos (violão 7 cordas), Rubim do Bandolim (bandolim), Dudu Braga (cavaquinho), Ramon Braga (pandeiro), transformarão a praça em uma grande roda de choro. 
No repertório, arranjos inusitados e composições próprias, além de clássicos de autores consagrados, como Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Astor Piazzolla, Anacleo de Medeiros, Villa – Lobos, Ernesto Nazareth, Tom Jobim e Edu Lobo. Em seus shows, o grupo valoriza a música brasileira instrumental.
A série BH Instrumental, realizada pela Veredas Produções, em parceria com Instituto Unimed-BH, apresentará novidades nas apresentações de 2014. A partir deste ano, grupos de Belo Horizonte e região metropolitana, selecionados via edital, se apresentarão como atrações de abertura dos shows no projeto, na Praça Floriano Peixoto.

SERVIÇO:
BH Instrumental apresenta: "Flor de Abacate"
Data: 26 de julho de 2014 – sábado
Horário: 11h00
Local: Praça da Saúde – Av. Silva Lobo , S/N (esquina Rua Viamão) - Bairro Grajaú - BH/MG
Entrada: franca
Info: (31) 3222-5271


14 de julho de 2014

"Choros de Câmara" no Projeto Noturno nos Museus.

Na sexta-feira, 18 de julho, a Fundação Municipal de Cultura promove na capital mineira o "Noturno nos Museus de Belo Horizonte" evento que reúne mais de 30 museus da cidade em uma programação diferenciada.

Os estabelecimentos ficarão abertos até mais tarde, durante a noite e o início da madrugada, para que o público tenha acesso a exposições, oficinas de arte, exibições de vídeos, instalações culturais, shows, apresentações de dança, espetáculos teatrais, e demais atrações. Dentre as várias atrações, o Memorial Minas Gerais Vale recebe às 20 horas, o sexteto Choros de Câmara
O grupo tem uma inusitada formação camerística, com a presença de flauta, oboé e violoncelo, unida ao tradicional  regional  de  choro: violão de 7/ 6  cordas e  cavaquinho. Formado  por  Lucas  Telles  (violão  6 
Choros de Câmara. Foto: Renata Andrade Chamilet
cordas), Agostinho Palucci (violão 7 cordas) Eduardo Macedo (cavaquinho), Marina Cyrino (flauta), Jayaram Márcio (violoncelo) e Victor de Mello Lopes (oboé) apresentam obras de Henrique Alves de Mesquita; Anacleto de Medeiros; Ernesto Nazareth; Chiquinha Gonzaga; Pixinguinha; Luiz Gonzaga; Moacir Santos; Hermeto Pascoal e Maurício Carrilho.

SERVIÇO:
Projeto Noturno nos Museus apresenta: "Choros de Câmara"
Data: 18 de julho de 2014 – sexta-feira
Horário: 20:00h (funcionamento especial: entrada até as 22h30 e permanência até as 23h)
Local: Memorial Minas Vale (Auditório) - Praça da Liberdade, 640 – Funcionários - BH/MG
Entrada: gratuita (sujeita à lotação)
Info: (31) 3308-4000

11 de julho de 2014

FIM DE SEMANA COM MUITO CHORO.

O fim de semana já está aí e tem rodas de Choro para quem quer curtir o melhor do estilo.
No sábado, o Choro Nosso e o Projeto Saravá tomam conta do palco da "Associação Cultural Casinha". Já o músico Ausier Vinícius e o Grupo Pedacinhos do Céu apresentam clássicos do chorinho, no Pedacinhos do Céu Bar Musical.
Domingo é dia de Choro com o grupo Piolho de Cobra que se apresenta no espaço "A Casa de Cultura".
Programe-se.


Roda de Choro com "Choro Nosso" e "Projeto Saravá".
Data: 12 de julho 2014
Horário: 17hs
Local: Associação Cultural Casinha - Rua Juiz de Fora, 114 - Barro Preto - BH
Entrada: R$10,00
Maiores informações:
no facebook ou pelo email: email@casinha.art.br







Chorinho com Ausier Vinícius e "Grupo Pedacinhos do Céu".
Data: 12 de julho 2014
Horário: das 21h às 00h. (a casa abre às19h)
Local: Pedacinhos do Céu Bar Musical - Rua Belmiro Braga, 774A. Caiçara - BH
Entrada: R$10,00
Maiores informações: (31) 3462-2260


Domingo de Choro com "Piolho de Cobra" e convidados.
Data: 13 de julho 2014
Horário: 21h00
Local: A Casa de Cultura - Rua Padre Marinho, 30 - Santa Efigênia - BH

10 de julho de 2014

OFÍCIO DA MÚSICA RECEBE DADO PRATES COM O SHOW “CHORANDO ENTRE AMIGOS”.

"Chorando entre Amigos" : Eduardo Macedo, Ricardo Acácio, Carlos Walter, Silvio Carlos e Dado Prates . Foto: Divulgação.

O Museu de Artes e Ofícios (MAO) recebe o flautista e saxofonista, Dado Prates no “Ofício da Música”, sob curadoria de Poti Castro, para um encontro que vai reunir no palco antigos amigos e parceiros do músico para o show “Chorando entre Amigos”. Trata-se de uma apresentação de Choro que Dado considera uma “volta às origens”, sonho antigo que os compromissos da carreira sempre foram adiando, mas que hoje tornou-se prioridade para o artista. O evento ocorre no dia 15 de julho, terça-feira, às 19h30, com entrada gratuita, no MAO – na Praça da Estação, Centro.

Para o show, Dado convidou os músicos associados ao Clube do Choro de Belo HorizonteCarlos Walter (violão de 6 cordas, compositor e integrante do Duo Treze Cordas) e Marcos Frederico (bandolim, vencedor por duas vezes do prêmio BDMG Instrumental em carreira solo, além de integrar o grupo Siricotico), também sobem ao palco Eduardo Macedo (cavaquinista, violonista e compositor, integrante dos grupos de choro Corta Jaca e Quatro na Roda), Silvio Carlos (violão de 7 cordas, diretor musical do Grupo Flor de Abacate e integrante do Duo Treze Cordas),  Ricardo Acácio (considerado, atualmente, um dos melhores pandeiristas do Brasil), além de Jonas Vitor (sax tenor, melhor instrumentista do Prêmio BDMG Cultural 2009). “Minha ideia, ao reunir estes músicos, é “recriar” o grupo de Pixinguinha e Benedito Lacerda, com seus belíssimos contrapontos entre flauta e saxofone, por exemplo, nas já famosas “Segura Ele” e “Cochichando”, como em outras menos conhecidas, como “Recordações”. Teremos momentos distintos, com duo de violões e bandolim dialogando com a flauta, por exemplo, em “Lídia’, de minha autoria”, adianta Dado Prates.

Dado Prates, natural de Belo Horizonte, é saxofonista, flautista, arranjador e compositor. Começou como integrante da Orquestra Jovem do Palácio das Artes, venceu o Prêmio BDMG Instrumental em 2000 e ao se profissionalizar tocou e gravou com Milton Nascimento, Túlio Mourão, Paulinho Pedra Azul, Tunai, Tadeu Franco, Pena Branca e Xavantinho, Celso Moreira, Célio Balona e Chico Lobo, dentre outros grandes nomes. Morou por três anos na França, quando tocou na Orquestra do Hotel Méridien de Paris.

SERVIÇO:
Ofício da música: Dado Prates, no show “Chorando entre amigos”
Data: 15 de julho de 2013 – Terça-feira
Horário: 19:30h
Local: Museu de Artes e Ofícios – Praça da Estação – Centro BH/MG
Entrada: gratuita
Sujeito à lotação - até 300 pessoas
Info: (31) 3248-8600

9 de julho de 2014

Músicos associados ao Clube do Choro de BH se apresentam hoje no "Conexão BH".


Até 13 de julho, atrações brasileiras e estrangeiras vão se apresentar em palcos instalados em seis pontos da capital mineira. Trata-se do projeto Conexão BH - Cidade da Música, Cidade do Mundo que vai ocupar o Parque Municipal, Mercado das Borboletas, Sesc Palladium, Mercado do Cruzeiro, Casa do Jornalista e estações do BRT MOVE. 
É BH conectada com o Brasil e o mundo por meio de sua cultura. São diversos shows nacionais e internacionais, encontros inéditos, seminários, DJs, VJs, intervenções, mostras de fotografia e vídeo, festas, cortejos, cultura e diversão em 27 dias de festival mais querido da cidade. 
Hoje, os músicos associados ao Clube do Choro de Belo Horizonte, Marcos Frederico e Carlos Walter ao lado de Felipe Bastos e Bruno Vellozo se apresentarão a partir das 20 hs, no palco do Mercado Distrital do Cruzeiro. 
Confira aqui as condições e como retirar o seu ingresso gratuito.

O violonista e compositor Carlos Walter participa de show e lançamento do CD do projeto Música Brasileira para Violão.


No dia 16 de julho, no Auditório do MASP, será realizado o lançamento do CD Novas 2. Os músicos Carlos Walter (associado ao Clube do Choro de Belo Horizonte), Elodie Bouny (França) e Alexandre Gismonti (Rio de Janeiro - RJ) apresentarão suas peças selecionadas e um pouco mais de seus trabalhos, como compositores e intérpretes. 
Trata-se da segunda edição de uma seleção de composições, que vem sendo realizada no Brasil inteiro, e que visa incentivar a criação de repertório novo para violão. Desta vez, o júri – composto por Fábio Zanon, Sergio Assad, Marco Pereira e Elodie Bouny recebeu 73 peças de 11 estados do país, e teve a árdua tarefa de escolher algumas peças para compor este CD.
O resultado é absolutamente brilhante, o conjunto da gravação mostra um nível de composição e de execução muito alto. O CD oferece um panorama bem autêntico do que é a musica para violão no Brasil hoje: algumas peças são de inspiração popular, outras de conceito mais moderno, outras ainda têm influencia minimalista, em outras transparece alguma reminiscência do rock... 
Através do projeto, pudemos valorizar os compositores que escrevem para violão, e de também pôr à luz talentos quase sempre escondidos, e pouco divulgados. Este projeto é também direcionado aos estudantes em violão, já que as partituras de cada peça estão incluídas no CD, em formato PDF.
Fica a dica para este ótimo programa.

SERVIÇO
Lançamento do CD Novas 2 - Música Brasileira para violão
Data: 16 julho 2014
Horário: 20h30
Local: Auditório do MASP
Ingressos: R$ 10,00

7 de julho de 2014

Toca de Tatu é a próxima atração do Projeto Chora Brasil.


O Clube do Choro de Belo Horizonte, em parceria com a Muringa - Produções e Eventos, apresenta o Projeto Chora Brasil, com espetáculos de Choro no Teatro de Câmara do Cine Theatro Brasil Vallourec. O projeto é uma iniciativa que visa ampliar o espaço para a prática do Choro na cidade destacando o trabalho de músicos associados e convidados, valorizando o gênero brasileiro e a música instrumental. Na programação de julho o projeto recebe o grupo Toca de Tatu.

O Toca de Tatu nasceu, em Belo Horizonte, da união de jovens instrumentistas que têm como proposta construir um trabalho de redescoberta e valorização da música brasileira de todos os tempos, elaborando arranjos e composições próprias. Desde então, vem trilhando um caminho peculiar no cenário da música instrumental. Apesar de ter como referência primária o Choro e toda a riqueza musical que esta linguagem implica, o grupo não se limita a ela, buscando uma abordagem inovadora, somando a esta outras linguagens trazidas de experiências e influências musicais que cada integrante carrega.

A valorização das memórias e da versatilidade da música instrumental, a constante pesquisa de repertório e de interpretação da música brasileira em seus mais variados gêneros e as influências do erudito e do popular são características encontradas na música feita pelo Toca de Tatu. Além disso, a busca pelo refinamento timbrístico, pelo cuidado com os arranjos e pela originalidade e criatividade são nuances presentes na identidade criada pelo Grupo.

O Toca de Tatu lançou em 2013 seu primeiro CD, “Meu amigo Radamés”, em homenagem ao maestro e compositor brasileiro Radamés Gnattali, realizando shows nas cidades de Belo Horizonte e Rio de Janeiro. Em março de 2014 realizou sua primeira turnê internacional, com apoio do Programa Música Minas, passando por Inglaterra, Holanda e França, onde realizaram concertos de lançamento do CD e ofertaram oficinas e workshops de Choro e Música Brasileira. O grupo foi vencedor do II Concurso Instrumental Estúdio 66 (Canal Brasil - RJ) em 2013, tendo como premiação a gravação de um episódio do Programa ao lado do saxofonista Zé Nogueira. Ainda neste ano, se apresentou ao lado do saxofonista na programação especial do Festival 30 anos do Jazz Mania (Studio RJ – Rio de Janeiro).

SERVIÇO:
“Projeto Chora Brasil” apresenta: "Toca de Tatu"
Data: 15 de julho de 2014 - terça feira
Horário: 19hs
Entrada: R$15,00 (inteira) R$7,50 (meia-entrada)
Local: Cine Theatro Brasil Vallourec - Teatro de Câmara
Praça Sete - Rua dos Carijós, 258 - Centro - Belo Horizonte / MG
Info: (31) 3201-5211

1 de julho de 2014

EM TEMPOS DE COPA, ROGAMOS!

Alfredo da Rocha Viana Filho - o vascaíno mais conhecido como Pixinguinha , posando no gramado do Estádio São Januário.

Em tempos de Copa do Mundo, a ginga brasileira, dentro e fora dos gramados, é fator de celebração. Isto, também pelos grandes chorões.
Exemplo é o choro “Um a zero", de dois dos maiores mestres da música brasileira - Pixinguinha e Benedito Lacerda que foi composto em 1919, para comemorar uma vitória do Brasil sobre o Uruguai, na histórica decisão do Campeonato Sul-Americano, em 29 de maio do mesmo ano.
A partida, das mais difíceis, só foi decidida no segundo tempo da prorrogação, com um gol do lendário, Arthur Friedenreich, conhecido como "O Tigre". O jogo, ocorrido no Estádio das Laranjeiras, praticamente parou o Rio de Janeiro.
Há quem diga que “Um a zero” foi a primeira música brasileira dedicada ao futebol. O choro, muito tempo depois, ganharia letra, feita pelo compositor Nelson Ângelo, um velho conhecido do Clube da Esquina.
A história da famosa disputa está registrada no livro “Sul-Americano de 1919 – Quando o Brasil descobriu o futebol”, do jornalista Roberto Sander.

Abaixo um histórico vídeo dos anos 50, onde Pixinguinha e seu Conjunto interpretam 1x0.



No vídeo abaixo, o grupo Arranco de Varsóvia interpreta 1x0 com letra de Nelson Ângelo.



1x0 ( Letra de Nelson Ângelo para choro de Pixinguinha e Benedito Lacerda)