24 de fevereiro de 2017

O RÁDIO É VOCÊ

                                

O rádio é a invenção mais próxima, mais útil e mais presente no dia a dia das pessoas. Pai da televisão e muitos anos antes de ver nascer a impressionante internet com seus braços de polvo - youTubes, facebooks e wathApps digitais -, o rádio já fazia suas estripulias, difundindo a música, oferecendo entretenimento e informações, prestando serviços com rapidez, eficiência e agilidade, além de criar ídolos, graças a uma versatilidade espantosa. Deve-se ao rádio o incremento da música nativa brasileira, do carnaval, do futebol, dos hábitos e manifestações populares e das eleições no país.

Foi com esse ideal que Edgard Roquette-Pinto (1884/1954), médico, educador e empreende-dor , colocou no ar a primeira emissora do Brasil, a Sociedade Rádio do Rio de Janeiro, em 1922, depois Rádio Ministério da Educação e Cultura, hoje Rádio MEC, que mantém uma programação eminentemente cultural e educativa.

Com a tecnologia avançando a todo instante, em todos os sentidos, o rádio nunca se acomodou: foi se aperfeiçoando, como veículo popular de comunicação de massa, reinventando-se à procura de novos caminhos para resistir a todas as crenças e afirmações de supostos entendidos, que anunciaram a sua morte, no início dos anos 50, com o surgimento da televisão no Brasil. Erraram feio.

A televisão herdou e levou de graça tudo de bom e de melhor que o rádio tinha: apresentadores, cantores, humoristas, redatores, poetas, escritores, músicos, narradores, jornalistas, programas de auditório, novelas, programas educativos, shows musicais, transmissões esportivas e os grandes ídolos. Quando a televisão passou a fazer transmissões em cores, aí é que a coisa pareceu ter ficado preta para o rádio. Mas, por obra de Deus e da tecnologia, ao mesmo tempo, surgiu também uma ação salvadora: a transmissão em FM – frequência modulada – um salto espetacular com a nova faixa no dial e o hábito do radinho à pilha, leve, portátil e com som limpinho, uma verdadeira febre que se espalhou por toda parte em todos os lugares e livre de interferências.

Mais recentemente, o advento de computador, celular, iPad, tablet , iPhone, smartphone também veio acrescentar mais audiência e popularidade ao rádio, que circula selerepe e sem fios elétricos, pelas mãos, ouvidos, pescoços e em bolsas a tiracolo de jovens estudantes, adolescentes e adultos, cada um em sua faixa de segmento. E o rádio é companheiro também em passeios ao ar livre, em pescarias, nas praias, nas caminhadas, nos carros, em bicicletas e nas arquibancadas, acompanhando as emoções vividas nos campos de futebol.

A tecnologia continuou fazendo a sua parte, avançando sempre e o mundo ganhou a transmissão via satélite, que o rádio adotou imediatamente, permitindo imensas possibilidades de trabalho e oferecendo aos ouvintes algo quase inacreditável: a transmissão e recepção perfeitas e imediatas de qualquer parte do mundo, com as pessoas se interagindo, como se estivessem proseando na sala ou na varanda da casa. 

Essas considerações são feitas na segunda-feira 13 de fevereiro de 2017, data em que a ONU – Organização das Nações Unidas - resolveu celebrar , mundialmente , o veículo rádio, esse pioneiro meio de comunicação de massa, nosso amigo e companheiro de todas as horas.

A frase adotada pela ONU para marcar a data no mundo está reproduzida no título deste texto e é muito apropriada: O RÁDIO É VOCÊ!

Por:  Hamilton  Gangana - Publicitário e Conselheiro do Clube do Choro de BH

22 de fevereiro de 2017

TIÃO CHORÃO EM NOITE DE ALEGRIA.


Já em ritmo de folia e pré Carnaval, nesta quinta, 23 de fevereiro, a partir das 18 horas, o Projeto Tião Camaleão Bar Cultural promove mais uma noite com o melhor do Chorinho e muita alegria. 
O espaço fica localizado à Rua Pará de Minas, 85, no bairro Padre Eustáquio. Para este evento, não será cobrado couvert artístico. 
Maiores informações: (31)3786-9145.

20 de fevereiro de 2017

Grupo de Choro Três por Quatro toca o melhor do Chorinho no domingo de Carnaval.


Os músicos Guizé, Diogo e Rubens Costa formam o Grupo Três por Quatro que se apresenta no próximo domingo, 26 de fevereiro, no Festival de Verão do Quintal-HD. O grupo se apresenta tendo como convidado especial, o cavaquinista Bacalhau do Cavaco. 
O  Quintal -H D Motocycles e Wine  fica localizado à rua Garumã,555, no bairro Jaraguá - BH. A casa abre as 13:00h e a feijoada e o show acontecem a partir das 14:30.
Maiores informações: (31) 99767-2638

14 de fevereiro de 2017

Estão abertas as inscrições para a seleção do "Ensaio Aberto 2017" do Museu das Minas e do Metal.


O MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal lança este ano uma seleção de músicos e bandas para se apresentarem no Ensaio Aberto, projeto de parcerias com músicos de Belo Horizonte e região metropolitana para ocupação artística MMM Café.
Trata-se de seleção onde serão escolhidos 09 artistas/grupos dentre os inscritos, para se apresentarem de abril a dezembro de 2017, das 19h30 às 21h,, na Praça de Convivência do MM Gerdau, sendo que a cada mês, um dos selecionados se apresentará. 
O Museu fornecerá o espaço, técnico de som e equipamentos de sonorização (descritos no Anexo), além de fazer a divulgação da apresentação em seus canais de comunicação (site MM Gerdau, site do Circuito Cultural, mídias sociais, banner na fachada do prédio). Os selecionados receberão uma ajuda de custo de R$500,00. 

Músicos, solistas ou grupos, maiores de 18 anos, podem se inscrever até o dia 16/02 pelo Prosas. 


13 de fevereiro de 2017

"SESC Fomenta Cultura" abre inscrições oferecendo vagas para apresentações musicais.


Vem aí mais uma oportunidade para artistas que desejam ampliar a percepção e o conhecimento do trabalho que desenvolvem.
Pelo segundo ano consecutivo, o Sesc em Minas receberá inscrições e dará continuidade a um processo interno de curadoria para a execução de projetos culturais no decorrer de 2017. Isso ocorre por meio do Sesc Fomenta Cultura, iniciativa criada com o objetivo de incentivar profissionais que tenham atuação em diversas áreas da cultura. Esse chamado público da instituição não se trata de um edital, mas de um canal de acesso aos processos de curadoria do Sesc.
Inicialmente, o projeto contemplou profissionais voltados para as linguagens de música, contação de histórias e artes visuais. Neste ano, a iniciativa cresceu e vai abranger outras modalidades, como artes-cênicas, literatura e biblioteca. Ou seja, mais chances para os artistas mostrarem seu trabalho por meio do Sesc.

Os interessados podem se inscrever aqui. O prazo para envio de material vai de 8/2/2017 a 10/3/2017.

Os trabalhos e os artistas inscritos poderão ser selecionados pela curadoria do Sesc e convidados a se apresentarem nos projetos relacionados às suas áreas de atuação. O Sesc promove, constantemente, diversas ações culturais e formativas em todo o território mineiro.

Destacamos abaixo as iniciativas onde é  possível inscrever trabalhos musicais. 


Em uma nova fase, o Minas ao Luar valoriza a diversidade da música brasileira. Além de clássicos de todos os tempos, as leituras contemporâneas agora incrementam o repertório do projeto, que percorre todo o estado. Oferece acesso gratuito à cultura musical por meio de apresentações artísticas noturnas e ao ar livre. Também estimula a ocupação de espaços públicos e dialoga com a cultura regional. Confira aqui o descritivo completo da ação.
Faça sua inscrição.


É um projeto voltado ao fomento de artistas que não têm grande projeção midiática, de qualquer gênero musical, perpassando vários estilos da música popular brasileira e outros gêneros pertinentes ao desenvolvimento da música em si. O foco principal é contemplar músicos com trabalho autoral, podendo abranger intérpretes; em ambos os casos, as propostas devem garantir um conceito de apresentação artística que possa ser assimilável, singular e distinguível pelos curadores que analisarão os materiais. Confira aqui o descritivo completo da ação.
Faça sua inscrição.

SERVIÇO
Inscrições para o Sesc Fomenta Cultura
Data: 8/2/2017 a 10/3/2017
Inscrições aqui
Gratuito
Informações sobre o evento (público): (31) 3270-8100

10 de fevereiro de 2017

Projeto Música & Poesia do Centro Cultural UFMG tem inscrições abertas até 28 de fevereiro.


O Centro Cultural UFMG, em parceria com Faculdade de Letras (FALE), convida artistas da comunidade universitária e demais interessados a encaminharem propostas para se apresentarem no projeto Música & Poesia, integrante do PLTA – Programa Letras em Ação, de 2017.

O projeto Música & Poesia promove encontros de artistas, apresentações musicais, recitais, contação de histórias, performances, peças teatrais e toda iniciativa que de alguma forma se relacione às artes verbais e performáticas. É voltado para a comunidade em geral e acolhe as manifestações artísticas de pequeno porte (pois é realizado no hall de entrada do andar superior do prédio) promovendo o exercício do canto, da poesia, da música, do teatro, da performance e da expressão corporal de forma intimista no centro da cidade. Propicia a divulgação dos trabalhos inéditos ou ainda pouco divulgados de atores, músicos, poetas ou daqueles que, sem título que lhes caiba, se misturam e transitam por ambos os caminhos. Aos que permitem o toque do som e da palavra, o Centro Cultural UFMG declara que as portas estão abertas. Sempre às quartas-feiras, às 20h.

As propostas estão condicionadas ao exame prévio de compatibilidade e interesse do Centro Cultural UFMG. As apresentações são gratuitas, sem pagamento de cachê e/ou bilheteria. O Centro Cultural UFMG cederá o espaço e realizará a divulgação.

As inscrições das propostas são gratuitas e encerram-se no dia 28 de fevereiro de 2017 . O resultado da seleção será comunicado aos proponentes via e-mail até o dia 10 de março de 2017.

Formulário para preencimento e demais informações você pode acessar através deste link.
Eventuais dúvidas e esclarecimentos deverão ser tratados pelo e-mail programa@centrocultural.ufmg.br e ou pelo telefone (31)3409-8280.

9 de fevereiro de 2017

CARTUM & CHORINHO



Cartoon  é uma palavra inglesa, de origem britânica e significa “estudo ou  esboço” de um trabalho de arte.  Aportuguesada,  vira CARTUM, uma forma crítica e diferenciada que o cartunista utiliza em seu trabalho  pessoal,  geralmente  bem  aceito  pelo mundo afora.
Já o chorinho é o mais puro e legítimo ritmo de música  brasileira, que se popularizou no salões em meados de 1880, do século XIX , vindo da Europa e que se misturou com o nosso jeito de fazer música da melhor qualidade.
Chiquinha Gonzaga, Pixinguinha, Ernesto Nazareth  são pioneiros do choro, seguidos  por instrumentistas e autores geniais  como Jacob do Bandolim, Waldir Azevedo e  Garoto, para citar apenas  alguns nomes famosos.
Com esse introito,  encontramos  uma forma de  escrever sobre dois artistas  bem conhecidos  e admirados por  todos em Minas  e  que sabem, como ninguém,  executar  e admirar as duas coisas: cartum e choro:  os nossos amigos  GUZ  e  Ausier  Vinícius.  GUZ aprendeu a admirar o choro frequentando toda segunda-feira, nos anos 90, do século passado,  os salões  do antigo bar do Diretório Central dos Estudantes, o famoso  DCE, na rua Gonçalves Dias, onde  funcionava também o cine Belas Artes. Era ali que aconteciam as noites   CHOROS  &  CARAS, uma combinação de música  e  caricaturas,  ao vivo e  em cores. A  música era comandada pelo nosso Geraldinho Alvarenga, com o seu conjunto Sarau Brasileiro, os músicos Hélio Pereira,  Geraldo Magela e o saudoso Zacarias.

            Guz e Ausier Vinícius em caricaturas desenhadas por Guz (Paulo Cangussu Cordeiro)

GUZ  tomou  gosto  pelo choro nessa época de ouro  e  continuou apreciando  a  música, ouvindo  e criando  ao mesmo tempo os seus bem humorados cartuns, de personalidades, amigos  e frequentadores do  ambiente.
Do  DCE, na rua Gonçalves Dias, em Lourdes,  GUZ  foi se encontrar, logo  depois, com o brilhante  cavaquinista  Ausier  Vinícius,  no  Pedacinhos do Céu, na rua Belmiro Braga, bairro Caiçara,  hoje  o  point   verdadeiro do  chorinho ao vivo  e  também  dos  cartuns criados na hora  pelo irreverente cartunista. A casa é inteiramente decorada com trabalhos do artista, que já retratou  inúmeras personalidades, músicos  e  frequentadores  daquele local  simples  e acolhedor,   e  que vale  a pena  apreciar, sempre com um chorinho sendo executado por exímios instrumentistas.

Por Hamilton Gangana

8 de fevereiro de 2017

Projeto Tião Chorão acontece novamente nesta quinta.



Nesta quinta, 9 de fevereiro, o Tião Camaleão Bar Cultural promove mais uma noite do Projeto Tião Chorão.
O show que promete o melhor do Chorinho, começa a partir das 18 horas. O espaço fica localizado à Rua Pará de Minas, 85, no bairro Padre Eustáquio e, para este evento, não será cobrado couvert artístico. Maiores informações: (31)3786-9145.

Conservatório UFMG publica resultado do edital da sexta edição do Projeto Palco Livre.



Acaba de ser publicado o resultado do edital da sexta edição do Projeto Palco Livre que selecionou projetos para apresentações no Auditório do Conservatório UFMG, no primeiro semestre deste ano. O projeto visa democratizar o uso de um espaço adequado e de qualidade acústica para a execução de projetos musicais. 

O número elevado de inscrições recebidas confirmou o sucesso do projeto e a grande demanda por um espaço representativo e de qualidade na cidade de Belo Horizonte. O edital recebeu mais de 75 propostas que foram avaliadas pelo Conselho Diretor do Conservatório UFMG. Das propostas recebidas apenas 15 puderam ser contempladas devido ao número de datas disponíveis – quintas feiras de março a junho de 2017.

O resultado da seleção pode ser conferido no site do Conservatório UFMG: https://goo.gl/ZTdtK0

2 de fevereiro de 2017

O Chorinho está de volta no Tião Camaleão Bar Cultural.



Hoje, a partir das 18 horas tem happy hour com o melhor do chorinho, no Tião Camaleão - Bar Cultural,  que oferece rodas de choro sempre às quintas-feiras. 
O espaço fica localizado à Rua Pará de Minas, 85, no bairro Padre Eustáquio.
Para este evento não será cobrado couvert artístico. 
Maiores informações: (31)3786-9145.