28 de junho de 2018

Roda do Padreco promove evento especial nesta sexta.


A Roda do Padreco promove nesta sexta (29), a partir das 19 horas, uma roda de choro especial. O "Chora Viada!" é um evento que pretende celebrar o mês do orgulho LGBT com muita alegria e o melhor Chorinho no Lobo Guará Bar, localizado no bairro padre Eustáquio.

Por quê amanhã? 
Porque na mesma data de hoje, em junho de 1969, em Stonewall Inn, Greenwich Village, Estados Unidos, nas primeiras horas da manhã, gays, lésbicas, travestis e drag queens enfrentam policiais e iniciaram uma rebelião que lançaria as bases para o movimento pelos direitos LGBT nos Estados Unidos e no mundo. O episódio, conhecido como Stonewall Riot (Rebelião de Stonewall), teve duração de seis dias e foi uma resposta às ações arbitrárias da polícia, que rotineiramente promovia batidas e revistas humilhantes em bares gays de Nova Iorque.
Este episódio é considerado o marco zero do movimento LGBT contemporâneo e, por isso, é comemorado mundialmente em 28 de junho, Dia Internacional do Orgulho LGBT. Uma data para celebrar vitórias históricas, mas também para relembrar que ainda há um longo caminho a ser percorrido.

Chame todos e todas e vá comemorar com alegria, orgulho e o melhor Chorinho.

SERVIÇO
"Chora Viada": Roda Padreco especial.
Data: 29 de junho
Horário: 19 horas
Local: Lobo Guará Bar - Rua Padre Eustáquio, 1948 - Bairro Padre Eustáquio - BH
Informações: 

Choro Nosso esquentando esta noite junina.


Logo mais, a partir das 19 horas,  o grupo Choro Nosso volta ao palco do O Muringueiro em uma roda de Choro que promete esquentar esta noite junina. Programe-se e chame os amigos.

Serviço
Roda de Choro co grupo Choro Nosso
Data: 28 de junho (quinta)
Horário: 19 horas
Local: O Muringuerio - Rua Juacema, 416 - Bairro da Graça - BH
Informações: 31 999319-5525

22 de junho de 2018

Festival Cavaquinho Batuta, em sua terceira edição, promove a troca de experiências musicais entre gerações.

Os jovens talentos do Projeto Cavaquinho Batuta. Foto: divulgação

O 3º Festival Cavaquinho Batuta acontece no próximo dia 7 de julho, em Uberlândia - MG. O concerto de encerramento será às 20 horas, no Teatro de Bolso do Mercado Municipal.

Nesta edição do festival, os instrumentistas convidados serão Danilo Duarte (MG) e Bruna Takeuti (SP) que irão promover uma troca de experiências musicais com os componentes do projeto, além de ampliar a percepção sonora e habilidade musical dos talentos mirins, que integram o grupo nas “Oficinas Itinerantes 2018”.

O projeto Cavaquinho Batuta propicia oficinas musicais de forma prática e lúdica, por meio do cavaquinho, para crianças com idade entre 07 e 14 anos de diferentes classes sociais. 
O trabalho, é uma iniciativa singular que acontece há 5 anos na cidade de Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Idealizado e realizado por Thiago Santos, o projeto visa enriquecer a relação entre a educação e a arte, auxiliando no crescimento intelectual e artístico, no desenvolvimento do pensamento crítico e na criatividade dos aprendizes.

SERVIÇO
Concerto de encerramento do 3º Festival Cavaquinho Batuta
Data: 07 de julho 2018
Horário: 20 horas
Local: Teatro de Bolso do Mercado Municipal - Rua Olegário Maciel,255 - Centro. Uberlândia - MG
Entrada: R$5,00
Maiores informações: (34) 98803-2057



20 de junho de 2018

O consagrado bandolinista Joel Nascimento comemora seus 80 anos com show gratuito em BH.

Joel Nascimento. Foto: divulgação
Completar 80 anos esbanjando boa forma e em plena produtividade musical, como o bandolinista Joel Nascimento, não é para tantos. No dia 23 de junho, o músico desembarca em Belo Horizonte para apresentar o show inédito Joel Nascimento 80 anos, na Praça Floriano Peixoto. A apresentação faz parte da programação BH Instrumental, realizada pela Veredas Produções com patrocínio do Instituto Unimed-BH, por meio do incentivo dos médicos cooperados e colaboradores ao seu Programa Cultural, via Lei Federal de Incentivo à Cultura. O acesso é gratuito.

Com o seu consagrado bandolim, Joel Nascimento percorreu cidades como Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo e, agora, chega à BH para uma deliciosa noite comemorativa e embalada pelo choro. Considerado um dos maiores chorões brasileiros, o músico será acompanhado por Henrique Cazes, João Camarero, Beto Cazes e Marcos Nimrichter.

TRAJETÓRIA
Joel começou a tocar aos 12 anos, tirando de ouvido o sucesso de Waldir Azevedo, “Brasileirinho”. Aos 15 anos, se enveredou pelo piano e depois acordeom, se especializando em tangos e boleros. Estudou piano clássico no Conservatório Brasileiro de Música, com Max de Menezes Gil, até que o seu ouvido esquerdo parou de funcionar em decorrência de uma condição chamada otoesclerose.

Porém, o amor pela música foi além, e Joel se reencontrou artisticamente nas rodas de choro, apaixonando-se pelo bandolim, desenvolvendo uma sonoridade especial e que encantou o saudoso cantor e compositor João Nogueira. Foi pelas mãos de João que o bandolinista se lançou em suacarreira profissional, com gravações de três LPs antológicos do chorão.

E, desde então, Joel não parou mais. O bandolinista pediu ao maestro Radamés Gnattali que transcrevesse Retratos para uma formação típica de choro. Assim surgiu a Camerata Carioca, grupo que marcou a primeira metade da década de 1980, abrindo espaço para repertórios que iam de Vivaldi a Piazzolla. Com o fim da Camerata, em 1986, Joel organizou o Sexteto Brasileiro, com o qual realizou duas turnês nos Estados Unidos e se consolidou como um dos principais chorões brasileiros.

ABERTURA: ALOÍZIO HORTA
Como de costume, a programação na série BH Instrumental começa com um artista da casa. Desta vez, quem vai inaugurar o palco é o baixista e compositor Aloízio Horta, com o show Horizonte Aberto, às 19h30. O músico foi selecionado pelo edital Série BH Instrumental e subirá ao palco ao lado de Kadu Vianna, Christiano Caldas, Marcelinho Guerra e Marcelo Ricardo. No repertório, composições de seu álbum de estreia e releituras.

Com uma carreira consolidada como baixista, Aloízio Horta já soma mais de duas décadas de atuação profissional, que se desdobram, também, em atividades como professor. O seu disco de estreia foi lançado em 2016. Autoral e instrumental, Aloízio Horta foi consagrado pelo Prêmio Marco Antônio Araújo, realizado pelo BDMG Cultural, destacando as suas vertentes de MPB, jazz e música africana.

SERVIÇO
Série BH Instrumental apresenta: Joel Nascimento 80 Anos
Abertura: Aloízio Horta e banda
Data: 23 de junho (sábado)
Horário: a partir das 19h30
Local: Praça Floriano Peixoto, no bairro Santa Efigênia
Acesso gratuito
Informações: 31 3222 5271

19 de junho de 2018

Butiquim do Walter abre as portas para mais uma roda de Choro.


Hoje o Butiquim do Walter abre as portas  para mais uma roda de Choro em Santa Tereza.  O Choro da Mercearia formado Raíssa Anastásia, Marcos Rufato, Du Macedo, Daniel Guedes e Sílvio Carlos se apresenta a partir das 19 horas e promete uma noite com repertório imperdível. 

O quinteto chega trazendo Choros de primeira e apresenta diversas composições de Jacob do Bandolim como "A ginga do Mané", "Aguenta seu Fulgêncio, "Assanhado", "Bola preta", "Bole Bole", "Diabinho Maluco", "Flor de abacate", "Noites Cariocas", "Receita de Samba", "Santa Morena" e "Vibrações". O mestre Pixinguinha será lembrado através de "Lamentos", "Cochichando" e "Um a Zero".  Outras obras de grandes chorões  também comporão o cardápio desta noite, entre elas:  "Cadência" (Juventino Maciel), "Caminhando" (Nelson Cavaquinho), "Carioquinhas no Choro" e "Aeroporto do Galeão" (Altamiro Carrilho), "Meu chorinho" (Jonas), "Murmurando" (Fon Fon / Mauro Rossi), "O Bom Filho à Casa Torna" (Bonfiglio de Oliveira),"Ternura" (K-Ximbinho) e  "Um tom pra Jobim" (Sivuca). 
Programe-se.

SERVIÇO
Quinteto Choro da Mercearia em Roda de Choro
Data: 19 junho
Horário: 19 horas
Local: Botequim do Walter - Rua Mármore, 181 - Santa Tereza - BH

Quarta com Chorinho no Quintal da Horta.


Nesta quarta (20), André Milagres, Túlio Araújo, Raissa Anastásia e Marcos Ruffato estão de volta para mais uma roda de Choro no Quintal da Horta. O quarteto talentosíssimo chega, como sempre, trazendo um repertório da melhor qualidade. Programe-se.

SERVIÇO
RODA DE CHORO NO QUINTAL DA HORTA
Data: 20 de junho (quarta)
Horário: 19 horas
Local: Quintal da Horta - Rua Mármore, 70 - Bairro Santa Tereza
Couvert artístico: R$6,00

16 de junho de 2018

Chorinho Assanhado pra ficar Odara


Todo terceiro sábado do mês tem Chorinho no espaço Odara. E hoje, a partir das 18 horas, é dia de curtir o Grupo Assanhado Quarteto, formado pelos instrumentistas André Milagres (violão 7 cordas), Lucas Ladeia (cavaquinho), Rodrigo Heringer (percussão) e Rodrigo Magalhães (baixo). 
Não perca. E enquanto não chega a hora, ouça o Assanhado tocando "Ao mestre", uma composição de André Milagres.

SERVIÇO

Chorinho com Grupo Assanhado Quarteto
Data: 16 de junho (sábado)
Horário: 18 horas
Local: Odara - Rua Arthur de Sá, 380 - Bairro União
Couvert: R$7,00
Informações: (31) 3482-6152


9 de junho de 2018

"Abre a Roda - Mulheres no Choro" se apresenta no Dalva Botequim.


Neste domingo, 10 de junho, o projeto Abre a Roda - Mulheres no Choro chega trazendo o coletivo feminino mais chorão de BH para se apresentar no espaço musical do Dalva Botequim. 
Mas os instrumentistas também são bem vindos, portanto, levem seus instrumentos pois a roda estará aberta a partir das 16 horas.

Serviço:
Abre a Roda - Mulheres no Choro
Data: 10 de junho (domingo)
Horário: 16h
Local: Dalva Botequim Musical (Rua Ceará , 1568 - Funcionários)
Couvert artístico: R$10,00

8 de junho de 2018

Catando Cavaco é a atração de hoje no Incontrês.


O Grupo Catando Cavaco é a atração desta sexta, no Incontrês - Armazém de Encontros. O espaço, que já está no clima da Copa do Mundo, traz Du Macedo no cavaquinho, Silvio Carlos no violão 7 cordas, Mariana Bruekers na flauta e Ricardo Acácio no pandeiro em uma roda de choro campeã.
Programe-se.

SERVIÇO
Chorinho com o Grupo Catando Cavaco
Data: 08 junho 2018 (sexta)
Horário: 18 horas
Local: Incontrês - Av. Carandaí, 420 - Funcionários
Informações: (31) 3327-6880

7 de junho de 2018

Saxofonista e Clarinetista americano Harvey Wainapel faz 2 apresentações, com seu quinteto brasileiro, em Belo Horizonte.

Harvey Wainapel - Foto: Clair Solo
O saxofonista e clarinetista americano Harvey Wainapel fará curta temporada de shows no Brasil e escolheu Belo Horizonte como uma das cidades por onde se apresentará.
Acompanhado do violonista associado ao Clube do Choro, Lucas Telles, por Túlio Araújo no pandeiro, Alexandre Andrés na flauta e Rafael Pimenta no cavaco, Wainapel fará duas apresentações, com seu repertório autoral e releituras de clássicos brasileiros incluindo choros mais desconhecidos de compositores como Paulinho da Viola, Cristovão Bastos e Sérgio Santos. 
Os shows acontecem nos dias 8 e 9 de julho no IDEA Cultural e no ECA - Espaço de Cultura e Arte.

Natural de Nova Iorque, estudou na década de 70 na renomada Berklee College of Music, em Boston. Após formar-se, mudou-se para a Europa onde morou por cinco anos. Ao retornar aos EUA, integrou a banda de Ray Charles em uma turnê por 10 meses, tendo logo em seguida se mudado para a Califórnia, onde reside até hoje.
Harvey é apaixonado pela música brasileira, tendo um profundo conhecimento de universos como o choro e a música de Milton Nascimento e o Clube da Esquina. Desenvolve um intenso trabalho de divulgação do choro na baía de São Francisco, com seu grupo Choro Ensemble, além de estar sempre tocando com músicos brasileiros que visitam o país, como Léa Freire, Amílton Godoy, Nelson Ayres, Filó Machado, Airto Moreira, Guinga, Nailor Proveta, Márcio Bahia e Rogério Souza, entre muitos outros.

SERVIÇO
Data: Sexta-Feira, 08/06/2018
Horário: 20 horas
Local: IDEA Casa de Cultura - Rua Bernardo Guimarães, 1200 - Funcionários
Ingresso: R$ 20,00 (Antecipado) | R$ 30,00 (Na hora)

Data: Sábado, 09/06/2018
Horário: 20 horas
Local: ECA - Espaço de Cultura e Arte - Rua Odilon Braga, 1190 - Mangabeiras
Ingresso: R$ 20,00 (preço único)

Informações e contato: (31) 99898-2459

Quarteto de Choro se apresenta no Espaço Horta no Potim


Para quem curte um bom chorinho, o espaço Horta no Potim, em Santa Tereza traz todas as sextas uma roda de choro com um grupo pra lá de importante: Túlio Araújo no pandeiro, Raissa Anastásia na flauta, Marcos Ruffato no bandolim eAndré Milagres no violão com um repertório de primeira e servido no melhor estilo. Programe-se.

Serviço
Chorinho no Espaço Horta no Potim
Data: 08 de junho
Horário: 19 horas
Local:Rua Mármore, 70
Couvert artístico:R$6,00

6 de junho de 2018

Choro Nosso recebe o trombonista Marcos Flávio na roda de Choro desta quinta.


O grupo Choro Nosso formado por Marcela Nunes (flauta), Silvio Carlos (violão) e Renato Muringa (cavaquinho)  recebe o trombonista Marcos Flávio Aguiar para a sua tradicional roda de choro, que acontece nesta quinta, a partir das 19 horas, no O Muringueiro. Programe-se.

SERVIÇO
Roda de Choro com o grupo "Choro Nosso" e o trombonista Marcos Flávio
Data: 06 de maio 2018 (quarta)
Horário: 19 horas
Local: O Muringueiro - Rua Juacema, 416 - Bairro da Graça
Entrada: R$10,00
Informações: (31) 99319-5525

5 de junho de 2018

CHORO POR ELAS



Nesta quarta, o grupo Choro por Elas, formado pelas musicistas Marcela Nunes  na flauta, Luísa Mitre no piano e Natália Mitre no pandeiro será a atração da noite no O Muringueiro. Elas recebem como convidado o violonista Lucas Telles e prometem uma noite imperdível com o melhor do Chorinho.

SERVIÇO
Roda de Choro com o grupo "Choro por elas"
Data: 06 de maio 2018 (quarta)
Horário: 19 horas
Local: O Muringueiro - Rua Juacema, 416 - Bairro da Graça
Informações: (31) 99319-5525

3 de junho de 2018

Festa no Interior: "Hora do Coroa" ao vivo, com Acir Antão e Clube do Choro de BH, acontece em Ribeirão das Neves.

O mês de junho começa animado, trazendo festejos com a participação especial do grupo de músicos do Clube do Choro de BH. A "Festa no Interior, evento promovido pelo Governo de Minas Gerais e CEMIG acontece no próximo dia 8 de junho, em Justinópolis - Ribeirão das Neves. 
A festa será comandada pelo grande comunicador e presidente do Clube, Acir Antão, que fará ao vivo o seu programa de rádio "Hora do Coroa". A programação é gratuita e acontece a partir das 20h30, na Praça da Matriz. Programe-se e leve toda a família.

SERVIÇO
Festa no Interior: Hora do Coroa ao vivo com Acir Antão e Clube do Choro de BH
Data: 8 de junho
Horário: 20h30
Local: Praça da Matriz - Justinóplis - Ribeirão das Neves
Entrada: gratuita

Clube do Choro de BH celebra com grande festa seus 12 anos de fundação, reafirmando a missão de promover a boa música brasileira.

Em almoço realizado no Automóvel Clube, o Clube do Choro de BH reuniu associados e convidados para celebrar seus 12 anos de fundação.
No domingo, 27 de maio, foi dia de festejar com os associados, amigos e amantes do chorinho, a bela história musical e muito, muito humana que o Clube do Choro de BH tem construído. 
O clube nasceu das reuniões no Bar do Bolão, localizado no bairro Padre Eustáquio, onde vários músicos, amadores e profissionais se reuniam semanalmente para uma animada roda. Em razão dessas reuniões, surgiu a ideia da fundação de um clube de choro em nossa cidade, fato que que se deu em 31 de maio de 2006, quando foi assinado o estatuto de fundação, em assembléia geral realizada na presença de 23 sócios fundadores.  E desde então, já se passaram 12 anos...

FESTEJANDO
Os salões do Automóvel Clube de Belo Horizonte foi o cenário escolhido para a música falar sobre a alegria e a amizade que cresceu ao longo do tempo. A diretoria atual do Clube de Belo Horizonte, tendo como Presidente o comunicador Acir Antão, recebeu associados, familiares, amigos e muitos convidados que compareceram ao evento para um delicioso almoço, uma grande roda de Choro e homenagens especiais que compuseram a programação.

Muita música e homenagens especias compuseram a programação.

12 ANOS DE LEGADO
Além de incentivar e possibilitar a associação de instrumentistas e amantes da boa música brasileira, o clube busca apoiar a formação de grupos musicais, além de divulgar o trabalho de seus associados e de diferentes espaços dedicados à promoção do Choro ao vivo.
Incentivando a pesquisa  e apoiando a publicação de obras audiovisuais e literárias, a associação contribui para o registro histórico e difusão teórica e prática do Choro. 
Mantendo uma agenda de participações em  grandes  eventos que agitam as praças, ruas e bares de todo o Estado, o trabalho de promoção artística e cultural realizado pelo Clube viabiliza a contratação de muitos instrumentistas e cantores, em sua maioria associados. 
Desta forma, ao longo da sua história que já ultrapassa uma década, o Clube do Choro de BH busca cumprir sua missão proposta pelos seus fundadores e mantê-la viva, através do dedilhado, da batida percussiva, do sopro afinado e da voz de cada  associado.

Viva o Choro , viva os 12 anos do Clube do Choro de BH!

Músicos associados se revesaram em uma grande roda de Choro.

A COBERTURA FOTOGRÁFICA DO EVENTO (Anderson Costa) VOCÊ PODE CONFERE AQUI.