30 de abril de 2014

"Liga do Choro" em "Sem Palavras", no Projeto Pizindin.

Liga do Choro. Foto: divulgação.
Na próxima segunda-feira, 05 de maio, às 20hs, a "Liga do Choro" se apresenta no "Projeto Pizindin-Choro no palco" com o show "Sem Palavras".
O grupo interpretará autores como Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, Joaquim Callado, Anacleto de Medeiros, Henrique Alves, Capitão Rangel e principalmente nosso mais influente músico e autor, o grande Pixinguinha. As composições escolhidas serão apresentadas ao público com arranjos e arregimentação original e algumas adaptações livres, além do improviso nas performances, marca primordial do gênero Choro. 
No palco se apresentam os músicos Paulo Thomaz (violino), André Coelho (flauta transversal), Ines Carvalho (clarineta) e Teresa Moura (pandeiro) ao lados dos convidados,  Humberto Junqueira (violão) e Danilo Alvim (piano), que proporcionarão ao público uma refinada interpretação com sonoridade camerística.
Os espetáculos do Projeto Pizindin se realizam às segundas-feiras, sempre às 20hs, com exceção da última segunda-feira de cada mês. 

SERVIÇO:
“Projeto Pizindin – Choro no Palco” apresenta: "Liga do Choro"
Data: 05 de maio de 2014
Horário: 20hs
Entrada: R$20,00 (inteira) R$10,00 (meia-entrada)
Ingressos vendidos no dia do show a partir das 19hs
Local: Conservatório UFMG – Av. Afonso Pena, 1534 – Centro BH/MG
Info: 3409-8300

FEIJOADA COM RODA DE CHORO COMEMORA O SUCESSO DO EVENTO "BRASIL CHORA WALDIR".


Músicos associados ao Clube do Choro em roda de Choro na Feijoaria. Foto: Nilson Cota
Ainda sob o impacto do sucesso obtido com a promoção do espetáculo Brasil Chora Waldir, apresentado na quarta-feira 23 de abril, no Cine Theatro Brasil Vallourec, edição comemorativa ao Dia Nacional do Choro, o Clube do Choro de Belo Horizonte reuniu, no domingo seguinte, dia 27, instrumentistas e intérpretes associados, convidados e parceiros do evento, num encontro também especial: uma Roda de Choro, com instrumentistas e intérpretes associados, músicos convidados e parceiros do evento, relembrando as fortes emoções vividas durante a semana.

 

Ao sabor de uma deliciosa feijoada self-service, aperitivos variados e cerveja geladinha, a Feijoaria recebeu mais de 80 pessoas, a maioria associados, em tarde super-agradável. O encontro foi prestigiado pelo diretor-presidente do BDMG Cultural, jornalista Washington Melo e senhora; Elizabeth Santos, de sua assessoria técnica; o presidente da empresa mineira recém-premiada internacionalmente Cervejaria Walls, Miguel Carneiro e senhora; e muita gente mais, sendo recepcionados pelo presidente Jonas Cruz, os diretores Lúcio Flávio Silva, Marcela Nunes e Hamilton Gangana e pelo comunicador Acir Antão, presidente do Conselho.



Bateram ponto na animada Roda de Choro os músicos Mozart, Renato Muringa, Mário de Castro, Zito, Zé Carlos, Ausier Vinicius, Luiz Guilherme, Geraldinho Alvarenga, Moacyr Fischer, dr. Savassi, Marcela Nunes, Camargo, Marcelão, Teco e a cantora associada Clélia Santos, que soltou o seu apreciado vozeirão em vários números, alternando com o grupo até o final da tarde.



Fotos: Nilson Cota

26 de abril de 2014

CHORO CARINHOSO





A noite de quarta-feira, 23 de abril de 2014, era diferente na praça Sete, centro de Belo Horizonte. Os relógios marcavam 20h30 e havia um certo burburinho na entrada do Cine-Theatro Brasil Vallourec. 
Muitas pessoas subiam a rampa rapidamente, à procura de seus lugares e algumas chegavam apressadas para tentar comprar ingressos, mal sabendo que estavam esgotados os mil assentos da nova casa para a apresentação daquela noite.
Ouve-se o terceiro sinal anunciando que o espetáculo estava começando e muita gente que gostaria de participar do evento comemorativo ao dia nacional do choro, infelizmente, ficou do lado de fora, lamentando. Nome do espetáculo: BRASIL CHORA WALDIR.
O Clube do Choro de Belo Horizonte foi muito feliz ao decidir comemorar mais um dia de aniversário de nascimento de Pixinguinha, prestando uma homenagem a dois ícones da música brasileira, os consagrados cavaquinistas Waldir Azevedo e Waldir Silva, com o espetáculo Brasil Chora Waldir, num local nobre e recém-inaugurado. Instrumentistas e intérpretes associados ao Clube e alguns músicos convidados emocionaram a plateia que os aplaudiu de pé e encerrou o encontro cantando em coro o Carinhoso, de Pixinguinha, eleita a melhor música do século passado. Foi emocionante, muitos choraram.
Vale registrar que o Brasil Chora Waldir só foi possível ser realizado graças ao apoio decisivo do Cine-Theatro Brasil Vallourec, do jornal Estado de Minas, BDMG Cultural, da Rede Minas (que gravou a audição e vai colocá-la no ar) e também da Rádio Itatiaia, através dos programas de seu comunicador Acir Antão, fundador e um dos dirigentes do Clube do Choro de Belo Horizonte.
Resta-nos uma certeza e a alegria de que no ano que vem tem mais.

Hamilton Gangana
Diretor de Comunicação - Clube do Choro de BH  

CONFIRA ABAIXO  FOTOS DESTA BONITA FESTA.

Músicos associados e convidados, na grande festa do Choro. Da esquerda para a direita: Marcelo Batista, Mário de Castro, Marcos Flávio, Catherine Carignan, Marcela Nunes, Dudu Braga, Mozart Secundino, Paulinho Pedra Azul, Zé Carlos, Clélia Santos, Lígia Jacques, Babaya, Ivan Cunha, Carlos Walter, Renato Muringa, Lucas Ladeia, Lucas Telles, Camargo, Luiz Guilherme. Foto: Nilson Cota

 Paulinho Pedra Azul, Renato Muringa, Acir Antão, 
Ausier Vinícius, Clélia Santos e Camargo, Dudu Braga, 
Lígia Jacques e Zé Carlos, Luiz Guilherme. Fotos: Nilson Cota.






25 de abril de 2014

CHORO EM TRIO ENCERRANDO O MÊS NO "CAFÉ COM MÚSICA".

No dia 30 de abril, o projeto CAFÉ COM MÚSICA traz o trio instrumental formado por Sílvio Carlos (violão de sete cordas), Warley Henrique (cavaquinho) e Ricardo Acácio (percussão). Tendo o Choro como destaque, o grupo apresenta composições autorais e de músicos consagrados. A apresentação tem entrada gratuita e começa às 19h30, no Café do Palácio das Artes.


Silvio Carlos começou a estudar violão popular com Pedro de Caux, em Itabira (MG) e violão clássico com os professores Nelson Piló, Agostinho Bob e José Lucena (Belo Horizonte). Desde 1978, Silvio se dedica ao estudo do violão de 7 cordas e sua aplicação no choro brasileiro. Fundou o grupo Flor de Abacate, do qual é integrante, diretor musical e arranjador. Realiza extensa pesquisa sobre a música instrumental brasileira, com destaque para o choro. Discografia: *Flor de Abacate – Grupo Flor de Abacate. *Batuque – Grupo Flor de Abacate. *Belini Andrade e Grupo Flor de Abacate interpretam músicas de Belini Andrade.

Warley Henrique
Considerado pela crítica especializada um dos instrumentistas mais brilhantes da nova geração em Minas Gerais, Warley Henrique nasceu em Belo Horizonte e começou a tocar cavaquinho aos 15 anos. A ideia era formar um grupo de pagode, mas a admiração pela música instrumental logo aflorou, quando teve contato com o CD do instrumentista Waldir Azevedo. Músico autodidata, passou a frequentar bares onde acompanhava rodas de samba e choro. Quando completou 18 anos, conquistou prêmios como o BDMG Instrumental e o Jovem Instrumentista.



Foto: Frederico Haika
Ricardo Acácio
O percussionista Ricardo Acácio é licenciado pela Escola de Música da Universidade Estadual de Minas Gerai e é músico atuante desde o ano de 1998, que se destaca, sobretudo, por sua polivalência com o pandeiro. Já acompanhou vários artistas em evidência na cena nacional como Wagner Tiso, Toninho Horta, Juarez Moreira, Arthur Maia, Martinho da Vila, Dona Ivone Lara, Carlinhos Brown, Arlindo Cruz, Vander Lee, Hamilton de Holanda, Yamandu Costa, entre outros.

SERVIÇO:
Evento: Café com Música
Data: 30 de abril, quarta.
Horário: 19h30
Local: Café do Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro - BH)
Classificação etária: Livre
Informações: (31) 3236-7400

23 de abril de 2014

É HOJE!

Waldir Silva e Waldir Azevedo em charge do Cartunista Quinho -  Jornal Estado de Minas

"BRASIL CHORA WALDIR", o espetáculo que acontece hoje, em comemoração ao Dia Nacional do Choro, terá participação de sócios do Clube do Choro de Belo Horizonte e convidados, que tocarão em homenagem aos mestres Waldir Silva e Waldir Azevedo. 

O carioca Waldir Azevedo (1923-1980) foi um dos grandes cavaquinistas brasileiros, tendo escrito o sucesso 'Brasileirinho', tema que eternamente remeterá a quase qualquer assunto ligado ao Brasil, além de outras composições bastante conhecidas, a exemplo de 'Delicado' e 'Pedacinho do céu'. Já o xará mineiro, Waldir Silva, nasceu em Bom Despacho e construiu sua carreira em Belo Horizonte, onde tocou praticamente até morrer, em setembro passado, aos 80 anos. Também fluente no bolero e no samba-canção, escreveu 'Telegrama musical', seu grande sucesso.

As características dos homenageados são bem definidas por Jonas Cruz, presidente do Clube do Choro de Belo Horizonte: “Os dois compositores só tem coincidências”. Para ele, foram dois grandes cavaquinistas, compositores e intérpretes, além de boas pessoas. “O Azevedo eu não conheci, mas li muito sobre ele. O Silva fundou o clube conosco e sempre deu muito força para os músicos que estão começando”, completa. 
Cruz, que se lembra de ver Waldir tocando semanalmente até poucos meses antes de sua morte, acredita que o cavaquinista mineiro poderia ter alcançado prestígio ainda maior: “As composições dele não ficaram tão conhecidas porque ele tocava de tudo para viver. Para animar bailes, tocava mais outros gêneros do que o choro. Se não tivesse trilhado esse caminho, a obra dele seria muito maior do que é”.
Na avaliação dele, as músicas que o amigo escreveu são caracterizadas pelas emoções que despertam. “É uma música com muito sentimento. Ele não fez músicas tão alegres, a maioria foi escrita em tom menor”, observa. Algumas delas foram dedicadas a amigos músicos. Silva, que foi funcionário dos Correios, lançou quase 30 discos.
O espetáculo acontece às 20h30, no Cine Theatro Brasil Vallourec, com instrumentistas, intérpretes associados e convidados do Clube do Choro de BH e apresentação de Acir Antão. Apoio do Estado de Minas, BDMG Cultural e Rede Minas.

SERVIÇO
"Brasil Chora Waldir"- Show comemorativo do Dia Nacional do Choro. 
Hoje, às 20h30.
Cine Theatro Brasil Vallourec (Rua dos Carijós, 258, Praça Sete, Centro). 
Ingressos: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada), 
à venda no local (a bilheteria fica na Avenida Amazonas, 315) e pelo site www.ingresso.com. 
Informações: (31) 3201-5211 e (31) 4003-2330.

20 de abril de 2014

TUDO PRONTO. "BRASIL CHORA WALDIR" É NA PRÓXIMA QUARTA.

Já está tudo pronto para o evento que comemorará, na próxima quarta-feira, o dia nacional do Choro. Nesta edição, a homenagem é direcionada a dois mestres da MPB: os cavaquinistas Waldir Azevedo e Waldir Silva. O show "Brasil Chora Waldiracontece às 20h30, no Cine Theatro Brasil Vallourec. 


Músicos associados ao Clube do Choro de Belo Horizonte e convidados interpretarão obras dos mestres homenageados. No palco estarão Zé Carlos (cavaquinho), Renato Muringa (cavaquinho), Lucas Ladeia (cavaquinho), Luiz Guilherme (cavaquinho), Ausier Vinícius (cavaquinho), Dudu Braga (cavaquinho), Lígia Jacques (voz), Clélia dos Santos (voz), Ivan Cunha (voz), Babaya (voz), Paulinho Pedra Azul (voz), Lucas Telles (violão de 7), Carlos Walter (violão de 6), Hélio Pereira (bandolim), Camargo (pandeiro) e os instrumentistas convidados Mozart (violão de 6) e Zito (pandeiro). A apresentação fica por conta de Acir Antão.
Brasil Chora Waldir tem direção musical de Marcela Nunes, arranjos de Geraldinho Alvarenga e direção geral de Túlio Mourão.
Não perca! Os ingressos já estão à venda na bilheteria do teatro.

Serviço
Brasil Chora Waldir – Celebração do dia nacional do choro
Data: 23 de abril
Horário 20h30
Local: Cine Theatro Brasil Vallourec (Rua dos Carijós 258, Centro – BH / MG)
Ingressos: R$10 (inteira)


19 de abril de 2014

Siricotico celebra o Dia Nacional do Choro no "Café com música".

Siricotico - Foto: divulgação
No dia 23 de abril, Dia Nacional do Choro, o  projeto Café com Música traz ao palco o Grupo Siricotico. Formado por Felipe Bastos (pandeiro), Francisco Bastos (cavaquinho), Humberto Junqueira (violão 7 cordas) e Marcos Frederico (bandolim) o grupo tem o intuito de divulgar, ampliar e valorizar o repertório de choro e está no cenário desde 2002. 
Com um CD lançado em 2009, dedicado a obra do compositor Francisco Mário, o Siricotico já foi finalista dos Prêmios Nabor, BDMG Instrumental e Telemig Celular de Música.
O evento acontece às 19h30, no Café do Palácio das Artes, com entrada gratuita.


Evento: Café com Música
Data: 23 de abril, quarta
Horário: 19h30
Local: Café do Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro - BH)
Classificação etária: Livre
Informações: (31) 3236-7400

17 de abril de 2014

Inconfidência FM estreia "O Choro é Livre", programa dedicado ao Chorinho.

A Rádio Inconfidência FM 100,9 - Brasileiríssima estreou em março, o programa O Choro é Livre, dedicado exclusivamente ao chorinho.
O programa apresentado por Amir Francisco tem roteiro variado, incluindo novos e tradicionais choros, além de contar, em pequenas pílulas, sua história, evolução, seus compositores e dos novos artistas e grupos (mineiros e brasileiros) que se dedicam a esse genuíno ritmo brasileiro.

O Choro é Livre vai ao ar todos os domingos, das 19h às 20h, nas ondas da Rádio Inconfidência FM 100,9, e pela rádio online.

16 de abril de 2014

Chorões & Cia toca "Chorinho - pro que der e vier", em Tiradentes.


A bela e pitoresca cidade de Tiradentes, em Minas Gerais terá uma atração a mais durante a celebração da Semana Santa. O Grupo Chorões & Cia fará apresentações nos dias 17 a 20 de abril, no Bar Espaço Cultural Conto de Réis. 
No palco: José Carlos e Vinicius Mariano (cavaquinho), João Neto (flauta), Fernando César (violão de 7 cordas) e Carlos Boëchat (Pandeiro) levam ao público o melhor do choro com o show: "Chorinho - pro que der e vier". 

SERVIÇO:
Chorões & Cia em: "Chorinho - pro que der e vier".
Data: 17,18,19 e 20 abril 2014
Horário: 20 horas
Local: Conto de Réis Bar Espaço Cultural ( Largo das Forras, 62 - Centro Histórico - Tiradentes/MG
Informações: (31) 9984-6052


15 de abril de 2014

Confira: "Brasil Chora Waldir" é destaque de hoje no Caderno "Divirta-se" do Jornal Estado de Minas.


CONCORRA A INGRESSOS PARA O SHOW "BRASIL CHORA WALDIR"


No dia nacional do choro, 23 de abril, o Clube do Choro de Belo Horizonte e o BDMG Cultural apresentarão o show 'Brasil Chora Waldir'. 

Participe da promoção do portal UAI e concorra a ingressos.

Resultado: 17/04/2014
Clique aqui, leia o regulamento e participe.

12 de abril de 2014

"Café com música" apresenta: Sarau Brasileiro.

O projeto "Café com música" recebe o grupo Sarau Brasileiro na próxima quarta, 16 de abril. O show traz um repertório formado por composições autorais e de autores consagrados, porém, pouco conhecidos. O show tem início às 19h30, no Café do Palácio das Artes.
Formado por Cícero (acordeon), Frederico (pandeiro), Geraldo Alvarenga (violão 6 cordas), Geraldo Magela (violão 7 cordas),  Hélio Pereira (bandolim), Juliana D´Ávila (flauta) e Robson (cavaquinho), o Sarau Brasileiro surgiu no final da década de 80. O primeiro CD foi intitulado “Sarau Brasileiro Interpreta Geraldinho Alvarenga”, e lançado em dezembro de 2001. O grupo participou também das gravações dos CD’s “As Estações do Homem” (1997) e “Samba Canção” (1999) do cantor e compositor Paulinho Pedra Azul, e do CD “Isto é Seresta” (1995) do músico Waldir Silva que foi, inclusive, indicado para o Prêmio Sharp. O show tem entrada gratuita.

Evento: Café com Música
Data: 16 de abril, quarta
Horário: 19h30
Local: Café do Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro - BH)
Classificação etária: Livre
Informações: (31) 3236-7400

10 de abril de 2014

"Trombones que choram": Coral de Trombones e Tubas da UFMG se apresenta no Projeto Pizindin.

Coral de Trombones e Tubas da UFMG - Foto: divulgação.

Nas apresentações do mês de abril, o Projeto Pizindin - Choro no Palco homenageia o grande Pixinguinha e na segunda, 14 o Coral de Trombones da UFMG faz um concerto especial dentro das comemorações. A orquestra terá o acompanhamento luxuoso do grupo base do Clube do Choro de Betim. Os componentes são alunos, ex-alunos e trombonistas da extensão da Universidade Federal de Minas Gerais.

O Coral de Trombones e Tubas da UFMG vem, desde 2001, cumprindo papel decisivo na formação dos Trombonistas e Tubistas da Escola de Música da UFMG. Grupo de caráter extensivo, abarca alunos de outras instituições, ex-alunos e músicos de uma forma geral, já que é aberto a participações de alunos da classe de regência, percussão além da classe de Trombone/Tuba. O Coral de Trombones e Tubas da UFMG têm como Coordenador o Prof. Marcos Flávio Aguiar Freitas.
Um grupo instrumental, de rara expressividade e sonoridade musical, atualmente vinculado ao programa de extensão Grandes Grupos Instrumentais da Escola de Música da UFMG, tem atuado com base nos fundamentos da extensão universitária, interferindo positivamente na formação do aluno, na qualificação do professor e no intercâmbio com a sociedade, proporcionando ao público música de alta qualidade artística.

Os espetáculos se realizam às segundas-feiras, sempre às 20hs, com exceção da última segunda-feira de cada mês. O “Projeto Pizindin – Choro no Palco” é realizado pelo Conservatório UFMG.

SERVIÇO:
“Projeto Pizindin – Choro no Palco” apresenta: "Trombones que Choram" * Coral de Trombones e Tubas da UFMG
Data: 14 de abril de 2014
Horário: 20hs
Entrada: R$20,00 (inteira) R$10,00 (meia-entrada)
Ingressos vendidos no dia do show a partir das 19hs
Local: Conservatório UFMG – Av. Afonso Pena, 1534 – Centro BH/MG
Info: 3409-8300

9 de abril de 2014

'Minas ao Luar' apresenta Grupo Flor de Abacate, em Ipatinga.


Valorizando a música e as tradições de nossa terra, o Sesc prossegue com a itinerância de seus projetos culturais. Em 12 de abril, o Minas ao Luar vai a Ipatinga, no Vale do Aço, e leva o grupo Flor de Abacate. A apresentação será às 21h, no Parque Ipanema. A entrada é gratuita

MINAS AO LUAR
Minas Gerais tem uma tradição musical e cultural muito forte. Pensando na valorização das manifestações artísticas do Estado e na formação de público, o Sesc leva shows musicais ao ar livre, em ruas, praças e coretos, por meio do Minas ao Luar. As apresentações são sempre abertas ao público.
Desde a primeira edição, realizada em Diamantina, o Minas ao Luar realizou 590 apresentações nas praças e ruas de mais de 200 municípios, dentro e fora de Minas, contabilizando um público superior a 2 milhões de espectadores. Em 2012, o projeto do Sesc passou a realizar duas apresentações por semana, em diferentes cidades mineiras, somando, aproximadamente, 60 apresentações por ano.

FLOR DE ABACATE
O Grupo Flor de Abacate vem desenvolvendo um trabalho pioneiro em Minas Gerais, de pesquisa, estudo e divulgação da música instrumental brasileira, com destaque para o choro. Composto por músicos mineiros, com formação popular e acadêmica, o grupo se destaca pela interpretação e arranjos inusitados de composições próprias e de autores, como Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Astor Piazzolla, Anacleto de Medeiros, Villa-Lobos, Ernesto Nazareth, Tom Jobim, Edu Lobo, dentre outros.


SERVIÇO:
Minas ao Luar com Grupo Flor de Abacate
Data: 12 de abril 2014
Horário: 21 horas
Local:  Parque Ipanema - Ipatinga - MG
Entrada: gratuita

5 de abril de 2014

CHORO NOSSO NO "CAFÉ COM MÚSICA" .

Grupo Choro Nosso - Foto: divulgação.
No dia 9 de abril, o projeto "Café com Música" recebe o grupo Choro Nosso. O público poderá conferir clássicos de importantes chorões mineiros, como Waldir Silva, Geraldinho Alvarenga, Ausier Vinícius e Tião do Bandolim, além de trabalhos autorais dos integrantes. O show começa às 19h30, no Café do Palácio das Artes, com entrada gratuita.

Idealizado pelos músicos e compositores Renato Muringa (cavaquinho e bandolim) e Marcela Nunes (flauta transversal) e formado por Agostinho Paoulucci (violão 7 cordas) e Daniel Guedes (pandeiro), o Choro Nosso divulga desde 2012 o choro produzido em Minas Gerais, com composições próprias e clássicos de grandes nomes da música mineira. Recentemente, o grupo recebeu o Prêmio Funarte de Concertos Didáticos.

Evento: Café com Música
Data: 09 de abril, quarta
Horário: 19h30
Local: Café do Palácio das Artes (Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro - BH)
Classificação etária: Livre
Informações: (31) 3236-7400

2 de abril de 2014

Com o espetáculo "Brasil Chora Waldir", Clube do Choro de BH celebra dia nacional do choro e homenageia nossos Waldirs.


O Clube do Choro de Belo Horizonte, com apoio do BDMG Cultural, da TV Minas e do Jornal Estado de Minas, apresentará o show Brasil Chora Waldir, dia 23 de abril, às 20h30, no Cine Theatro Brasil Vallourec. O evento comemorará o dia nacional do choro, que destaca, nesta edição, dois mestres da MPB, Waldir Azevedo e Waldir Silva. A data, celebrada em todo o país, é uma homenagem ao nascimento de Pixinguinha, figura marcante do cenário musical, em especial do choro.
Músicos associados ao Clube do Choro e convidados interpretarão obras destes cavaquinistas que são referências da música no país. Waldir Azevedo, pioneiro no gênero, revelou as potencialidades do instrumento em suas apresentações e composições, como Brasileirinho e Delicado, divulgando a música popular brasileira pelo país e exterior. 
Companheiro de nome e profissão, Waldir Silva é contemporâneo à trajetória de seu “xará”. Suas apresentações em bailes por todo o Brasil difundiram o seu trabalho e dedicação. A composição Telegrama Musical é uma de suas principais obras dentre os mais de 20 discos lançados.
Além de suas composições, nossos Waldirs deixaram um legado musical que inclui a paixão pela música, especialmente o choro, que será revelado pelos solistas Zé Carlos (cavaquinho), Renato Muringa (cavaquinho), Lucas Ladeia (cavaquinho), Luiz Guilherme (cavaquinho), Ausier Vinícius (cavaquinho), Dudu Braga (cavaquinho), Lígia Jacques (voz), Clélia dos Santos (voz), Ivan Cunha (voz), Babaya (voz) e Paulinho Pedra Azul (voz). 
Para acompanhá-los, os músicos Lucas Telles (violão de 7), Carlos Walter (violão de 6), Hélio Pereira (bandolim), Camargo (pandeiro) e os instrumentistas convidados Mozart (violão de 6) e Zito (pandeiro). Brasil Chora Waldir terá direção musical de Marcela Nunes, arranjos de Geraldinho Alvarenga e direção geral de Túlio Mourão. 
O Clube do Choro de Belo Horizonte foi oficializado em 2006, mas suas reuniões nas mesas do Bar do Bolão, no bairro Padre Eustáquio, datam de 1993. Dentre as suas principais atividades estão o apoio e a divulgação de instrumentistas e intérpretes que se dedicam ao estudo e apresentações de choro. Semanalmente, seus associados e admiradores se encontram em bares e espaços voltados para o gênero musical. 
Atualmente, o clube reúne 70 associados. Muitos de seus integrantes fazem parte de grupos como o Flor de Abacate, Choro de Minas, Duo 13 Cordas, Quem não chora não mama, Toca de Tatu, Turma da velha Guarda, Sarau Brasileiro, Pão de Queijo, BH Choro, Siricotico, Choro Nosso, Boca de Siri e Chorões & Cia e Piolho de Cobra. Porém, para participar do Clube do Choro de Belo Horizonte não é necessário ser músico, apenas gostar da boa música brasileira.

Serviço
Brasil Chora Waldir – Celebração do dia nacional do choro
Data: 23 de abril
Horário 20h30
Local: Cine Theatro Brasil Vallourec (Rua dos Carijós 258, Centro – BH / MG)
Ingressos: R$10 (inteira)