28 de junho de 2013

A Fundação Clóvis Salgado e o Instituto Cultural Sérgio Magnani divulgam o Edital de seleção de candidatos para o projeto “Grupo de Choro Palácio das Artes”.

A Fundação Clóvis Salgado e o Instituto Cultural Sérgio Magnani divulgam o Edital de seleção de candidatos para o projeto “Grupo de Choro Palácio das Artes”. As inscrições podem ser feitas entre os dias 01 e 04 de julho, via correio ou presencialmente. As provas acontecem nos dias 05 e 06 de julho. Maiores informações podem ser obtidas acessando o link: http://fcs.mg.gov.br/banco-de-noticias/edital-selecao-de-musicos-para-o-grupo-de-choro-palacio-das-artes/


Grupo de Choro Palácio das Artes em apresentação comemorativa aos 5 anos de sua formação . Foto: Divulgação

Formado em 2007 como projeto do Curso de Música do Centro de Formação Artística da Fundação Clóvis Salgado (Cefar), o Grupo de Choro Palácio das Artes integra a política do Governo do Estado de fomento e promoção de jovens talentos, alunos e ex-alunos realizada pela Fundação Clóvis Salgado.
Com um repertório de choro de alto nível, valorizando este gênero marcante da música brasileira, o grupo já realizou mais de 60 concertos na Capital , RMBH e interior do Estado de MG. 
Tendo como coordenadora, a professora do Cefar Marilene Trotta, a elaboração de arranjos pelo Grupo de Choro possibilita a criação de uma linguagem própria bastante peculiar, permitindo que os jovens integrantes desenvolvam sua capacidade técnica, sua habilidade de criação e interpretação de um estilo brasileiro nacional e internacionalmente reconhecido pela riqueza e diversidade.

25 de junho de 2013

O PROJETO DOMINGO NA FEIRA DO CONSERVATÓRIO UFMG APRESENTA CHORÕES E CIA.

Grupo Chorões e Cia - Foto Lilian Macedo.

No próximo domingo, 30 de junho, o grupo Chorões e Cia se apresenta às 10 horas, no Conservatório UFMG. A apresentação acontece dentro do projeto "Domingo na Feira" que é realizado no último domingo de cada mês e divulga a produção cultural da Grande Belo Horizonte, trazendo à capital grupos musicais das cidades vizinhas. O palco é montado nos jardins do Conservatório, localizado em frente à feira de artesanato da Av. Afonso Pena.

O grupo CHORÕES & CIA é formado pelos chorões, José Carlos Choairy no cavaquinho, Munir no pandeiro, Mozart Secundino no violão 6 cordas, Wagner Andrade no violão 7 cordas e Waldir Silva que se apresenta com seu “Cavaquinho de Ouro” e cantando algumas canções.
Este grupo foi formado por José Carlos Choairy para arregimentar músicos para apresentações diversas. Individualmente, também integram, há doze anos, os grupos dos Projetos Minas ao Luar, Seresta ao Pé da Serra e Canta Brasil, com os quais viajam por todo o estado de Minas Gerais. Participam também, como sócios fundadores, do CLUBE DO CHORO DE BELO HORIZONTE.
Já se apresentaram em diversos, bares, restaurantes e teatros incluindo o Grande Teatro do Palácio das Artes, no Projeto Pizindin – Choro no Palco no Conservatório UFMG e no “Circuito Cultura e Arte do Comida di Buteco 2011", em Belo Horizonte.

SERVIÇO:
Data: 30 de junho de 2013
Horário: 10hs 
Local: Conservatório UFMG – Av. Afonso Pena, 1534 – Centro BH/MG 
Entrada: acesso livre
Info: 3409-8300




22 de junho de 2013

A PIANISTA, LUÍSA MITRE É A ATRAÇÃO DO PRÓXIMO CONCERTO DA OAP, NO CONSERVATÓRIO.

Luísa Mitre - Foto: Antônio Carlos Freitas Júnior

A série Concertos de Outono 2013 da OAP - Organização dos aposentados e pensionistas da Universidade Federal de Minas Gerais, apresenta na próxima sexta, 28 de junho, a pianista Luisa Mitre, com o concerto "Piano Brasileiro". A apresentação acontece no conservatório UFMG às 19h30 , com entrada franca. 
No repertório, Luisa Mitre executará composições de autores brasileiros, de distintas épocas e influências. O programa inclui: Atraente e A corte na Roça (Chiquinha Gonzaga); Apanhei-te cavaquinho e Escorregando (Ernesto Nazareth); Canhoto e Maneirando (Radamés Ganattalli); Imagina (Tom Jobim e Chico Buarque); Um anjo nasce (André Mehmari); Obsession (Gilson Peranzzetta), Curumim (Cesar Camargo Mariano); Choro do Adeus (Nelson Ayres); Choro de mãe (Wagner Tiso); Maracatu e Baião malandro (Egberto Gismonti).


LUÍSA MITRE é aluna do Bacharelado em Música Popular na UFMG, com habilitação em piano, sob orientação do professor Cliff Korman. 
Sua carreira inclui  diversas atuações como musicista e arranjadora.  Integrou a Big Band do Palácio das Artes por dois anos e faz parte da Geraes Big Band (UFMG) como pianista, desde 2011.   Atua  junto ao Trio Amaranto, tendo participado da gravação de seu último CD, "Quarto Azul" , como acordeonista e arranjadora em algumas faixas do disco, e pianista e diretora musical no show "Chique Chiquinhas", da cantora Lígia Jacques. 
Foi vencedora do primeiro concurso "Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica de Minas Gerais", promovido pela OSMG em 2010, onde obteve como premiação a apresentação de um concerto junto a  orquestra, no Grande Teatro do Palácio das Artes. Atuou também na montagem e execução de trilhas sonoras teatrais, vários apresentações como pianista solo em projetos musicais tais como “Jovem Músico BDMG”,  "Projeto Segunda Musical", promovido pela Assembléia Legislativa de Minas Gerais, "Festa da Música", "Prata da Casa", "Quarta cultural", "Feira Tom Jobim", "Para Todos",  "Pizindin - Choro no Palco", "VivaMúsica UFMG",  "Curta! Som - Sesc Palladium" e "Savassi Jazz Festival". 
Luísa Mitre é integrante de grupos de choro e de música instrumental brasileira em Belo Horizonte, como o "Toca de Tatu", com o qual acaba de lançar seu primeiro CD "Meu amigo Radamés".

SERVIÇO:
Concertos de Outono 2013 da OAP/UFMG apresenta: Luísa Mitre em "Piano Brasileiro".
Data: 28 de junho de 2013
Horário: 19h30
Local: Conservatório UFMG – Av. Afonso Pena, 1534 – Centro BH/MG
Entrada:  A entrada é gratuita, mas é preciso reservar o lugar pelo telefone 3409-4505.



12 de junho de 2013

CHORO É ATRAÇÃO NA ABERTURA DO 23º ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO DAS UNIVERSIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA, NO CONSERVATÓRIO UFMG.

A abertura do 23º Encontro da Associação das Universidades de Língua Portuguesa aconteceu no último domingo, 9 de junho em solenidade no Conservatório UFMG, onde os congressistas foram recebidos com uma audição de Choro, executada por músicos associados ao Clube do Choro de Belo Horizonte. 
A apresentação se deu a partir de um honroso convite do Reitor da UFMG, Clélio Campolina Diniz e foi permeada por um roteiro que levou aos presentes,  além da execução sonora de clássicos do gênero, uma rápida história da mais típica música brasileira.

O roteiro da apresentação foi contextualizado do Sec. XIX até os dias atuais, destacando o abrasileiramento dos ritmos europeus, a influência de acontecimentos e  fatos sociais marcantes, a incorporação de ritmos afro-brasileiros como o batuque e o lundu, a consolidação e a inserção de instrumentos nativos como cavaquinho, flauta, violão, o pandeiro, o trombone e o clarinete. Compositores, instrumentistas e cantores como Joaquim Callado, Chiquinha Gonzaga, Ernesto Nazareth, Pixinguinha, Carmem Miranda, Sílvio Caldas, Radamés Gnatalli, Garoto, Dino 7 Cordas, Dilermando Reis, Mozart Bicalho, Jacob do Bandolim, Conjunto Época de Ouro, Luciana Rabello e Cesar Pinheiro  foram lembrados por sua importância e contribuição no desenvolvimento do Choro, através dos tempos.
Na audição se apresentaram os músicos associados:  Luiz Otávio Savassi (Mestre de Cerimônia e Pandeiro), Hélio Pereira (Bandolim), Ivan Cunha Melo (Canto), Lucas Telles (Violão 7 Cordas), Luiz Guilherme Barbosa (Cavaquinho), Marcela Nunes (Flauta), Marcelo Ribeiro Batista (Trombone) e Oszenclever Camargo (Pandeiro).  Para esta cerimônia, o Clube de Choro de BH convidou, em particular, seus associados egressos de Universidades de Língua Portuguesa que, através de livros, dissertações e atividades associativas, vêm colaborando no processo de institucionalização do Choro. Muitos deles são interdisciplinares e incursionam pelo universo da Música, da Engenharia, da Educação Física, do Direito, da Literatura e da Medicina. 

Na ocasião, através de sua diretoria também presente, O Clube do Choro anunciou que  planeja apresentar em breve, possivelmente já no segundo semestre deste ano, a História do Choro Brasileiro em capítulos. Esse projeto promoverá audições musicais ao vivo, com apresentações abertas ao público, incluindo pesquisa, roteiro, produção e execução a cargo de músicos, instrumentistas e cantores associados.
Aguardem.

9 de junho de 2013

TEM “QUATRO NA RODA" NESSA SEGUNDA, 10 DE JUNHO, NO CONSERVATÓRIO UFMG.

4 NA RODA : Lucas Vioti Chiari, Analu Braga, Cristiano Vianna e Eduardo Macedo. Foto: Julia Bianchi Zavagli.

Nessa segunda-feira, 10 de junho de 2013 às 20hs, o grupo Quatro na Roda apresenta o show “QUATRO NA RODA - CHOROS, VALSAS e MAXIXES”,  no Projeto Pizindin - Choro no Palco.
O grupo reúne músicos atuantes na cena musical de Belo Horizonte, a fim de apresentar o repertório da música popular produzida no Brasil, desde os anos 1920 até os dias atuais, contemplando além do samba, gêneros afins como o choro-canção, a marcha-rancho, o maxixe, o afoxé, o baião, o afro-samba, dentre outros. Dentro dessa variedade rítmica e da riqueza do cancioneiro brasileiro, o Quatro na Roda, a partir de um trabalho de pesquisa histórico-fonográfica, procura fazer uma seleção musical que resulte numa unidade e ao mesmo tempo represente a sonoridade buscada por cada um de seus componentes. 
Integram o grupo:
Cristiano Vianna - Violão de sete cordas e voz .
Violonista e compositor, foi um dos fundadores do grupo Copo Lagoinha, em 1998, com o qual se apresentou ao lado de artistas como Nei lopes, João Nogueira e Walter Alfaiate. Morou seis anos na Europa onde participou de vários projetos musicais em Madri, Barcelona e Paris. Em Barcelona gravou o CD Alma Brasileira, em 2011.
Du Macedo - Cavaquinho e voz .
Integrante do grupo Corta Jaca e também um dos fundadores do grupo Copo Lagoinha, já se apresentou como cavaquinista na França, Espanha e Portugal. Tocou com artistas como Nelson Sargento, Amaranto, Marina Machado, Babaya e Dona Jandira.
Analu Braga - Percussão e voz.
Analu já se apresentou ao lado de nomes como Elza Soares, Wander Lee e Wilson das Neves. Tocou em diversos países, entre eles, Cuba, Argentina, França, Espanha, Portugal e Bulgária. Participa de shows e gravações em Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador e Porto Alegre.
Lucas Viotti - Acordeon e voz.
Acordionista, cresceu ao lado dos maiores mestres brasileiros desse instrumento, tornando-se um pesquisador frenético da cultura nordestina. Estudou com grandes instrumentistas, entre eles, Eugênio Aramune e Luiz Felipe Camargos. Em 2002 gravou o DVD Valencianas, ao lado do grande Alceu Valença. Atualmente integra os grupos Baião Caçula, Quatro na Roda e do cavaquinista Warley Henrique.

Desde 2012, as apresentações musicais do "Projeto Pizindin - Choro no Palco" são dedicadas a um compositor ou tema trazendo ao público um pouco da história de cada homenageado e do Músico ou Grupo.

SERVIÇO:
“Projeto Pizindin – Choro no Palco” apresenta: “QUATRO NA RODA - CHOROS, VALSAS e MAXIXES”
Data: 10 de junho de 2013
Horário: 20hs
Local: Conservatório UFMG – Av. Afonso Pena, 1534 – Centro BH/MG
Entrada: R$15,00 (inteira) R$7,00 (meia-entrada)
Ingressos vendidos no dia do show a partir das 19hs
Info: 3409-8300  

Fonte: Divulgação Projeto Pizindin.

8 de junho de 2013

IMPERDÍVEL: LUCAS TELLES FAZ SHOW COMEMORATIVO DO XIII PRÊMIO BDMG INSTRUMENTAL.


Comemorando a premiação recebida no último mês de maio (leia mais), Lucas Telles abre a turnê com show nesta terça-feira, em Belo Horizonte.

Serviço:
Teatro José Aparecido de Oliveira - Teatro da Biblioteca Pública Estadual
Praça da Liberdade 21 – Belo Horizonte
Data: 11 de junho de 2013 (terça-feira)
Horário: 20 horas
Acesso gratuito
Classificação Livre

6 de junho de 2013

Regional Choro Nosso recebe o "Prêmio FUNARTE de Concertos Didáticos" levando o Choro para alunos da Rede Pública de Ensino.

CHORO NOSSO - Daniel Guedes, Marcela Nunes, Agostinho Paolucci e Renato Muringa - Foto: Hortência Abreu.

O CHORO NOSSO, projeto de pesquisa, valorização e difusão do Choro mineiro, idealizado pelos músicos e compositores Renato Muringa e Marcela Nunes - membros associados ao Clube do Choro de Belo Horizonte, acaba de ser selecionado para o PRÊMIO FUNARTE DE CONCERTOS DIDÁTICOS 2013. 
Com o projeto "CHORO NOSSO APRESENTA CHORO NA ESCOLA", o grupo recebeu esta importante e disputada premiação de âmbito nacional e fará 6 concertos didáticos em escolas da rede pública de Belo Horizonte, ainda este ano. As apresentações incluirão a execução do repertório de Choros consagrados de Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Valdir Azevedo e Zequinha de Abreu e Choros dos compositores mineiros Belini Andrade, Geraldinho Alvarenga, Renato Muringa, Marcela Nunes e Agostinho Paolucci. Além da execução das obras, o grupo ainda promoverá um diálogo com o público, apresentando características do gênero, seus principais instrumentos, intérpretes e compositores, com o objetivo de aproximar, divulgar e difundir o Choro junto à comunidade escolar. " Esperamos desta forma contribuir também para a formação de uma escuta musical mais crítica por parte dos alunos" , acrescenta Renato Muringa.

O GRUPO
Além de Marcela Nunes (flauta transversal) e Renato Muringa (violão, cavaquinho e bandolim), integram o Choro Nosso, os músicos Agostinho Paolucci (violão) e Daniel Guedes (percussão).
O show de inauguração do trabalho ocorreu dentro do Projeto Pizindin, no Conservatório UFMG, em 15 de outubro de 2012. Com uma apresentação vibrante, que contou com a participação de Tião do Bandolim em sua composição, o regional Choro Nosso não poupou em criatividade, entrosamento e versatilidade dos arranjos. No repertório, alguns choros ainda inéditos, deixaram o show ainda mais emocionante. 
O projeto teve continuação ao longo de 2012, todas as terças-feiras, no Dalva Botequim Musical. Em ambiente descontraído e agradável, logo nas primeiras semanas, a roda se tornou ponto de cultura importante para a cidade de Belo Horizonte e de encontro de apreciadores, músicos e compositores, além de chorões renomados como Silvério Pontes e Jayme Vignole. 
Neste ano, o grupo participou da programação do Festival Choro e Samba (Semana Nacional do Choro) e se encontra atualmente em fase de pré-produção de seu primeiro CD e realização do Circuito Choro Nosso, com apresentações por diversos pontos culturais de Belo Horizonte.
Em seu repertório, além de composições assinadas por seus idealizadores, o regional interpreta Choros de importantes compositores mineiros, de diferentes gerações, como Waldir Silva, Belini Andrade, Geraldinho Alvarenga, Ausier Vinícius, Rubim do Bandolim, Silvio Carlos, Agostinho Paolucci, Cristiano Vianna e Marcelo Chiaretti, Flávio Fontenelle, Tião do Bandolim e Gustavo Monteiro.

AGENDA
O "Circuito Choro Nosso" inclui em sua agenda, apresentação do regional Choro Nosso neste próximo domingo, 9 de junho, a partir das 14 horas, na Feijoaria (Rua Desembargador Fernando Bhering, 244 - Dona Clara - BH).
Maiores informações: (31) 2526-5253.