13 de maio de 2013

Lucas Telles vence 13ª Edição do Prêmio BDMG Instrumental e é apontado como uma das promessas da música instrumental mineira.


Foto: Élcio Paraíso


A 13ª edição do Prêmio BDMG Instrumental, realizado pelo BDMG Cultural, em Belo Horizonte, foi marcada pela participação de músicos jovens, que se destacaram pela precoce qualidade de suas composições, arranjos e técnica. Dentre os quatro premiados está o violonista Lucas Telles, de 24 anos, que iniciará a programação de shows dos vencedores em Belo Horizonte, no Teatro da Biblioteca Pública, e no Instrumental Sesc Brasil, em São Paulo. O acesso é gratuito. 
Selecionado por uma comissão independente, composta por músicos e jornalistas da área como Cristóvão Bastos, Léa Freire, Zé Nogueira, Célio Balona e Patrícia Palumbo, Lucas Telles surpreendeu com a sonoridade de seus arranjos. O músico optou por uma formação que incluiu piano, cavaquinho, violão e percussão, proporcionando uma sonoridade atraente aos ouvidos do público e dos jurados. “É uma alegria ter sido um dos quatro vencedores do XIII Prêmio BDMG Instrumental. Há alguns anos acompanho a premiação e considero a qualidade das apresentações de alto nível, com excelentes músicos e talentos promissores”, afirmou o violonista. Vale ressaltar que no final de maio, o músico lançará o primeiro CD do seu grupo Toca de Tatu, “Meu amigo Radamés”, na capital mineira e no Rio de Janeiro. 
Como premiação, Lucas Telles recebeu R$9.000,00 e a produção de shows em Belo Horizonte e São Paulo. A primeira apresentação será na capital mineira, dia 11 de junho, às 20 horas, no Teatro da Biblioteca Pública Luiz de Bessa. Na ocasião, o violonista se apresentará ao lado de um convidado especial. Em seguida, Lucas embarcará para terras paulistas, para se apresentar no dia 24 de junho, no Teatro Anchieta, no SESC Consolação. 
O presidente do Clube do Choro de BH, Jonas Cruz, afirmou que o clube está muito honrado por ter um jovem musicista de grande talento como Lucas Telles entre seus associados. Para celebrar esta importante premiação, o Clube está preparando uma homenagem especial ao instrumentista. Relembrou ainda que os associados Marcos Frederico, Humberto Junqueira e Warley Henrique também receberam a mesma premiação em edições passadas do BDMG Instrumental, reforçando assim que o choro tem marcado presença no podium deste concorrido festival.

Além de Lucas Telles, foram premiados na edição 2013, os músicos Pablo Passini, Rafael Macedo e Leo Eymard. Selecionados, também, pelo júri, foram eleitos o melhor instrumentista, Breno Mendonça (sax), e o melhor músico acompanhante, Bruno Vellozo (contrabaixo). O arranjo de Rafael Macedo para a composição de Tom Jobim, Inútil Paisagem, foi escolhida a melhor de toda a premiação. Sagraram-se como finalistas os músicos Sérgio Danilo e Gustavo Figueiredo.


Fonte: Assessoria de Comunicação BDMG



Serviço:
Teatro José Aparecido de Oliveira - Teatro da Biblioteca Pública Estadual
Praça da Liberdade 21 – Belo Horizonte
Data: 11 de junho de 2013 (terça-feira)
Horário: 20 horas
Acesso gratuito
Classificação Livre

Sesc Consolação – Teatro Anchieta - “Instrumental Sesc Brasil”
Rua Dr. Vila Nova, 245 – Vila Buarque – São Paulo
Data: 24 de junho (segunda-feira)
Acesso gratuito
Classificação Livre