22 de junho de 2017

Choro Nosso na roda se apresenta hoje, no Santa Praça.


Nesta quinta, 22/06, tem chorinho no Santa Praça - Arte, Gastronomia e Entretenimento com o grupo "Choro Nosso" . A partir das 19 horas, o time estará completo com Renato Muringa, Marcela Nunes, Silvio Carlos, Agostinho Paolucci, Jonas Vitor Silva e Daniel Guedes.
Programes-e e curta o melhor do choro incluindo clássicos do gênero e obras de compositores mineiros.

SERVIÇO
Santa Praça apresenta: "Choro Nosso na Roda"
Data: 22 de junho 2016 (quinta-feira)
Horário: 19 horas
Local: Santa Praça - Praça Duque de Caxias - Bairro Santa Tereza - BH
Entrada: R$10,00
Informações: (31) 99534-6692

16 de junho de 2017

"Abre a Roda - Mulheres no Choro" reúne grandes talentos femininos do Choro belorizontino.


Buscando valorizar, reconhecer e incentivar a participação de mulheres nas rodas de choro o projeto “Abre a Roda – Mulheres no Choro” lança o olhar para as mulheres instrumentistas da capital mineira e convida a todos a experimentarem este ritmo.

Quem faz a roda? Michelle Barreto (idealizadora, produtora e cantora), Raissa Anastásia, (multinstrumentista), Shari Simpson ( flautista), Luísa Mitre (pianista) e Dona Jacira, proprietária do Bar Brasil 41 que abre as portas para este Choro feminino e cheio de encantos.
Imperdível!

Serviço: Abre a Roda – Mulheres no Choro
Data: 18 de Junho
Horário: 16 às 18h
Local: Av Brasil, 41 – Santa Efigênia. Belo Horizonte, MG
Entrada gratuita com contribuição voluntária.

14 de junho de 2017

Hoje tem: "Isto é Nosso" e o melhor do chorinho.


O Conjunto Isto é Nosso continua alegrando as noites das terças-feiras, no Do Chef Espetos São Bento. A roda de choro começa às 19 horas e sempre com o melhor do gênero executado numa combinação perfeita entre os violões de 7 e 6 cordas (em harmonia contrapontos), cavaquinho e do pandeiro, formando, no jargão musical, uma confortável "cama" para que o solista (bandolim) desenvolva toda a beleza da melodia. Programe-se.

SERVIÇO
Roda de Choro com o Conjunto "Isto é Nosso"
Datas: 14 de junho (terça-feira)
Horário: 19 horas
Local: Do Chef Espetos São Bento
Endreço: Av. Cônsul Antônio Cadar, 122 - Lj 1 - São Bento -Belo Horizonte
Informações: (31)8496-1060

31º GastroPark acontece no próximo domingo e traz o Clube do Choro de BH como uma das atrações musicais.


No próximo domingo, 18 de junho, o GastroPark está de volta para sua 31ª edição e traz como uma das suas atrações musicais, o Clube do Choro de Belo Horizonte que se apresenta às 15h30. 
O evento traz o Chefe convidado, Irving Kraft e vários stands/restaurantes, trucks, bikes e barracas com diferentes opções gastronômicas. Além dos espaços de alimentação, o público contará ainda com a opção de um cardápio de cervejas especias e muita música.

O 31º Gastro Park tem início às 11 horas e acontece na praça João Pessoa, ao lado do colégio Arnaldo, com entrada gratuita.

SERVIÇO
31º GatroPark apresenta: Clube do Choro de Belo Horizonte
Data: 18 de junho (domingo)
Horário: Início do evento:11 horas / Apresentação do Clube do Choro de BH : 15h30
Local: Praça João Pessoa - Av. Carandaí (ao lado do colégio Arnaldo) - Bairro Funcionários
Entrada: gratuita.

Choro Nosso na Roda faz a quinta com chorinho no Santa Praça.


Nesta quinta, 15 de junho, O Choro Nosso na Roda se apresenta novamente no Santa Praça - Arte, Gastronomia e Entretenimento. No palco se reúnem Silvio Carlos e Agostinho Paulucci nos violões, Marcela Nunes na flauta, Jonas Vitor Silva no saxofone, Daniel Guedes no pandeiro e Renato Muringa no cavaquinho e bandolim. Programe-se e curta o melhor do chorinho.

SERVIÇO
Santa Praça apresenta: "Choro Nosso na Roda"
Data: 15 de junho 2016 (quinta-feira)
Horário: 19 horas
Local: Santa Praça - Praça Duque de Caxias - Bairro Santa Tereza - BH
Entrada: R$10,00
Informações: (31) 99534-6692

13 de junho de 2017

2º Festival Cavaquinho Batuta acontece em julho, apresentando jovens talentos e o belo futuro do Choro mineiro.


O Segundo Festival Cavaquinho Batuta acontece nos dias 7 e 8 de julho, levando ao palco do Teatro de Bolso do Mercado Municipal de Uberlândia um  grupo de jovens e talentosos instrumentistas que participam do projeto sócio musical que dá nome ao festival.  Nesta edição, o festival contará com a participação especial dos convidados Pablo Araújo (MG) e Marina Pereira (SP).

Coordenado por  Thiago Rezende, o projeto atende crianças de 7 a 14 anos.
O Cavaquinho Batuta é um projeto cultural que teve inicio em 2014 e que se caracteriza em forma de oficinas musicais para crianças e adolescentes entre 7 e 14 anos, de diferentes classes sociais, na Cidade de Uberlândia - MG. É uma iniciativa singular idealizada e coordenada pelo professor e instrumentista, Thiago Santos Rezende. Através de uma metodologia própria, o Cavaquinho Batuta visa aprimorar a sensibilidade humana, promover a integração social e contribuir para a diminuição da violência e intolerância nas comunidades assistidas.
Programe-se e prestigie estes jovens talentos que prometem um belo futuro para o Choro mineiro.

SERVIÇO:
2º Festival Cavaquinho Batuta
Data: 08/07/2017 (sábado)
Horário: 20h00
Local: Teatro de Bolso do Mercado Municipal - Rua Olegário Maciel, 255 - Centro - Uberlândia / MG
Entrada: R$5,00 

QUINTA COM TIÃO CHORÃO.


Através da proposta de apresentar um som brasileiro e instrumental, o Tião Chorão alegra todas as suas quintas, abrindo o final de semana com aquela energia e muita música boa no happyhour.
A programação começa às 18h30 e conta com ótima energia e grande participação de músicos populares, acadêmicos, batuqueiros, batedores de palma e apreciadores. E quem chegar cedo ainda pode aproveitar, até as 20 horas, uma super promoção para molhar a garganta. 
O bar Tião Camaleão fica na rua Pará de Minas, nº 85, bairro Padre Eustáquio e a entrada é franca.

8 de junho de 2017

Festival da Canção de Mariana 2017 homenageia "Carinhoso".


O CANTA MARIANA - FESTIVAL DA CANÇÃO DE MARIANA 2017 acontecerá de 19 a 23 de julho, com o objetivo incentivar o gosto pela Música Popular Brasileira, aprimorar e desenvolver a cultura musical, revelar talentos e valorizar os artistas, além de promover o intercâmbio artístico-cultural. Neste ano, o festival homenageará a canção “CARINHOSO”, de Pixinguinha, que se tornou um clássico da Música Popular Brasileira, no seu centenário de composição. 

As inscrições para os interessados em concorrer aos prêmios em dinheiro, além de menções honrosas, estão abertas até o dia 14 de junho. Podem participar composições inéditas e originais com letras predominantemente compostas na língua portuguesa. 

O festival é organizado e promovido pela Prefeitura Municipal de Mariana em parceria com a UN e o M.AR.T.E Festival, através da Secretaria de Cultura, Turismo e Patrimônio, 

7 de junho de 2017

Choro Nosso na Roda é a atração desta quinta no Santa Praça.



Nesta quinta, dia 08 de junho, O Choro Nosso na Roda está de volta Santa Praça - Arte, Gastronomia e Entretenimento. O time escalado contará com  Silvio Carlos e Agostinho Paulucci (violões), Marcela Nunes (flauta), Jonas Vitor Silva (saxofone), Daniel Guedes (pandeiro) e Renato Muringa (cavaquinho e bandolim).
Imperdível.

SERVIÇO
Santa Praça apresenta: "Choro Nosso na Roda"
Data: 08 de junho 2016 (quinta-feira)
Horário: 19 horas
Local: Santa Praça - Praça Duque de Caxias - Bairro Santa Tereza - BH
Entrada: R$10,00
Informações: (31) 99534-6692

E o Tião continua chorando...


As quintas feiras com chorinho tem se tornado tradição no Tião Camaleão Bar. Com alegria e descontração, o projeto conta com ótima energia e grande participação: músicos populares, acadêmicos, batuqueiros, batedores de palma e apreciadores,não faltando aquela cervejinha gelada e espetinhos da melhor qualidade. 
O espaço Tião Camaleão Bar Cultural fica na rua Pará de Minas, nº 85, bairro Padre Eustáquio e a entrada é franca.

6 de junho de 2017

"Isto é Nosso" e o chorinho também.


O conjunto "Isto é Nosso" continua promovendo, com seu chorinho de primeira, o mais feliz dos happy hours das terças feiras. 
Criado em 2014, o grupo é formado por jovens músicos que se conheceram nas rodas de choro de BH: o associado Gustavo Monteiro (violão de 7 cordas), Thiago Balbino (bandolim), Pedro Alvarez (flauta), Ártur Pádua (violão de 6 cordas) e Daniel Nogueira (cavaquinho) e Ronaldo Pereira ( pandeiro). Seus integrantes destacam o modo regional de tocar o choro e reforçam a renovação do gênero na capital. 
Programe-se. O grupo de apresenta a partir das 19 horas.

SERVIÇO
Roda de Choro com o Conjunto "Isto é Nosso"
Datas: 06 de junho (terça-feira)
Horário: 19 horas
Local: Do Chef Espetos 
Endreço: Av. Cônsul Antônio Cadar, 122 - Lj 1 - São Bento -Belo Horizonte
Informações: (31)8496-1060 

2 de junho de 2017

Escola Livre de Artes Arena da Cultura oferece curso gratuito de aprofundamento musical.


Você já toca, mas quer ampliar seus conhecimentos musicais? O curso Arena Instrumental – Aprofundamento ainda possui vagas abertas ao público. Há vagas para instrumentos de sopro, cordas e percussionistas. As aulas são gratuitas e ocorrem as terças de 19h às 22h no NUFAC - Av. dos Andradas, 367 - Centro - 2º Andar.
Os interessados devem procurar a Coordenadora do curso de música - Márcia Guerra  na próxima terça 06/06 para entrevista de seleção dos novos estudantes. Caso não possa comparecer nestas duas datas entre em contato com a Escola Livre de Artes Arena da Cultura através do telefone 3277-4644.

30 de maio de 2017

Santa Praça reúne grandes instrumentistas para o show Choro Nosso.


O Santa Praça, espaço localizado no bairro Santa Tereza e dedicado à arte, gastronomia e entretenimento reúne na próxima quinta feira, grandes instrumentistas para o show "Choro Nosso". 
No palco estarão Marcela Nunes (flauta), Renato Muringa (cavaquinho), Silvio Carlos (violão 7 cordas), Daniel Guedes (percussão), Jonas Vitor (saxofone) Agostinho Paolucci (violão 6 cordas) e o trombonista convidado, Marcos Flávio Aguiar.
O show terá início às 19 horas, com couvert artístico a R$ 10,00. Imperdível.

SERVIÇO
Santa Praça apresenta: "Choro Nosso"
Data: 01 de junho 2016 (quinta-feira)
Horário: 19 horas
Local: Santa Praça - Praça Duque de Caxias - Bairro Santa Tereza - BH
Entrada: R$10,00
Informações: (31) 99534-6692

25 de maio de 2017

PARABÉNS, BOLÃO!

Bolão - Raimundo José dos Reis - Foto: ActionBhz


BOLÃO 96 ANOS 

O Clube do Choro de BH deve muito ao Bolão, cujo nome de certidão é Raimundo José dos Reis, natural de Diamantina, onde nasceu, há 96 anos (25 de maio de 1921). Na década de 40, passou por Juiz de Fora e veio morar em BH, tornando-se belorizontino da gema: músico, boêmio, seresteiro e funcionário público. Hoje está aposentado de todas essas atividades, bem vividas, por sinal, há quase cem anos.. Bolão começou a tocar clarineta aos 12 e chegou a participar da famosa Orquestra do Clube Acaiaca, na histórica Diamantina, terra do saudoso JK, seresteiro e presidente da República.
O Clube do Choro de BH deve muito ao Bolão, em cujo bar aconteceram as primeiras reuniões para criação da entidade.
Conta a mulher que, cedinho, ele pulava da cama e começava a discar aos amigos e frequentadores, lembrando que era quinta- feira, dia do encontro da Roda de Choro, com churrasco, cerveja, timbuca e muita descontração. Isso acontece, agora, no Butiquim do Choro, dirigido por seu filho Haroldo.
Hoje e sempre, nosso abraço ao querido Bolão.

Por: Hamilton Gangana - Conselheiro do Clube do Choro de BH .

No mês do seu aniversário, Clube do Choro de BH promove animadas rodas de Choro, comemorando 11 anos de fundação.


Durante este mês, o Clube do Choro de BH vem promovendo, nas noites de terças-feiras, animadas Rodas de Choro com a participação de músicos associados e muitos convidados. A programação oferece o melhor do repertório do chorinho instrumental e cantado, o que tem levado o público a ocupar com muito entusiasmo, a pista de dança do Restaurante Maria das Tranças.


O projeto Rodas de Choro continua na próxima terça, 30 de maio, dentro da programação do mês de aniversário do Clube do Choro que está completando 11 anos de fundação.
Programe-se e junte-se a nós nesta comemoração.



SERVIÇO
RODAS DE CHORO DO CLUBE DO CHORO DE BH
Datas: 30 de maio (terça-feira)
Horário: 19h30
Local: Restaurante Maria das Tranças - Rua Professor Moraes, 158 - Savassi.
Couvert artístico: R$10,00 - (franqueado para associados do Clube do Choro)
Reservas - restaurante: (31)32614802
Informações- Clube do Choro de BH : (31) 3422-4659

Hoje é dia do Tião Chorar!


Através da proposta de apresentar um som brasileiro e instrumental, o Tião Chorão alegra todas as suas quintas, abrindo o final de semana com aquela energia e muita música boa no happyhour.
A programação começa às 18h30 e conta com ótima energia e grande participação de músicos populares, acadêmicos, batuqueiros, batedores de palma e apreciadores. E quem chegar cedo ainda pode aproveitar, até as 20 horas, uma super promoção para molhar a garganta. 
O bar Tião Camaleão fica na rua Pará de Minas, nº 85, bairro Padre Eustáquio e a entrada é franca.

24 de maio de 2017

Concertos de Outono da OAP apresenta: Trio de Choro em espetáculo com entrada franca, no Conservatório UFMG.


No dia 26 de maio, sexta-feira, o Trio de choro se apresentará no auditório do Conservatório UFMG, compondo a programação dos Concertos de Outono da OAP.  Às 19h30, Marcelo Pereira, Oszenclever Camargo e Silvio Carlos tocarão o melhor do choro e da música instrumental, com obras conhecidas e inéditas do repertório do choro e da música instrumental brasileira. 
Com trajetória e trabalhos independentes reconhecidos no cenário musical brasileiro, o trio juntará suas experiências e conhecimentos individuais para fazer um show que terá a participação especial de Toninho Vilanova, cavaquinista experiente e conhecido nas rodas de choro de Belo Horizonte. 

Sobre os músicos 

Marcelo Pereira é professor de música, flautista, saxofonista mestre em performance musical e Bacharel em Flauta e Saxofone pela UFMG. Desenvolve sua carreira como saxofonista e flautista em diversas formações instrumentais, em grupos como o Quarteto Carajazz, o Quarteto de Saxofones Vera Cruz e Famigerado – grupo de choro. O músico já atuou como instrumentista em shows e gravações de vários artistas, como Rubinho do Vale, Guilherme Arantes, Paulinho Pedra Azul, Ricardo Novais e Dona Jandira. Atualmente, desenvolve carreira como professor na Escola de Música da UEMG. É integrante da Orquestra Uirapuru, do Grupo de Samba Angenor, da Orquestra Atípica de Lhamas e Coordenador do Grupo de Choro da ESMU/UEMG.

Sílvio Carlos é violonista de violão de 7 cordas, produtor e arranjador. Iniciou os estudos de violão popular com Pedro de Caux (Itabira-MG) e violão clássico com os professores Nelson Piló, Agostinho Bob e José Lucena (Belo Horizonte), dedicando-se a partir de 1978 ao estudo do violão de 7 cordas e sua aplicação no choro brasileiro. Desde então, realiza uma extensa pesquisa sobre a música instrumental brasileira, com destaque para o choro, acumulando, ao longo de sua carreira, uma experiência eclética, trabalhando e participando de apresentações musicais com artistas diversos, como Paulinho da Viola, Fernando Ângelo e Waldir Silva. É integrante, produtor, diretor musical e arranjador do Grupo Flor de Abacate e participa também dos grupos Choro de Minas e 13 Cordas. Foi diretor cultural do Clube do Choro de Belo Horizonte entre 2006 e 2010. 

Camargo é percussionista, natural de Recreio – MG e ritmista desde os 13 anos. O músico vem participando de várias apresentações musicais e gravações de discos, acompanhando cantores da MPB, como Paulinho Pedra Azul, Fernando Ângelo, Tino Gomes, Cadu, Miltinho, Waldir Silva. Além disso, participa de programas de TV e rádios, como Programa Arrumação, e apresentações em espaços como o Grande Teatro do Palácio das Artes, o Minas Tênis Clube e o Teatro Francisco Nunes. Foi integrante do Grupo Flor de Abacate, como percussionista e, atualmente, é diretor do Clube do Choro de Belo Horizonte.

CONCERTOS DE OUTONO E PRIMAVERA apresenta recitais de música erudita e popular em parceria com a Organização dos Aposentados e Pensionistas (OAP) sob coordenação da professora e regente Marilene Gangana.

SERVIÇO
Concertos de Outono da OAP
Trio de Choro Silvio Carlos (violão), Marcelo pereira (flauta) e Oszenclever Camargo (percussão) 
Data: 26 de maio de 2017 - Sexta-feira
Horário: 19h30
Local: Conservatório UFMG – Av. Afonso Pena, 1534 – Centro -  BH/MG
Entrada franca
Info: 3409-8300

Relançamento do CD “Waldir Silva em Letra & Música” acontece no próximo domingo, dia em que o grande compositor faria 86 anos.


Falecido há quatro anos, o músico mineiro Waldir Silva, natural de Bom Despacho e conhecido como o “Cavaquinho de Ouro”, completaria 86 anos no dia 28 de maio, domingo. É nessa data que será relançado o disco “Waldir Silva em Letra & Música”, a partir das 14h, na “Asa de Papel Café & Arte”, espaço cultural localizado na rua Piauí, 631, Santa Efigênia. O CD será vendido a R$20,00, por meio de cartão ou dinheiro, e a entrada ao local é gratuita. 

O álbum traz algo peculiar na discografia do instrumentista, por ser o único cantado. Raphael Vidigal, que produziu e foi responsável por colocar letras (ao lado de André Figueiredo) nas músicas instrumentais de Waldir Silva, é quem irá autografar o disco, além de contar sobre todo o processo e revelar curiosidades, como a parceria com Zé Ramalho (na música “Paraibeiro”) e a canção criada por Waldir para ser tema do projeto “Minas ao Luar” (de mesmo nome, interpretada por Carla Villar). Cátia Magalhães, filha e herdeira do músico, que deu todo o apoio para essa empreitada, também estará presente. 

O primeiro lançamento do álbum aconteceu em dezembro passado, na famosa casa de choro “Pedacinhos do Céu”, evento que teve a presença das intérpretes Lucinha Bosco, Lígia Jacques, Luana Aires, Mauro Zockratto, além de conjunto comandado pelo cavaquinista Zé Carlos, todos eles presentes no disco, que apresenta 12 cantores, num misto de nomes da nova geração, como Natália Sandim, Violeta Lara e Giselle Couto, com outros que conviveram com o homenageado, casos de Acir Antão, Pereira da Viola, Ana Cristina e Ladston Nascimento. Há também as participações especiais de Célio Balona, Jairo de Lara, Hélio Pereira, Zito do Pandeiro, Dado Prates, Tiago Ramos e o último registro em disco do chorão Mozart Secundino (na referida “Minas ao Luar”), que faleceu aos 92 anos em 2015, poucos meses depois da gravação do CD. 

A direção musical é de Geraldo Vianna, os arranjos são de Lucas Telles, a banda base é formada pela “Toca de Tatu” e o músico convidado Bruno Vellozo. O álbum foi todo gravado no histórico estúdio BEMOL, com mixagem e masterização de Ricardo Cheib. Produzido com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, o disco pode também ser encontrado nas plataformas digitais como YouTube, iTunes, Spotify, GooglePlay, SoundCloud, Deezer, e outros.

Serviço: 
Relançamento do CD “Waldir Silva em Letra & Música”
Com o produtor do disco e autor das letras Raphael Vidigal
Quando: 28/05, domingo
Local: Asa de Papel Café & Arte (rua Piauí, 631, Santa Efigênia)
Horário: A partir das 14h
Entrada gratuita. O disco será vendido a R$20,00.
Pagamento em dinheiro ou cartão.

22 de maio de 2017

Grupo Toca de Tatu lança "Afinidades", seu segundo álbum, em show com entrada franca.


Depois da estreia com o aclamado "Meu amigo Radamés", de 2013, prêmios, projetos, muitos shows, encontros e parcerias, o grupo Toca de Tatu lança seu segundo disco, com grande expectativa do público que vem cativando nos últimos anos. O título do novo trabalho, "Afinidade" – que também dá nome a uma das canções que integram o repertório –, não poderia ser mais apropriado para descrever a junção entre os músicos Abel Borges (percussão), Luísa Mitre (piano), Lucas Telles (violão) e Lucas Ladeia (cavaquinho). Representantes de uma mesma geração, eles celebram assim a sintonia que alinhava o grupo, os interesses comuns pela pesquisa musical, e também os encontros com outros músicos que foram se somando à caminhada do Toca de Tatu.

"Afinidade" será lançado em show no Museu de Arte da Pampulha, no dia 28 de maio, às 11h, com entrada gratuita. Este projeto é realizado com recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Belo Horizonte.

O repertório deste segundo álbum traz obras de músicos mineiros que contemplam diferentes gerações e estilos, reforçando a riqueza da música instrumental produzida no estado. Entre os nomes estão Juarez Moreira, Célio Balona, Sérgio Santos, Tabajara Belo, Rafael Martini, Thiago Delegado, Leo Eymard, com destaque para as composições dos próprios integrantes do Toca de Tatu. Das doze faixas que integram o disco, cinco são inéditas, compostas especialmente para este trabalho. Os arranjos foram elaborados pelos integrantes do grupo e pelos músicos Jayme Vignolli, Sérgio Santos e Rafael Martini. As gravações contaram com a participação de craques como Nivaldo Ornelas, Kiko Mitre, Natalia Mitre, Bruno Vellozo e Sérgio Santos. Quem assina o projeto gráfico do disco é a artista plástica Leonora Weissmann.


SERVIÇO
Toca de Tatu lança o disco "Afinidade"
Data: 28 de maio, 
Horário: 11h00
Local: Museu de Arte da Pampulha 
Entrada: *Acesso gratuito limitado a capacidade máxima do auditório
Retirada de senhas na bilheteria do museu no dia do evento, a partir das 10h
Informações: www.tocadetatu.com.br (31) 3222-5271 / 3277-7996

18 de maio de 2017

Ótimas opções nesta quinta para curtir um bom chorinho.

Tião Chorão e sua tradicional Roda de Choro no Padre Eustáquio.

Logo mais, tem happy hour do Tião Chorão que continua com sua tradicional roda a partir das 18h30 , no Tião Camaleão Bar Cultural. 
O projeto conta com ótima energia e grande participação de músicos populares, acadêmicos, batuqueiros, batedores de palma e apreciadores. E quem chegar cedo ainda pode aproveitar, até as 20 horas, uma super promoção para molhar a garganta. O bar Tião Camaleão fica na rua Pará de Minas, nº 85, bairro Padre Eustáquio e a entrada é franca.




Roda de Choro no Diadorim Cultural Bar, em Santa Tereza.

O flautista e saxofonista Marcelo Pereira reuniu um grupo de amigos músicos para tocar chorinho, no bar Diadorim Cultural. Assim, ele e seus amigos fazem uma roda de chorinho composta por dois violões, cavaquinho, pandeiro, flauta e violino, onde apresentam as composições dos grandes mestres do ritmo que mexe com todo mundo. São interpretadas canções de Pixinguinha, Waldir Azevedo, Jacó do Bandolim, Paulinho da Viola, entre outros tantos. E o cliente, se quiser ouvir sua música preferida, é só pedir.
O Bar Diadorim Cultural fica localizado à Rua Mármore, 600 . Informações e reservas: (31) 8724-3630

16 de maio de 2017

Hoje, a partir das 19h30, o Clube do Choro de BH promove mais uma animada roda no Maria das Tranças.


Neste mês de maio, as noites de terças ficaram muito mais animadas com as rodas de Choro do Clube do Choro de BH. A cada semana, músicos associados e muitos convidados estão se reunindo no Restaurante Maria das Tranças para tocar, ouvir e curtir o melhor do Chorinho.

o público animado se rendeu ao ritmo do Choro e ocupou a pista de dança.

A abertura do projeto aconteceu no última terça, 9 de maio e contou com a presença de um público animado e chorões de primeira grandeza. No palco se revezaram músicos como Frederico Lazarini e Luiz Otávio Savassi (pandeiros), Hélio Pereira (bandolim), Cícero do Acordeon, Mário de Castro (Clarinete), Luiz Guilherme (Cavaquinho), Magela (violão sete cordas), além dos cantores Paulinho Pedra Azul e Clélia Santos, entre outros nomes de destaque do Choro belorizontino.

Paulinho Pedra Azul e Clélia Santos foram alguns dos cantores que abrilhantaram o palco, na ultima terça feira.

A festa continua. Hoje, a partir das 19 horas, tem roda de Choro no Maria das Tranças, com o melhor repertório e muitos convidados especiais.
Programa-se .


SERVIÇO
RODAS DE CHORO DO CLUBE DO CHORO DE BH
Datas: 16 (terça-feira)
Horário: 19h30
Local: Restaurante Maria das Tranças - Rua Professor Moraes, 158 - Savassi.
Couvert artístico: R$10,00 - (franqueado para associados do Clube do Choro)
Reservas - restaurante: (31)32614802
Informações- Clube do Choro de BH : (31) 3422-4659

10 de maio de 2017

Mantendo a tradição, o Tião Chorão anima sua noite nesta quinta.


As noites de quinta continuam com muito chorinho no Tião Camaleão Bar Cultural. E amanhã, 11 de maio, não poderia ser diferente: a excelente roda de Choro está aberta das 18h30 às 23h00. 
E quem chegar cedo ainda pode aproveitar, até as 20 horas, uma super promoção para molhar a garganta. O bar Tião Camaleão fica na rua Pará de Minas, nº 85, bairro Padre Eustáquio e a entrada é franca.

Conservatório UFMG abre inscrições para processo seletivo do Projeto Palco Livre para o segundo semestre de 2017.


O Conservatório UFMG lança edital para a seleção de músicos e grupos musicais que tenham interesse em participar de sua programação cultural durante o segundo semestre de 2017.

A Série Palco Livre será realizada no período de agosto a novembro de 2017, às quintas-feiras, às 19h30, no Auditório do Conservatório UFMG, à Av. Afonso Pena, 1534, na cidade de Belo Horizonte, com entrada gratuita para o público.

As inscrições podem ser feitas entres os dias 11 de maio a 03 de julho. Encerrando-se, impreterivelmente, às 23h59min (horário de Brasília) do dia 03.07.2017. Não haverá recebimento de projetos após o encerramento do período de inscrições. O resultado final está previsto para a partir de 10 de julho de 2017. O edital completo pode ser conferido aqui

9 de maio de 2017

Clube do Choro de BH abre hoje a temporada de Rodas de Choro do mês de maio.


Neste mês de maio, o Clube do Choro de BH irá promover rodas de Choro semanais, em parceria com o Restaurante Maria das Tranças. A primeira acontece hoje, a partir das 19h30. No palco se apresentarão o Grupo de músicos do Clube do Choro de BH e muitos convidados.
Programe-se e não perca mais esta oportunidade de curtir o melhor do Chorinho.

SERVIÇO
RODAS DE CHORO DO CLUBE DO CHORO DE BH
Datas: 9 (terça-feira)
Horário: 19h30
Local: Restaurante Maria das Tranças - Rua Professor Moraes, 158 - Savassi.
Couvert artístico: R$10,00 - (franqueado para associados do Clube do Choro)
Reservas - restaurante: (31)32614802
Informações- Clube do Choro de BH : (31) 3422-4659

Isto é Nosso se apresenta em mais uma roda de Choro do Chef.


O Grupo "Isto é Nosso" continua com a sua tradicional roda de Choro nas terças no Do Chef Espetos.
Formado pelos músicos Thiago Balbino, Pedro Alvarez, Gustavo Monteiro, Artur Padua, Daniel Nogueira e Ronaldo Emerenciano Pereira, o grupo promete um repertório de primeira. Programe-se.

SERVIÇO
Roda de Choro com o Conjunto "Isto é Nosso"
Datas: 09 de maio (terça-feira)
Horário: 19 horas
Local: Do Chef Espetos 
Endreço: Av. Cônsul Antônio Cadar, 122 - Lj 1 - São Bento -Belo Horizonte
Informações: (31)8496-1060

Roda de Choro no "O Muringueiro" garante o chorinho nesta quinta.



As tradicionais rodas de Choro do "O Muringueiro" continuam convocando grandes instrumentistas para animar as noites de quinta. E nesta semana, estarão na roda: Marcela Nunes, Renato Muringa, Silvio Carlos, Jonas Vitor e Daniel Guedes. Programe-se e vá curtir o melhor do chorinho.

SERVIÇO
Choro Nosso: Roda de Choro no Muringueiro
Data: 11/05 (quinta)
Horário: 19 horas
Local: O Muringueiro - Rua Juacema, 416 - Bairro da Graça - Belo Horizonte
Informações e reservas:(31) 99319-5525

3 de maio de 2017

Clube do Choro de BH dá continuidade ao sucesso da Semana Nacional do Choro e promove novas rodas de chorinho neste mês.


O Clube do Choro de BH dá continuidade às animadas rodas que marcaram a Semana Nacional do Choro 2017 e que levaram um grande público aos redutos do Chorinho da cidade, para ouvir e aplaudir de perto renomados grupos e instrumentistas deste gênero musical. 
Neste mês de maio, o Clube do Choro de BH, em parceria com o Restaurante Maria das Tranças, irá promover novas rodas de Choro, nas noites das terças-feiras (9,16,23 e 30). No palco, a partir das 19h30, se apresentarão o Grupo de músicos do Clube do Choro de BH e muitos convidados.
Programe-se e não perca mais esta oportunidade de curtir o melhor do Chorinho.

SERVIÇO
RODAS DE CHORO DO CLUBE DO CHORO DE BH
Datas: 9, 16, 23 e 30 de maio (terças-feiras)
Horário: 19h30
Local: Restaurante Maria das Tranças - Rua Professor Moraes, 158 - Savassi.
Couvert artístico: R$10,00 - ( franqueado para associados do Clube do Choro)
Reservas - restaurante: (31)32614802
Informações- Clube do Choro de BH : (31) 3422-4659

TIÃO CHORÃO CONVIDA.


As rodas de Choro do Tião Camaleão Bar Cultural continuam a toda. Nesta quinta, 4 de maio, a noite já está programada com o melhor do chorinho a partir das 18h30.
E quem chegar cedo ainda pode aproveitar, até as 20 horas, uma super promoção para molhar a garganta. O bar Tião Camaleão fica na rua Pará de Minas, nº 85, bairro Padre Eustáquio e a entrada é franca.

2 de maio de 2017

Noite de terça com Conjunto Isto é Nosso e muito chorinho bom.


O Conjunto Isto é Nosso continua alegrando as noites das terças-feiras, no Do Chef Espetos.
A roda de choro começa às 19 horas e sempre com o melhor do gênero.
O Conjunto tem por proposta, apresentar o modo de tocar choro que mais caracterizou este gênero durante sua história: a combinação entre os violões de 7 e 6 cordas (em harmonia contrapontos), cavaquinho e do pandeiro, formando, no jargão musical, uma confortável "cama" para que o solista (bandolim) desenvolva toda a beleza da melodia.

Confira o "clima" no vídeo abaixo e programe-se para logo mais, curtir o Isto é Nosso ao vivo.


SERVIÇO
Roda de Choro com o Conjunto "Isto é Nosso"
Datas: 02 de maio (terça-feira)
Horário: 19 horas
Local: Do Chef Espetos 
Endereço: Av. Cônsul Antônio Cadar, 122 - Lj 1 - São Bento -Belo Horizonte
Informações: (31)8496-1060

28 de abril de 2017

“Assanhado Quarteto" leva seu Choro Contemporâneo para o Memorial Vale.

Repertório é do álbum de estreia,“Feira”, que traz um choro com muita personalidade, inovação e brasilidade. Show acontece no sábado (29/4), com entrada gratuita.


Assanhado Quarteto - Foto: Bruna Brandão

O grupo Assanhado Quarteto comemora seus cinco anos de existência com o show, "Feira", no Memorial Vale, no sábado (29/4), às 16h. No repertório, obras do primeiro disco, homônimo e com arranjos próprios desenvolvidos durante a sua trajetória. Numa apresentação vibrante e calorosa, o grupo oferece suas cores e temperos regados de brasilidade. O show, que ainda conta com a participação especial do bandolinista Marcos Frederico e do guitarrista PC Guimarães, tem entrada gratuita, sujeita a lotação. O Memorial Vale fica Praça da Liberdade, 640.

Formado por André Milagres, Lucas Ladeia, Rodrigo Heringer e Rodrigo Magalhães, o grupo surgiu a partir de uma proposta coletiva de execução do repertório de choro com uma formação pouco convencional, utilizando instrumentos como o baixo-acústico, a bateria, a guitarra e o vibrafone, somados aos tradicionais violão de sete cordas e cavaquinho. A partir da criação do Assanhado Quarteto, em 2011, seus integrantes passaram a arranjar e compor peças que combinassem com a instrumentação proposta, valendo-se de uma concepção estética singular dentre os que lidam com o gênero no Brasil.

Desde então, vem se apresentando constantemente nos principais palcos e festivais de Belo Horizonte e no interior de Minas Gerais. Também realizou diversas apresentações no Rio de Janeiro e em 2016 realizou a primeira turnê internacional, se apresentando em Portugal nas cidades de Porto, Lisboa, Almada e Cascais, e na França, em Paris.

“Feira”, show que o grupo irá levar ao Memorial Vale tem no repertório: Tilho no choro, Atreva-se, Ao Mestre, Bambolê, Maíra, Cocada Preta, Do Avarandado, Dia Bom, Trevithick Way, Assanhado e Os Oito Batutas.

Assanhados premiados
Os integrantes do Assanhado Quarteto foram premiados em diversos concursos direcionados à música instrumental em Belo Horizonte, a exemplo do Jovem Músico BDMG, Jovem Instrumentista BDMG e Festival Choro Novo. Em 2012 o grupo levou a segunda colocação no primeiro Festival Música Nova/Chorinho, de Santa Bárbara, MG.

SERVIÇO
Contemporâneo apresenta: show com Assanhado Quarteto 
Data: 29 de abril, sábado
Horário: 16h
Local: Memorial Minas Gerais Vale - Praça da Liberdade, 640, esq. Gonçalves Dias 
Entrada Gratuita

OBRIGADO SANTA TEREZA.

"Coreto de Santa Tereza" - Aquarela de Maíra Onofri


SANTA LEMBRANÇA

Por: Hamilton Gangana

O mestre Pixinguinha (1897/1973) estava completando 120 anos de nascimento, era também o Dia Nacional do Choro, 23 de abril - um domingo de manhã clara, sol leve e clima agradável, e uma pequena multidão assistia ao tradicional programa do Acir Antão, transmitido ao vivo pela Itatiaia, de um palanque armado pelo SESC, na praça Duque de Caxias, em Santa Tereza. Grupos de choro e samba de São Paulo, Rio e BH se apresentaram em sequencia e a plateia fazia coro, relembrando memoráveis sucessos da música popular brasileira, imortalizados por grandes ídolos, fechando as festividades da semana, programadas pelo Clube do Choro de BH, em 2017.
Eu estava presente naquele lugar, que conheço desde criança, e passavam pela minha cabeça, alguns fatos, comemorações , nomes de pessoas, acontecimentos e lembranças dos meus tempos de morador, vividos no bairro onde nasci e tive o privilégio de ser criado.

Meu pai, o Sargento Gangana (1905/1974), serviu no Quinto Batalhão da PM, era chefe de família com muitos filhos (foram quinze irmãos) e moramos em várias casas alugadas, na rua Conselheiro Rocha, na praça Duque de Caxias, na rua Formosa, na Salinas e, por último, na Alvinópolis. Fiz o primário no José Bonifácio, dirigido pela professora Maria Suzel de Pádua e minhas professoras de classe foram dona Geny, dona Carmem, dona Elisabeth e dona Hilda, esta moradora do bairro e casada com o coronel José States do Valle. É impossível esquecer as festas do grupo escolar e das missas do pároco José Taitson e suas inflamadas preleções no púlpito; da espera do pão quentinho e cheiroso nas Padaria Seleta e Santa Tereza; da banda da Quinto Batalhão (onde está o Colégio Tiradentes), executando dobrados no coreto e tocando em marcha pelas ruas; das festas juninas com fogueira e panelões de canjica, dança de quadrilha, queima de Judas e o pau de sebo; das animadas barraquinhas que levantavam contribuições para construção da parte de cima e das duas torres da igreja; dos filmes seriados nas matinés dominicais; da pensão de dona Maria Toledo, na rua Mármore, que servia almoço a militares; das peladas e do bente altas no campo do quartel; do carnaval puxado pelo bloco “Eu não rapo nada” e a febre dos blocos caricatos; da arrumação de ruas com folhas e enfeites, madrugada a dentro, para a passagem solene da procissão do enterro, na sexta-feira Santa.

Santa Tereza era o máximo, tinha de tudo, como uma pequena cidade do interior e todos se conheciam. Tinha um bom carnaval e um respeitado time de futebol, campeão amador, anos seguidos e o teatro Ideal criado pelo dentista prático, seu Manoel Teixeira; o enorme cine Santa Tereza; as festas religiosas, serestas, casas de dança, o footing na pracinha, muitos bares, música e boemia sadia. As festas familiares eram sempre invadidas pelos penetras, entrava um de cada vez. E quem não possuía bicicleta, alugava a sua no Corino. Entreguei roupas na Tinturaria Santa Tereza; pães da Padaria Seleta e amarrei feixes de lenha na Lenharia Oliveira, para ganhar uns trocados; a gente produzia os próprios carrinhos de rolimã e patinetes para rodar no asfalto, e também as simplórias tábuas de sebo, que deslizavam, perigosamente, pelas ruas íngremes, sobre o calçamento de pedras.

Era moda um esporte muito perigoso, praticado entre os jovens: o desafio de saltar do bonde em movimento. E outra aventura corajosa era viajar de trem, clandestinamente, até Sabará, para nadar e passear. Os meninos conheciam de vista e morriam de medo da fama de malvado do Zé Prego, um negro esguio que dava muito trabalho à sua família, ao ser preso, várias vezes, por praticar pequenos furtos. Na rua Formosa, o caolho “dem-dem”- que vai à missa e logo vem. E João Lana, um alcoólatra popular, que tomava umas e outras e saía cambaleando pelos passeios, recitando frases de efeito: - “Quem bebe, morre. Quem não bebe, morre também. Então, vamos beber”...

Mais tarde, os músicos da família do jornalista Salomão Borges – Márcio, Telo , Marilton - mais o Fernando Brant (1946/2015), Toninho Horta, Beto Guedes e Milton Nascimento, criaram o badalado Clube da Esquina, ( Paraisópolis com Divinópolis), movimento musical que ajudou muito a divulgar e valorizar a veia musical do bairro, mundo afora.

E Santa Tereza sempre foi considerado um bairro bom pra morar, alegre, festivo e familiar, mesmo convivendo com um problema crônico, a eterna falta de água nas torneiras. A água era disputada em caminhões pipa da Prefeitura. O problema só foi resolvido na administração do prefeito- engenheiro Celso Melo Azevedo (1915/2004), que cumpriu a promessa de campanha, como anunciava a repetida frase musical no jingle do rádio: - “Minha casa falta água, minha rua não tem condução... Celso Azevedo é a solução”... (voz) - Celso Azevedo, o primeiro filho de Belo Horizonte a governar sua terra natal”... 
Foi a estreia do meu orgulhoso título de eleitor, em 1955.
Hamilton Gangana é associado e Conselheiro do Clube do Choro de BH

27 de abril de 2017

Show de encerramento da Semana Nacional do Choro reúne grandes artistas para comemora os 120 anos do mestre Pixinguinha.


Com muita festa e alegria, o Minas ao Luar - Especial Semana Nacional do Choro levou grandes atrações a diferentes espaços da cidade e mobilizou milhares de pessoas  para ouvir e apreciar de perto este autêntico gênero musical brasileiro.
O show de encerramento aconteceu no domingo (23), levando um grande público à Praça Duque de Caxias (Santa Tereza) para comemorar, carinhosamente, o aniversário de 120 anos do mestre Pixinguinha e celebrar, mais uma vez, a paixão pelo Choro.

Durante a Semana, vários grupos e instrumentistas de destaque percorreram os tradicionais redutos do Choro em BH, interpretando os clássicas do Choro e composições de mestres mineiros. O Bar do Salomão, Restaurante Maria das Tranças, Bar do Caixote, Bar do Bolão (Botequim Vila Rica), Dalva Botequim Musical e o Pedacinhos do Céu foram palco para concorridos shows, no período de 17 a 22 de abril.

A festa de encerramento, na manhã do domingo, apresentou ao público outras grandes atrações como As Choronas, Henrique Cazes, Silvério Pontes, Grupo Flor de Abacate e Clube do Choro de BH. Para encerrar a Semana, que teve o Trombone de Vara como grande homenageado, um super naipe de trombonistas se reuniu no palco para promover um momento inesquecível e arrancar calorosos aplausos da platéia.
A Semana Nacional do Choro foi uma parceria entre o SESC MG e o Clube do Choro de Belo Horizonte,

Entre outras atrações, Hélio Pereira, Wesley Procópio, Alaércio Martins, Sampaio (homenageado), Leonardo Brasilino, Marcos Flávio e Marcelo Pereira compuseram o grande naipe de trombonistas . O Show ainda contou comparticipações especiais de Henrique Cazes (cavaquinho) e Silvério Pontes ( Trompete)

Para ouvir de perto grandes instrumentistas interpretando o melhor do Chorinho, o público lotou a praça, no bairro Santa Tereza.

Clique na imagem abaixo e reveja momentos dessa semana muito especial.
Álbum de fotos da Semana Nacional do Choro 2017


26 de abril de 2017

E o Tião continua chorando...


As noites de quinta continuam com muito chorinho no Tião Camaleão Bar Cultural, oferecendo um repertório de primeira e alegria de sobra. E amanhã, 27 de abril, não poderia ser diferente: a excelente roda de Choro está aberta das 18h30 às 23h00. 
E quem chegar cedo ainda pode aproveitar, até as 20 horas, uma super promoção para molhar a garganta. O bar Tião Camaleão fica na rua Pará de Minas, nº 85, bairro Padre Eustáquio e a entrada é franca.

22 de abril de 2017

Dia Nacional do Choro será comemorado com super show em BH.

O ENCERRAMENTO DO MINAS AO LUAR-ESPECIAL SEMANA NACIONAL DO CHORO ACONTECE AMANHÃ E REÚNE GRANDES INSTRUMENTISTAS EM SHOW NA PRAÇA DUQUE DE CAXIAS.

Grandes instrumentistas se presentam na festa de encerramento da Semana Nacional do Choro 2017.

Neste domingo, 23 de abril, o super show de encerramento do Minas ao Luar - Especial Semana Nacional do Choro acontece a partir das 9 horas, na Praça Duque de Caxias, em Santa Tereza. Com atrações imperdíveis e entrada gratuita, a programação terá transmissão ao vivo pela Rádio Itatiaia, no comando do comunicador e Presidente do Clube do Choro de BH, Acir Antão. 

Nesta grande festa do Choro, sobem ao palco instrumentistas de renome do cenário da música brasileira e mineira: Choronas (SP), Grupo Flor de Abacate (MG) convida Henrique Cazes (RJ), Clube do Choro de BH convida a dupla Zé da Velha e Silvério Pontes, além de um super naipe de trombonistas formado por  Marcelo Ribeiro, Marcos Flávio, Wesley Procópio, Leonardo Brasilino, Alaécio Martins e Hélio Pereira.

Programe-se e comemore com o Clube do Choro de BH e o SESC MG o Dia Nacional do Choro.