29 de agosto de 2013

Ofício da Música recebe a Flutuar Orquestra de Flautas com o convidado Toninho Carrasqueira.

Com o objetivo de ampliar e dinamizar a programação, bem como democratizar o acesso da população à produção artística e cultural contemporânea, o Museu de Artes e Ofícios (MAO) realiza os projetos “Ofício da Música” e “Ofício da Palavra”, eventos culturais que mensalmente, no horário das 19h30 e com entrada gratuita, promovem encontros do público com renomados músicos e escritores do Brasil.
Na próxima terça-feira, 03 de setembro, o MAO recebe , dentro do Projeto Ofício da Música, o espetáculo “Flutuar com Toninho Carrasqueira”. Para esta apresentação a Flutuar Orquestra de Flautas convidou o renomado flautista e professor Antônio Carrasqueira para juntos tocarem um repertório de Choros e Valsas, criados por dois extraordinários flautistas/compositores do Brasil: Pixinguinha e Pattápio Silva.
De Pixinguinha serão tocados alguns clássicos do Choro como “Naquele Tempo”, “Ingênuo”, “Desprezado”, “Pagão”, “Um a Zero”, além das três músicas originalmente instrumentais que, ao receberem belas letras, tornaram-se canções bastante conhecidas: “Carinhoso”, “Lamentos” e ”Rosa”.  De Pattápio Silva, um grande ícone da flauta brasileira do início do século XX, serão apresentados arranjos das músicas “Zinha”, “Primeiro amor” e “Margarida”.

Flutuar Orquestra de Flautas - Foto: Site oficial.
A “Flutuar” é uma orquestra que reúne exclusivamente flautas transversais e que conta com 18 integrantes. O grupo possui instrumentos de diversos tamanhos e formatos: além da Flauta-em-Dó (modelo padrão) há também o Flautim, a Flauta-em-Sol, a Flauta-Baixo e a raríssima Flauta-Contrabaixo. Em oito anos de intensa atividade artística, a Flutuar Orquestra de Flautas têm se apresentado em importantes espaços culturais mineiros. Sem se deixar prender a nenhuma corrente artística que lhe possa cercear a espontaneidade de expressão, a Flutuar busca, como marca, a originalidade e a ousadia da experimentação e da criação, características de nossa contemporaneidade. Em 2011, a Flutuar gravou e lançou o seu primeiro CD denominado "Flutuar no horizonte" apresentando um repertório que homenageou a capital mineira. Em 2012, realizou a tournèe de "Trens para flutuar" em que foram apresentadas composições inéditas e arranjos de canções brasileiras cujo tema é um dos símbolos que identifica Minas: o Trem-de-Ferro.
Consagrado flautista de renome internacional, com vários CDs premiados e uma história de centenas de concertos por quase quarenta países, Toninho Carrasqueira, é desses raros artistas que navegam livremente e com a mesma excelência pelos universos erudito e popular, percorrendo um extenso repertório que vai da música barroca à contemporânea e, em outra vertente, é também  conhecido como um "mestre-do-choro". Um dos seus premiados CDs, dedicado a Pixinguinha e Pattápio Silva, é considerado pela crítica brasileira como um dos melhores CDs dos últimos anos. É professor da USP - Universidade de São Paulo e de vários Festivais brasileiros e internacionais. Dedicando-se à divulgação da música brasileira e latino americana, vem se apresentando regularmente em concertos e ministrando master-classes em diversas universidades europeias , latino-americanas e dos Estados Unidos.

SERVIÇO 
Ofício da Música com “Flutuar com Toninho Carrasqueira”
Dia: 03 de setembro, terça-feira
Horário: 19h30, 
Local: Museu de Artes e Ofícios (Praça da Estação, Centro, Belo Horizonte)
Entrada gratuita
Sujeito à lotação – até 300 pessoas

Flutuar Orquestra de Flautas executando: Lundú Característico - Joaquim Callado