8 de novembro de 2016

"Campo aberto", álbum do cantor e violonista Artur Padua prossegue em campanha de financiamento coletivo.


As campanhas de financiamento coletivo tem sido um caminho adotado por muitos artistas para viabilizar seus projetos. Com o poder de ajudar a dar vida a produtos extremamente interessantes, as plataformas de financiamento coletivo têm trazido à tona diversos projetos que talvez jamais teriam alguma chance no mercado convencional, mas que depois de prontos muitas das vezes comprovam ser verdadeiros sucessos. O cantor e violonista Artur Padua também adotou o financiamento coletivo como forma de viabilizar a gravação do seu disco "Campo Aberto" .

O álbum "Campo Aberto" terá 13 faixas, todas cantadas, algumas regravações e algumas músicas inéditas Entre elas, composições de Pixinguinha, Cândido das Neves, Zé da Zilda, Raphael Rabello e Paulo César Pinheiro. Os arranjos e a direção musical serão feitos por João Camarero. O disco contará com um time seleto de músicos: o acompanhamento ficará por conta do Regional Imperial, conjunto formado por João Camarero (violão 7 cordas), Junior Pita (violão), Lucas Arantes (cavaquinho) e Rafael Toledo (pandeiro). Participam, também, Antonio Rocha (flauta), Mauricio Carrilho (violão), Nailor Proveta (clarinete), Pedro Paes (saxofone), Francineth e Keilla Germano (voz), Daniel Capu (voz), Alfredo Castro (percussão), entre outros convidados. 

A gravação acontecerá entre os dias 2 e 6 de fevereiro de 2017, no Rio de Janeiro, onde também serão feitas a mixagem e masterização. A prensagem está prevista para abril do ano que vem. O projeto tem uma meta mínima e um prazo de arrecadação até o dia 12 de dezembro. Se a meta for batida, o projeto é realizado. Se não, todos os colaboradores recebem seu dinheiro de volta. Para contribuir para viabilização deste projeto acesse este link e escolha suas recompensas.

No vídeo abaixo, Artur nos conta um pouco mais sobre o projeto.