9 de abril de 2018

Semana Nacional do Choro 2018 traz o Bandolim como instrumento destaque e Jacob como o grande homenageado.

Jacob do Bandolim e o instrumento com o qual  imortalizou grandes composições - Foto internet.
A exemplo do ocorrido na edição anterior, a Semana Nacional do Choro 2018 que acontece com shows programados nos dias 16 a 22 deste mês, também terá um instrumento que ganhará distinção. Neste ano em que celebramos o centenário de nascimento de Jacob Pick Bittencourt, mais conhecido como Jacob do Bandolim, o instrumento que como cognome se uniu em definitivo a este virtuoso instrumentista e compositor brasileiro, será o grande destaque.

O bandolim do compositor e instrumentista Jacob do Bandolim que integra
a coleção do MIS. Foto: Divulgação / Museu da Imagem e do Som
Os bandolins existem desde o séc. XVI, tendo a sua origem na Itália, onde surgiram para substituir o alaúde. É interessante notar que cada cidade tinha o seu bandolim (existindo Napolitanos, Romanos, Sicilianos, Florentinos etc...) que se diferenciavam pelo número de cordas e a afinação. Gozou, na Itália, de grande prestígio, tendo Vivaldi, Mozart, Haendel, Verdi e outros composto peças especialmente para o bandolim.  Enquanto os italianos construíam os seus bandolins com forma semelhante à do alaúde, com costas arqueadas, em Portugal foram construídos com o fundo chato se aproximando  mais do formato que conhecemos. E foi nas malas lusitanas que eles aportaram na Terra Brasilis, onde assumiu sotaque local, sendo amplamente utilizado em serestas e valsas. Mas ele só ganhou seu devido lugar e passou a integrar a linha de frente no Choro através de músicos de valor como Luperce Miranda e Jacob do Bandolim.
Jacob foi um expoente da música brasileira e além de magistral intérprete, um compositor emérito, sendo até hoje um dos mais gravados, no gênero. Em qualquer roda de choro Jacob é sempre lembrado, numa eterna reverência à sua obra.
Hamilton de Holanda: atração da festa de encerramento
da Semana Nacional do Choro 2018 . Foto: divulgação
Na festa de encerramento da Semana Nacional do Choro 2018, que acontecerá no domingo (22), o grande homenageado será Jacob do Bandolim e a estrela maior, o Bandolim. 

A nobreza desta homenagem está materializada nos shows programados para este dia: Hamilton de Holanda (o maior músico instrumental brasileiro na atualidade), Grupo Choro das 3 (SP) e Clube do Choro de Belo Horizonte, finalizando com uma grande roda de choro com participação de seis bandolinistas: Hamilton, Izaías Almeida (SP), Elisa (Choro das 3), Ian Coury (Brasilia), Hélio Pereira (Clube do Choro de BH) e Balbino (Regional do Salomão). 
Grandes artistas, de diversas gerações, no palco com o mesmo instrumento, em apresentações solo e em dupla com o anfitrião Hamilton de Holanda, acompanhados pelo grupo do Clube do Choro de BH. 

Uma festa imperdível que ficará na memória cultural da cidade, nos seus 120 anos.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA da SEMANA NACIONAL DO CHORO 2018 - UMA PARCERIA SESC MG e CLUBE DO CHORO DE BELO HORIZONTE.