18 de junho de 2019

CHEGOU A HORA DA FOGUEIRA. ANARRIÊ, PIXINGUINHA!

O mês de junho chega trazendo um repertório tradicional de uma das festas mais populares brasileiras. Em uma das edições da Série Pixinguinha na Pauta, veiculada pelo canal web Rádio Batuta, as marchinhas juninas ganharam destaque. Nesse programa, a equipe põe para tocar sucessos juninos lançados entre 1935 e 1949. Composições que se popularizaram através das ondas do rádio e dos discos, à época cada vez mais acessíveis, e nas vozes de grandes intérpretes como Carmem Miranda, Francisco Alves, Dalva de Oliveira, Dircinha Batista, Mário Reis, entre outros.

Como arranjador mais produtivo daquela época, Pixinguinha foi um dos personagens fundamentais na construção da nova tradição musical, colocando sua assinatura inconfundível de arranjador nas novas marchas, que seriam tão populares como as de Carnaval. Entre elas, o primeiro sucesso junino gravado em junho e lançado em julho de 1933: "Chegou a hora da fogueira", composição de Lamartine Babo, gravada por Carmem Miranda e Mário Reis, acompanhados pelos Diabos do Céu.
O arranjo de Pixinguinha é um capítulo à parte, que certamente contribuiu muito para que ela se tornasse um clássico vitalício da música junina.

Ouça, na íntegra, o especial "Pixinguinha Junino" produzido em 2016, apresentado por Pedro Paulo Malta, com roteiro de Pedro Paulo Malta, Paulo Aragão, Marcílio Lopes e Bia Paes Leme.
Desfrutem dessa bela pesquisa histórica musical.