28 de agosto de 2017

Clube do Choro de Belo Horizonte e SESI Minas levam o espetáculo "Breve Almanaque do Choro" a diferentes regiões de Minas Gerais.

Clube do Choro de BH e SESI Minas levam o Choro ao Estado de Minas Gerais. 
Ao completar 11 anos de fundação, no mês de maio deste ano, o Clube do Choro de Belo Horizonte iniciou um grande projeto em parceria com o SESI Minas, para celebrar e levar o Choro a diferentes palcos e localizações do nosso Estado. Até agora, já foram realizadas 6 apresentações do espetáculo "Breve Almanaque do Choro", concebido para disponibilizar, de forma inteiramente gratuita, um verdadeiro valor da cultura nacional que sobrevive a mais de 150 anos: o gênero musical CHORO.

Na sacada do Museu de Artes e Ofício, o Clube do Choro de BH iniciou o projeto itinerância.
Ao lado do SESI/MINAS que tem, entre outros inúmeros objetivos, o de disseminar cultura entre seus associados e às populações das diversas regiões do estado, o Clube do Choro de BH já levou o “Breve Almanaque do Choro”, além da capital, às cidades de Tiradentes, Uberlândia, Ituiutaba, Uberaba e Patos de Minas.  Estruturado em cinco blocos, o espetáculo apresenta além das informações sobre as autorias de cada obra, muitas outras curiosidades sobre as músicas e os compositores, compondo um conteúdo digno de um almanaque.
Na Praça da Estação centenas de pessoas assistiram ao espetáculo.
A primeira apresentação em 20 de maio, foi parte integrante das comemorações da Semana da Indústria de 2017. Da sacada do Museu de Artes e Ofício, na Praça da Estação, em BH, o espetáculo levou ao local um público aproximado de 500 expectadores.
O grupo de choro do clube se apresentou com os seguintes instrumentistas: Sílvio Carlos (violão sete cordas), Marcos Flávio e Marcelo Ribeiro (trombones de vara), Dudu Braga (cavaquinho solo), Luiz Guilherme (cavaquinho centro), Carlos Walter (violão seis cordas) e Ricardo Acácio (Pandeiro).

Projeto Itinerância "Breve Almanaque do Choro" - Uma parceria Clube do Choro de BH e SESI Minas.