17 de março de 2017

Com o show "Chorando pelo mundo", Trio Bola Preta se apresenta hoje no Conservatório UFMG.

Trio Bola Preta - Foto: Divulgação
O Circuito Cultural DAC / Perspectiva, Muitas Culturas nos Campi, apresenta nesta sexta, 17 de março, às 19h30, o show Chorando pelo Mundo com o Trio Bola Preta. O som do trio combina as diferentes influências dos músicos com outros ritmos e estilos como o Fado, Salsa, Tango, Maracatu, Frevo e Baião em arranjos de choros tradicionais, contemporâneos e composições próprias.

O Trio Bola Preta surgiu na Holanda a partir do encontro de três músicos com diferentes formações, mas que cultivavam uma mesma paixão pelo Choro e pela música brasileira. Depois de passar por algumas formações, atualmente o Trio é composto por Mariana Bruekers (BH/MG) na flauta transversal, Francisco Medina (Lisboa/Portugal) no violão de 7 cordas e Natália Mitre (BH/MG) no pandeiro. O Trio Bola Preta participou de importantes Festivais como o Summer Time Festival em 2013 (Haia, Holanda), Breda Jazz Festival (Breda, Holanda) e Viva Brasil Festival em 2014 (Amsterdam, Holanda); se apresentou e deu oficinas de choro no Clube do Choro de Londres em 2014 e no 11º Festival Internacional de Choro de Paris em 2015. 
Em 2015 o Trio Bola Preta ganhou o prêmio Palco MP3 por ser o grupo de choro mais acessado do ano. O Trio Bola Preta finalizou em abril de 2014 as gravações de seu primeiro álbum: Saideira. Este álbum possui 10 composições próprias e tem sido lançado em várias cidades da Europa e América. 
O Trio conta, em seu currículo, com concertos e apresentações realizadas no Porto e Lisboa (Portugal); Haia, Breda, Amsterdã e Roterdã (Holanda); Londres (Inglaterra), Diamantina, São João Del-Rei, Ouro Preto e Belo Horizonte (Brasil); Nova Iorque (Estados Unidos) e Paris (França). Tendo como sede atual Belo Horizonte, o grupo que nasceu na Holanda se apresenta desde 2011, tendo como objetivo, além de mostrar seu trabalho diferenciado a novas audiências, espalhar essa preciosidade da música Brasileira, o Choro, por todo o mundo! 

Repertório: 
1. Nunca se sabe – Francisco Medina (Portugal) 
2. Choro nº.1 – Kess Gelderbloom (Holanda) 
3. Bate Bola – Martin Heap (Dinamarca) 
4. Choro da Aranha – Francisco Medina (Portugal) 
5. Maxixe Sureño – Álvaro Rovira (Argentina) 
6. La che est dans la main – Olivie Lob (Alemanha) 
7. Valsa de Nenem – Marijn van der Linden (Cabo Verde) 
8. O Sorriso de Mo – Remko de Landmeter (Holanda) 
9. Choro de Perander – Anders Perander (Finlândia) 
10. Sarau para um Viola – Jonathan Preiss (Inglaterra) 
11. Polca pra Beth – Francisco Medina (Portugal) 
12. Saideira - Elizabeth Fadel e Mariana Bruekers (Brasil) 

CIRCUITO CULTURAL DAC - PERSPECTIVA Apresenta performances, intervenções e instalações multidisciplinares reunindo diferentes linguagens artísticas em parceria com a DAC – Muitas Culturas nos Campi.

SERVIÇO:
Circuito Cultural DAC - Perspectiva apresenta: Trio Bola Preta – Chorando pelo Mundo 
(Mariana Bruekers/flauta, Francisco Medina/violão 07 cordas, Natália Mitre/percussão )
Data: 17 de março de 2017 – Sexta-feira 
Horário: 19h30 
Local: Conservatório UFMG – Av. Afonso Pena, 1534 – Centro BH/MG 
Entrada franca. 
Info: 3409-8300