10 de julho de 2014

OFÍCIO DA MÚSICA RECEBE DADO PRATES COM O SHOW “CHORANDO ENTRE AMIGOS”.

"Chorando entre Amigos" : Eduardo Macedo, Ricardo Acácio, Carlos Walter, Silvio Carlos e Dado Prates . Foto: Divulgação.

O Museu de Artes e Ofícios (MAO) recebe o flautista e saxofonista, Dado Prates no “Ofício da Música”, sob curadoria de Poti Castro, para um encontro que vai reunir no palco antigos amigos e parceiros do músico para o show “Chorando entre Amigos”. Trata-se de uma apresentação de Choro que Dado considera uma “volta às origens”, sonho antigo que os compromissos da carreira sempre foram adiando, mas que hoje tornou-se prioridade para o artista. O evento ocorre no dia 15 de julho, terça-feira, às 19h30, com entrada gratuita, no MAO – na Praça da Estação, Centro.

Para o show, Dado convidou os músicos associados ao Clube do Choro de Belo HorizonteCarlos Walter (violão de 6 cordas, compositor e integrante do Duo Treze Cordas) e Marcos Frederico (bandolim, vencedor por duas vezes do prêmio BDMG Instrumental em carreira solo, além de integrar o grupo Siricotico), também sobem ao palco Eduardo Macedo (cavaquinista, violonista e compositor, integrante dos grupos de choro Corta Jaca e Quatro na Roda), Silvio Carlos (violão de 7 cordas, diretor musical do Grupo Flor de Abacate e integrante do Duo Treze Cordas),  Ricardo Acácio (considerado, atualmente, um dos melhores pandeiristas do Brasil), além de Jonas Vitor (sax tenor, melhor instrumentista do Prêmio BDMG Cultural 2009). “Minha ideia, ao reunir estes músicos, é “recriar” o grupo de Pixinguinha e Benedito Lacerda, com seus belíssimos contrapontos entre flauta e saxofone, por exemplo, nas já famosas “Segura Ele” e “Cochichando”, como em outras menos conhecidas, como “Recordações”. Teremos momentos distintos, com duo de violões e bandolim dialogando com a flauta, por exemplo, em “Lídia’, de minha autoria”, adianta Dado Prates.

Dado Prates, natural de Belo Horizonte, é saxofonista, flautista, arranjador e compositor. Começou como integrante da Orquestra Jovem do Palácio das Artes, venceu o Prêmio BDMG Instrumental em 2000 e ao se profissionalizar tocou e gravou com Milton Nascimento, Túlio Mourão, Paulinho Pedra Azul, Tunai, Tadeu Franco, Pena Branca e Xavantinho, Celso Moreira, Célio Balona e Chico Lobo, dentre outros grandes nomes. Morou por três anos na França, quando tocou na Orquestra do Hotel Méridien de Paris.

SERVIÇO:
Ofício da música: Dado Prates, no show “Chorando entre amigos”
Data: 15 de julho de 2013 – Terça-feira
Horário: 19:30h
Local: Museu de Artes e Ofícios – Praça da Estação – Centro BH/MG
Entrada: gratuita
Sujeito à lotação - até 300 pessoas
Info: (31) 3248-8600