11 de outubro de 2013

O Conservatório UFMG apresenta: homenagem a Waldir Azevedo - 90 anos, com Ausier Vinícius e convidados.

Na próxima terça-feira, 15 de outubro, às 20hs, o Conservatório UFMG presta homenagem Waldir Azevedo e comemora seus 90 anos, em show com Ausier Vinícius e convidados.       
O espetáculo, dividido em duas partes, trará primeiramente um pouco da vida e obra do Mestre Waldir Azevedo com as músicas e fatos relevantes. E na segunda, a criação do projeto Pedacinhos do Céu, em Belo Horizonte que é uma demonstração de respeito a uma das mais belas músicas do mestre e também uma homenagem a convivência com a viúva Dona Olinda Azevedo.


Waldir Azevedo nasceu de família pobre em 1923, na cidade do Rio de Janeiro, no bairro da Piedade, e passou a infância e a adolescência no bairro do Engenho Novo. Manifestando interesse em música ainda criança, Waldir conseguiu comprar uma flauta transversal aos sete anos de idade, depois de juntar dinheiro capturando passarinhos e vendendo-os.
No carnaval de 1933, aos 10 anos de idade, apresentou-se em público pela primeira vez, como flautista, tocando "Trem Blindado", de João de Barro, no Jardim do Méier.
Já adolescente, conheceu um grupo de amigos que se reunia aos sábados para tocar e, por influência deles, acabou por trocar a flauta pelo bandolim. Pouco tempo depois trocou o bandolim pelo cavaquinho, instrumento que deixou de lado quando o violão elétrico ganhou projeção no Brasil.
Aos 22 anos, enquanto passava a lua de mel na cidade de Miguel Pereira, recebeu um telefonema de um amigo avisando de uma vaga no grupo de Dilermando Reis, em um programa da Rádio Clube do Brasil. Tocou no grupo durante dois anos, após o que acabou assumindo sua liderança, com a saída de Dilermando em 1947.
Durante a década de 1950 fez grande sucesso com composições como "Brasileirinho", "Pedacinhos do Céu", "Delicado", "Chiquita" e "Vê Se Gostas", e as composições de Waldir o projetaram internacionalmente. Durante 11 anos viajou com seu conjunto por países da América do Sul e Europa, incluindo duas viagens patrocinadas pelo Itamaraty na Caravana da Música Brasileira. Suas composições tiveram gravações no Japão, Alemanha e Estados Unidos, onde Percy Faith e sua orquestra atingiram a marca de um milhão de cópias vendidas com uma gravação de Delicado. Waldir chegou a participar de um programa na BBC de Londres, transmitido para 52 países.
Waldir Azevedo morreu em 1980 na Beneficência Portuguesa de São Paulo em decorrência de um aneurisma da aorta abdominal, poucos dias antes de começar as gravações de um novo álbum — meticuloso, Waldir ainda deixou instruções para os músicos gravadas em fita cassete. Ele tinha 57 anos. 


Ausier Vinícius
Natural de Peçanha, cidade do Vale do Rio Doce, em Minas Gerais, iniciou-se na música por influência do avô Minervino (Clarinetista da Banda de Música de Peçanha), que lhe presenteou com seu primeiro cavaquinho aos 7 anos. Autodidata, aos 15 anos teve o primeiro contato com a obra de Waldir Azevedo. A partir daí, dedicou-se à pesquisa sobre a vida e obra daquele que se tornaria a sua grande referência e inspiraçao musical.
Em 1996, criou em Belo Horizonte-MG, o Espaço-Musical “Pedacinhos do Céu”, em homenagem a Waldir Azevedo tornando-se, a partir daí, amigo de Dona Olinda Azevedo (viúva de Waldir Azevedo) e de sua filha Marly Azevedo, as quais, delicada e carinhosamente colocaram a sua disposição o acervo da família para suas pesquisas, inclusive, com orgulho, Ausier registra o presente que ganhou à época: uma palheta usada pelo Mestre Waldir, assim como várias fotos e reportagens.
Acompanhou a “Rainha do Choro” Ademilde Fonseca e já dividiu o palco com artistas consagrados tais como Zé da Velha e Silvério Pontes, Paulo Sérgio Santos, Hélcio Brenha, conjunto Época de Ouro. E, no programa “Arrumação”, sob o comando de Saulo Laranjeira, tocou ao lado de grandes cantores: Beth Carvalho, Jair Rodrigues, Dona Ivone de Lara, Leci Brandão, João Nogueira, Nelson Sargento, Dicró e Paulinho da Viola.

SERVIÇO
Conservatório UFMG apresenta: homenagem a Waldir Azevedo - 90 anos, com Ausier Vinícius e convidados
Data: 15 de outubro de 2013 – terça-feira
Horário: 20h
Local: Conservatório UFMG – Av. Afonso Pena, 1534 – Centro BH/MG
Entrada gratuita
Info: 3409-8300