5 de agosto de 2013

Pais da OAP/UFMG serão homenageados com recital de violão.

Será realizado no próximo dia 9 de agosto o Sarau em Homenagem aos Pais, promovido pela OAP. Três grandes violonistas apresentarão repertório especial.
Gustavo Farias abre o evento com “Modinha” e “Ponteio”, de Arthur Bosmans, e ainda interpretará músicas de Joaquin Turina e Lennox Berkeley. Depois será a vez de Celso Faria fazer sua apresentação. O violonista tocará canções de Fernando Sor, Heitor Villa-Lobos e Agustin Barrios. Para encerrar o evento, José Lucena Vaz dedilhará, no violão, composições de Gaspar Sanz, Dilermando Reis e Ary Barroso. 
O sarau começará às 19h30, no Conservatório UFMG (Av. Afonso Pena, 1.534 – Centro). 
A entrada é gratuita, mas é preciso reservar o lugar pelo telefone 3409-4505.


José Lucena Vaz
Mineiro da cidade de João Pinheiro, José Lucena Vaz nasceu em 1944 e iniciou seus estudos musicais em 1953, com apenas 9 anos de idade. A partir dos 14 anos passou a se dedicar exclusivamente ao violão.
Em 1967 obteve seu primeiro diploma neste instrumento pelo Instituto São Rafael (BH/MG), tendo como mestre Walter de Carvalho Alves. Na década de 70, buscou aperfeiçoamento em vários cursos, dentre os quais podemos citar: Festival de Inverno de Ouro Preto; Seminário Internacional de Violão de Porto Alegre; Seminário Internacional de guitarra de Montevidéu, tendo neste período absorvido importantes conhecimentos de renomados mestres, entre eles Abel Carlevaro. 
Em 1973 ingressou no Curso de Composição e Regência da Escola de Música da UFMG, onde lecionou a disciplina de violão até 1997. Vale destacar, entre as muitas premiações que obteve o 1º lugar no III Concurso Internacional de Violão de Porto Alegre (1971), obtendo ainda a “Medalha de Ouro” no Seminário Internacional de Guitarra de Montevidéu (1975). Em 1986 recebeu convite para dirigir um seminário de técnicas violonísticas na Suíça. Em 1990 realizou, a convite da “Brasilien Initiative Freiburg E.V.”, uma tournée pela Alemanha, onde também proferiu palestras e “Master Classes”. Em 1997 foi homenageado pela UFMG com o “Concurso Nacional de Violão José Lucena Vaz” por ter inserido o primeiro curso de violão de Brasil em uma Universidade Federal. Em 2001 realizou uma tournée pela Itália muito prestigiada pela mídia e pelo público. Em 2005 teve participação ativa como instrumentista a convite da UFMG - Festival de Inverno em Diamantina; Da Nova Acrópole de Belo Horizonte – Semana dos Pais, e da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais, para o encerramento do Fórum Nacional de Secretários e Dirigente de Cultura, em Cuiabá – MT. Atualmente divide suas atividades realizando recitais e ministrando cursos de pequena duração. No empenho dessas atividades imprime sua marca pessoal: fundamenta seu trabalho no estudo de aspectos da cinesiologia humana aplicáveis à técnica de execução violonística.


Gustavo Farias
Gustavo Farias é natural de Castanhal/ PA, e em 2001 iniciou seus estudos de violão na Casa de Música de Ouro Branco/MG com o maestro Charles Roussin. Participou de festivais e master classes com renomados violonistas da atualidade como Tiaraju Aranovich, Edelton Gloeden, Eduardo Meirinhos, Alieksey Vianna (BRA/Suíça), Eduardo Issac (Argentina), Mario Ulloa (Costa Rica/BRA), Paul Galbraith (Escócia), José Antonio Escobar (Chile) e Fábio Zanon. Já se apresentou como solista a frente da Orquestra de Câmara de Ouro Branco sob a regência do maestro Charles Roussin e da Orquestra de Câmara da III Semana Interativa de Ouro Branco sob a regência do Prof. José Ademar Teixeira Rocha. 
Conquistou em 2009 o terceiro lugar no “III Concurso de Violão Eustáquio Grilo” em Brasília. Atuou como professor de 2008 a 2011 na Semana da Música e Semana Interativa de Ouro Branco. Em 2012 e 2013 participou da direção desses festivais. Farias tornou-se bacharel em violão em 2009 pela Universidade do Estado de Minas Gerais na classe do prof. Celso Faria.
Atualmente é mestrando em música pela UFMG onde é orientado pelo professor Gilberto Carvalho e é coordenador cultural e professor de violão da Associação Cultural Casa de Música de Ouro Branco, onde tem um intenso trabalho com Orquestras de Violões, trabalho esse que rendeu recitais por toda região do Alto Paraopeba.


Celso Faria
Nascido em Passos (MG) no ano de 1979, Celso Faria iniciou seus estudos musicais de maneira autodidata aos dez anos de idade. Em 1994 ingressou no “Curso de Formação Musical” da Escola de Música da UFMG, estudando na classe do professor José Lucena Vaz. Obteve o título de bacharel em violão na mesma instituição sob a orientação do 
professor Fernando Araújo. É especialista em Música Brasileira - Práticas Interpretativas - pela Universidade do Estado de Minas Gerais e Mestre em Performance Musical pela Universidade Federal de Minas Gerais. Celso Faria também foi aluno de Beto Davezac na Fundação de Educação Artística. 
Celso Faria obteve várias premiações, dentre elas: menção honrosa no “VII Concurso Nacional de Violão Souza Lima” (São Paulo, 1996), vencedor do “IX e XIV Concurso Jovens Solistas” da Escola de Música da UFMG (Belo Horizonte, 1998 e 2004), vencedor do “III e IV Concurso Jovem Músico BDMG” (Belo Horizonte, 2002 e 2003), vencedor do “Concurso Bianca Bianchi” (Curitiba, 2003), vencedor do “I Concurso Furnas Geração Musical” (Belo Horizonte, 2004) e semi  finalista do “II Concurso de Violão Fred Schneiter” (Rio de Janeiro, 2005). 
Com um repertório que se estende desde o período renascentista até o século XXI, Celso Faria tem se apresentado nas mais importantes cidades brasileiras, seja como recitalista de violão solo, integrante em formações camerísticas ou ainda como solista orquestral. Gravou ao vivo o cd Romencero Gitano com o “Coro Madrigale” para selo independente e participou do cd “100 anos de Arthur Bosmans” pelo selo “Minas de Som”.


SERVIÇO:
Sarau OAP/UFMG em homneagem aos pais: José Lucena Vaz, Gustavo Farias e Celso Faria.
Coordenação:  Professora Marilene Gangana Data: 09 de agosto de 2013
Horário: 19h30
Local: Conservatório UFMG – Av. Afonso Pena, 1534 – Centro BH/MG
Entrada:  A entrada é gratuita, mas é preciso reservar o lugar pelo telefone 3409-4505.