14 de fevereiro de 2018

100 MOTIVOS PARA CELEBRAR JACOB.

Eis, no dia dos 100 anos de Jacob, 100 músicas compostas pelo ás do bandolim.

Faz hoje 100 anos que nasceu Jacob Pick Bittencourt (Rio de Janeiro – RJ, 14 de fevereiro de 1918 / Rio de Janeiro – RJ, 13 de agosto de 1969), o compositor e músico carioca conhecido como Jacob do Bandolim. O toque extraordinário do bandolim de Jacob fez desse artista um dos músicos mais influentes da música popular produzida no Brasil ao longo do século XX.

Ao cristalizar um estilo brasileiro de tocar o bandolim, instrumento aprendido por ele de forma autodidata, Jacob se tornou um dos principais nomes do choro, gênero tão carioca quanto o artista. Contudo, se o músico foi magnânimo, o compositor também foi grande, tendo criado obras que ajudaram a perpetuar o legado do bandolim de Jacob em discografia solo iniciada em 1947 com o disco de 78 rotações por minuto que apresentou o choro Treme-treme.

Eis em ordem alfabética, no dia em que se comemora o centenário de nascimento desse gênio, ás do bandolim, 100 músicas compostas por Jacob que ganharam registros fonográficos entre 1938 e 2007:

1. A ginga do Mané (1962)
2. Adylia (2007 – lançamento póstumo em disco)
3. Alvorada (1955)
4. Ao som dos violões (1980 – lançamento póstumo em disco)
5. Assanhado (1961)
6. Baboseira (1979 – lançamento póstumo em disco)
7. Benzinho (1955)
8. Biruta (1952)
9. Bisbilhoteiro (2007 – lançamento póstumo em disco)
10. Boas vidas (1980 – lançamento póstumo em disco)
11. Bola preta (1954)
12. Bole bole (1951)
13. Bonicrates de muletas (1950, parceria com Biliano de Oliveira)
14. Buscapé (1956)
15. Cabuloso (1949)
16. Carícia (1956)
17. Chorinho na praia (1980 – lançamento póstumo em disco)
18. Choro de varanda (1950)
19. Chuva (1980 – lançamento póstumo em disco)
20. Ciumento (1955)
21. Cristal (1951)
22. De coração a coração (1970 – lançamento póstumo em disco)
23. De Limoeiro a Mossoró (1956)
24. Diabinho maluco (1956)
25. Doce de coco (1951)
26. Dolente (1949)
27. Encantamento (1950)
28. Entre mil...você! (1953)
29. Eu e você (1952)
30. Falta-me você (1962)
31. Feia (1948)
32. Feitiço (1954)
33. Foi numa festa (1968)
34. Forró de gala (1952)
35. Gostosinho (1952)
36. Heroica (1980 – lançamento póstumo em disco)
37. Horas vagas (1980 – lançamento póstumo em disco)
38. Implicante (1958)
39. Inocência (1968, parceria com Luis Bittencourt)
40. Isto é nosso (1957)
41. Já que não toco violão (2007 – lançamento póstumo em disco)
42. Jamais (1968, parceria com Luis Bittencourt)
43. La duchesse (1970 – lançamento póstumo em disco)
44. Lembranças (2007 – lançamento póstumo em disco)
45. Mágoas (1958)
46. Maroto (2007 – lançamento póstumo em disco)
47. Maxixe na tuba (2007 – lançamento póstumo em disco)
48. Meu lamento (1955, parceria com Ataulfo Alves)
49. Meu segredo (1955)
50. Mexidinha (1950)
51. Migalhas de amor (1952)
52. Mimosa (1955)
53. Nego frajola (1955)
54. No jardim (1992 – lançamento póstumo em disco)
55. Noites cariocas (1957)
56. Noites dos reis (1987 – lançamento póstumo em disco)
57. Nosso romance (1953)
58. Nostalgia (1951)
59. Novos tempos (2007 – lançamento póstumo em disco)
60. O siri está no pau (1993 – lançamento póstumo em disco)
61. O voo da mosca (1962)
62. Orgulhoso (1980 – lançamento póstumo em disco)
63. Pra eu ser feliz (2007 – lançamento póstumo em disco)
64. Pateck Cebola (1980 – lançamento póstumo em disco)
65. Pé-de-moleque (1950)
66. Pérolas (1967)
67. Por que sonhar? (1953)
68. Pra você (1970 – lançamento póstumo em disco)
69. Preciosa (2007 – lançamento póstumo em disco)
70. Primas e bordões (1974 – lançamento póstumo em disco)
71. Primavera (2007 – lançamento póstumo em disco)
72. Quebrando gelo (1980 – lançamento póstumo em disco)
73. Receita de samba (1967)
74. Remelexo (1948)
75. Reminiscências (1953)
76. Rua da Imperatriz (1954)
77. Sai do caminho (1953)
78. Saliente (1954)
79. Salões imperiais (1948)
80. Saltitante (2007 – lançamento póstumo em disco)
81. Santa morena (1954)
82. Sapeca (1953)
83. Sapeca Iaiá (2007 – lançamento póstumo em disco)
84. Saracoteando (1980 – lançamento póstumo em disco)
85. Saudade (1954)
86. Se alguém sofreu (1938)
87. Sempre teu (1955)
88. Sereno (2007 – lançamento póstumo em disco)
89. Simplicidade (1950)
90. Tatibitate (1953)
91. Ternura (1970 – lançamento póstumo em disco)
92. Toca pro pau (1954)
93. Treme-treme (1947)
94. Um bandolim na escola (1962)
95. Vale tudo (1951)
96. Vascaíno (1951)
97. Velhos amigos (2007 – lançamento póstumo em disco)
98. Velhos tempos (1959)
99. Vibrações (1967)
100. Vidinha boa (1954)



Grupo Toca de Tatu  com Nailor Azevedo "Profeta" interpretando A Ginga do Mané, composição de Jacob do Bandolim.